Mangá² #257 – Mangagrafia: Taiyou Matsumoto

Sejam bem-vindos ao episódio 257 do Mangá², o podcast semanal sobre mangás mais experimental do mundo.


Neste programa, Judeu Ateu, Estranho, Luki e Boxa realizam mais uma Mangagrafia! Nos programas desta categoria, conversamos e opinamos sobre todas as obras de um determinado autor, bem como seu estilo, evolução, temática, e tudo mais que for relevante!

Vocês podem conferir os outros programas do tema clicando aqui.

Desta vez, falamos do autor queridinho dos hipsters, cults e pretensioso leitores de mangá on-line: Taiyou Matsumoto

Contato
Sugestões de pauta, sugestões de leitura, dúvidas, elogios, críticas, Recomendação do Ouvinte em áudio, qualquer coisa! O email para contato é: contato@aoquadra.do

Feed | iTunes

Cronologia do episódio
(00:01:00) Mangagrafia: Taiyou Matsumoto
(01:56:30) Leitura de Emails
(02:04:30) Recomendação da Semana – Shadow House 

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

3 comentários

  1. Não posso falar de nenhum mangá por ainda não ter lido nenhum deles, mas assisti o filme de Tekkonkinkreet e devo concordar com o ponto que o Luki e Bosha trouxeram sobre a obra:

    No filme eles falam sobre o Minotauro, mostram visões imaginárias do Branco e do Preto, usam bastante do non sequitur e utilizam outras metáforas que tornaram a narrativa muito mais predominantemente abstrata e indireta do que o subtexto tinha a dizer no final das contas.

  2. Acabei lendo um monte de Matsumotos através dos tempos e concordo com muito do que foi dito no programa. A dicotomia “menino místico”/”menino pragmático” é muito presente, e acaba engessando alguns dos mangás dele, mas em diversos momentos (Tekkonkinkreet, Hanaotoko, Takemitsu e principalmente Sunny) ele consegue transcender isso de maneira excelente. Super empolgado pro enquadrado de Sunny, mangá é realmente excelente.

    Notei que faz anos que não faço um Slowpoke Report, então acabei lendo uma tonelada de coisa. Vou jogar alguns destaques aqui. Comecei a ler Akatsuki no Yona na época do ReEn, mas continuei depois, e não sei se vocês continuaram, mas acho que o mangá só melhora depois dos volumes cobertos no programa. Li Ashita no Joe por causa do ReEn tbm e gostei muito, e tô adorando esse começo de Dorohedoro. Gostei muito de dois recentes AoQuadrado-core, YagaKimi e Beastars (especialmente de YagaKimi), e bastante também de algumas recomendações antigas e provavelmente meio esquecidas: Dungeon Meshi, Devilman, e principalmente Otoyomegatari e Gen Pés Descalços.

  3. Do Taiyou Matsumoto eu só li ping pong, e tenho aqui em casa o mangá preto e branco completo preciso ler um dia desses
    E se rolar mangágrafia do Boichi tem que ler os hentais dele tambem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.