Re:En² – Kingdom Vol. 01-04

Sejam bem-vindos ao Re:En², o podcast mensal de mangás mais hypado do mundo.


Neste programa, Judeu AteuEstranhoLuki, BoxaIzzo (Dentro da Chaminé) começam mais uma série de análises de quatro em quatro volumes, desta vez falando do ápice do “deve ser daora mas olha o tamanho disso véi”, aclamado pelo pocos que leram, vamos botar em teste a qualidade de Kingdom

Contato: contato@aoquadra.do

Feed | iTunes

Download

8 comentários

  1. Tô muito na vibe do boxa, essa releitura tá bem interessante na análise de causa e consequência de alguns fatos, sobre a viradinha do manga se não tô enganado quando começa as “batalhas de guerra” o manga toma jeito e cada capítulo empolgava muito, entretanto tinha e até bem colocado as vezes, tem exemplos nesses volumes, de fases de transição e pausas de arcos

    • Como no podcast vcs tbm focaram no especto do entorno do manga, e alguém se importa de ler isso, quando eu comecei a ler ele foi no tempo que ele ainda tinha “só” mais ou menos 400 capítulos e eu estava na fase adolescente de querer vê coisas adultas, e meio que li Gantz, Berserk e depois Kingdom de uma vez, e sobre esse em específico me surpreendeu, pois ele discuti ou tenta sobre a “necessidade” de guerras e o que leva a elas, além de toda a violência intrínseca dela, tem um personagem específico que é basicamente isso e ele é do time do “bem”. Muito dos momentos que mais que empolgaram em manga vem desse aí, quando se pega o jeito dele de conta história e confrontos, fica bem legal acompanhar o desenrolar da pseudohistoria da china.

  2. MALUCO, NEM ACREDITO QUE ESSE PODCAST TÁ ACONTECENDO!
    Kingdom é um dos meus mangás favoritos, vai ser um prazer acompanhar o Re:en² dele.

  3. Eu tava meio receoso com as primeiras menções do povo da montanha, quando tem aquela história deles passarem 400 anos mantendo aquele templo do segundo volume, com uma devoção quase religiosa aquela promessa e aquele rei legalzinho, eu achei uma coisa “bom selvagem” tão cringe. Fiquei muito feliz quando eles viram o pessoal mais descolado do mangá. O meu momento favorito desses quatro volumes, de longe, é logo depois que o Ei Sei faz aquele discurso pra animar as tropas “os nossos companheiros estão matando o inimigo nesse momento e a vitória será nossa se a gente lutar um pouco mais!”, que um dos caras da montanha pergunta pra Yotanwa “ei, o que esse cara falou?” e ela fala “cada um de nós tem que matar dez deles”. É muito bom isso, mostra que eles não são do tipo de ficar animado com palavras bonitas, eles têm distância o bastante do Ei Sei pra entender o que ele *de fato* tá falando. E a resposta do cara é só “dá pra fazer”. É isso aí, tem que ir pra porrada mesmo, é o que tem pra hoje. Cena extraordinariamente bunda má. Torcendo que tenha mais disso no mangá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.