Mangá² #292 – Roteiro 5: Bom pra quem?

Sejam bem-vindos ao episódio 292 do Mangá², o podcast semanal de mangás mais contraditório do mundo


Neste programa, Judeu AteuEstranho e Leonardo resgatam do fundo do baú um quadro não visitado há 8 anos: o “Roteiro”. Mas como qualquer bom reboot de algo que ninguém pediu, tirando os mais insaciáveis dos saudosistas, uma revisitada corretada vem pra destruir, vem pra corrigir, vem pra olhar pro que fizemos e repensar se aquela é a nossa verdadeira imagem. Por isso, não vamos ensinar nada sobre o que um bom roteiro deveria de ter, nós vamos é questionar a própria noção de qualidade e entrar numa espiral filosófica exotérica, de tentar entender afinal o que faz as pessoas gostarem de coisas.

Contato: contato@aoquadra.do

Feed | iTunes

Cronologia do episódio
(00:20) Roteiro 5: Bom pra quem?
(1:00:55) Recomendação da Semana – Touge Oni

Download

5 comentários

  1. Eu sempre fico querendo comentar alguma coisa sobre o episódio aqui.
    Levar a discussão pra frente.
    Mas hoje eu decidi postar algo.
    Podcast muito bom, vocês são foda demais.
    E é isso, rs

  2. Essa conversa de vocês me fez repensar minha relação com naruto

    Naruto é minha obra favorita da vida, e dificilmente outra coisa vai tomar esse lugar, mas eu já tive a minha fase de otakinho hipster na qual eu não podia gostar de naruto pois isso era modinha coisa de normi, mangá de verdade é pupun

    Ate que um dia eu pensei foda-se eu amo naruto, eu tenho uma ligação especial com essa historia de mais de uma década, eu era criança quando comecei a ver naruto e quando terminou eu já era adulto

    Eu pelo menos hoje acredito que o mais importante em uma obra é o sentimento que ela te trouxe

  3. Acho que o grande lance é que quando a pessoa não tem o vocabulário e bagagens de quem absorveu muito da mídia acaba sendo muito fácil o atropelamento e desconsideração dos pormenores das dificuldades e soluções que uma obra tem em prol do objetivo de evocar uma reação emocional pra alguém em específico, e isso pode fazer a discussão virar uma conversa mesquinha de “meu time de futebol é muito melhor que o seu”.

    É difícil não sentir raivinha das pessoas que dizem que “essa obra é muito melhor que todas as outras por ser adulta e sombria” quando os métodos pra esse fim não são tão sofisticados e tampouco a pessoa absorveu muitas obras pra justificar a declaração ousada, vide conversas da superioridade secreta do anime de Fullmetal de 2003 em comparação com brotherhood/ mangá ou que Shingeki “é o melhor anime da atualidade e vocês não estão prontos pra essa conversa”.

  4. não costumo fazer comentário em site e tal, mas eu gosto muito do podcast de vocês e queria relatar isso
    vocês brocam demais, valeu! ansiosa pelo próximo ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.