Mangá² #266 – Comissão de Ética dos Mangás

Sejam bem-vindos ao episódio 266 do Mangá², o podcast semanal de mangás mais amoral do mundo.


Neste programa, Judeu Ateu, Estranho, LeonardoIzzo (Dentro da Chaminé) e Luki estreiam um quadro novo, no qual questionam, julgam e se perdem em tangentes sobre questões éticas fora da nossa realidade. Qual é a ética por trás de encarnar no corpo de outra pessoa? Ter poderes mágicos é a mesma coisa que ter uma arma de fogo? Quais são as implicações morais por trás de ter relações amorosas numa viagem no tempo? Essas perguntas, e muitas outras, são parcialmente respondidas…. ou completamente deixadas no ar, neste episódio.

Contato: contato@aoquadra.do

Feed | iTunes

Cronologia do episódio
(00:20) Comissão de Ética dos Mangás
(1:06:30) Leitura de Emails
(1:20:30) Recomendação  da Semana – Mieruko-Chan

https://aoquadrado.nyc3.digitaloceanspaces.com/manga2/manga2_266_comissao_de_etica_dos_mangas.mp3 

Download

20 comentários

          • Troca “desenho” por “quirks” e a discussão ética no podcast é exatamente a mesma.

          • Vou discordar aqui também, Atelier of Witch Hat é diferente justamente porque todo mundo PODE ter o poder, Boku no Hero é genético e se tu deu azar não tem o que fazer. Se o poder de Witch Hat fosse herdado, a discussão seria completamente diferente, seria o debate levantado em X-Men no caso.

          • Judeu, você ta ignorando completamente a existência e o background do All for one

        • Também não vejo muita relação. Em witch hat é um conselho escondendo o quão acessível é o poder da magia (apagando memórias a lá men in black) e punindo quem usar magia em humanos (seja pra cura ou pra cometer atrocidade) ou quem a revela ao mundo.
          A discussão é sobre a moralidade de restringir o acesso do poder às massas e só permitir que um grupo seleto a use por receio de que o caos será maior que o potencial bem que ela possa trazer.

          Em Boku no Hero os quirks não são segredo e quase todos nascem com ele. A não ser se estiver se referindo a algum spoiler que eu não tenha visto (parei no arco do Yakuza) eu não sei exatamente o que o All for One tem de semelhante nisso.

  1. Esse podcast me fez lembrar de algo que eu sempre me questionei em Naruto relacionado ao jutsu de transformação, por exemplo, seria anti-ético a Hinata se transformar no Sasuke quando fosse transar com o Naruto? Tentando colocar essa ideia no nosso mundo imaginando que qualquer pessoa pudesse fazer esse jutsu eu imagino que seria comum pessoas com baixa autoestima virando um Michael B. Jordan a qualquer momento.
    Imagina como seria ir em uma balada e lá teria apenas clones da Scarlett Johansson e do Robert Pattinson, ou será que o fato disso se tornar parte do senso comum faria com que a sociedade perdesse essa ideia que o padrão de beleza são essas pessoas famosas?
    Eu acho que isso seria mais errado que algo que as pessoas já fazem hoje em dia que é fazer deep fake dos rostos de atrizes e cantoras famosas em vídeos pornográficos.

    • Acho super anti ético e meio creepy até (acho que já rolou em alguns hentais de Naruto thou). XD

      Imagino que jutsus de tranformação não sejam fáceis de manter a longo prazo por causa do consumo de chakra, e normalmente são disfarces fáceis de serem desmascarados.

      Talvez pudesse ser usado como um fetish que estivesse e acordo com ambas as partes.

      Uma coisa que pensei é que genjutsu também é algo com esse potencial, tanto pra fins anti éticos e/ou sexuais.

  2. Sobre Nagatoro, que eu acompanho, foi mais um lance de fetiche, seja em relacao ao público ou a personagem,do que qualquer outro coisa, no fim ainda tá meio errado, mas aí entra na discussão de ponto de vista e gostos.

    Meu registro de mangas do mês passado
    Yagate : meu primeiro Yuri (◍•ᴗ•◍)❤
    Ao no flag : genuinamente ri bastante em algumas partes
    Dungeon Meshi : não dava nada no começo e agora amo
    Sunny 1 : parece ser um boa noite punpun só que bom

    • Porra, soltou um bait de Punpun de graça k.

      Ainda falta eu ler ambos esses mangás, mas já fico no receio de chegar nas partes com o Pegasus, todo mundo diz que é uma chatice sem propósito.

      • Bicho, eu interpretei o pagasus como pessoas desligadas da realidade, que de fato não conseguiram fazer parte dela, e pra se sentirem especial, buscaram uma válvula de escape, que não vou dizer por spoiler, mas realmente é umas coisas bem nada a ver no meio da história principal, fazer o que né =_=

  3. Caramba lembrei agora, mas sobre o lance de volta no tempo pro seu corpo mais novo, o filme do Zac Efron é exatamente isso, 17 outra vez, kkkkk ele se nega a pegar as garotas do colégio o tempo todo e ainda ensina elas que a vida não é só sexo na adolescência kkkk bicho que loucura, filme aleatório, pelo menos tem noção

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.