Mangá² #267 – Um Mangá de… Isekai

Sejam bem-vindos ao episódio 267 do Mangá², o podcast semanal de mangás que não caiu em outro mundo.


Neste programa, Judeu AteuEstranho, Izzo (Dentro da Chaminé), Vlad e Natth voltam com um dos inúmeros quadros favoritos do Mangá², o “Um mangá de…”. Utilizando todos os clichês e tropes, desta vez tentamos fazer um mangá de Isekai, um mangá de “cair em outro mundo”, com a fantasia de poder mais crua e visceral da sociedade contemporânea.

Para outros podcasts do tema, confira aqui!

Contato: contato@aoquadra.do

Feed | iTunes

Cronologia do episódio

(00:00:25) Um Mangá de… Isekai
(01:10:30) Leitura de e-mails
(01:20:00) Recomendação da Semana – Saihate no Paladin

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

3 comentários

  1. escutei, vou dar uns palpites

    título: 1.000.000.000.000 (bilhão)
    quando a pessoa ler vai ficar interessada por descobrir que o valor é uma dívida

    sobre o copyright: todos imaginariam que o preço pago em mana fosse algo natural e todo utilizado na produção da magia mas descobrem depois que a maior parte da mana ficava com o dono da corporação dona dos direitos ao usar o feitiço registrado, invés de ir para produção dos feitiços (beijos de mais-valia)

  2. Eu já fui cobrador de ônibus era uma merda queria morrer…

    Esse é o meu quadro favorito, já tinha dado a dica a muito tempo do isekai, só não imaginava que vocês iriam criar o isekai comunista

    Estou lendo Ao no flag e to achando muito chato esse começo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.