Mangá² #257 – Mangagrafia: Taiyou Matsumoto

Sejam bem-vindos ao episódio 257 do Mangá², o podcast semanal sobre mangás mais experimental do mundo.


Neste programa, Judeu Ateu, Estranho, Luki e Boxa realizam mais uma Mangagrafia! Nos programas desta categoria, conversamos e opinamos sobre todas as obras de um determinado autor, bem como seu estilo, evolução, temática, e tudo mais que for relevante!

Vocês podem conferir os outros programas do tema clicando aqui.

Desta vez, falamos do autor queridinho dos hipsters, cults e pretensioso leitores de mangá on-line: Taiyou Matsumoto

Contato
Sugestões de pauta, sugestões de leitura, dúvidas, elogios, críticas, Recomendação do Ouvinte em áudio, qualquer coisa! O email para contato é: contato@aoquadra.do

Feed | iTunes

Cronologia do episódio
(00:01:00) Mangagrafia: Taiyou Matsumoto
(01:56:30) Leitura de Emails
(02:04:30) Recomendação da Semana – Shadow House 

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

4 comentários

  1. Não posso falar de nenhum mangá por ainda não ter lido nenhum deles, mas assisti o filme de Tekkonkinkreet e devo concordar com o ponto que o Luki e Bosha trouxeram sobre a obra:

    No filme eles falam sobre o Minotauro, mostram visões imaginárias do Branco e do Preto, usam bastante do non sequitur e utilizam outras metáforas que tornaram a narrativa muito mais predominantemente abstrata e indireta do que o subtexto tinha a dizer no final das contas.

  2. Acabei lendo um monte de Matsumotos através dos tempos e concordo com muito do que foi dito no programa. A dicotomia “menino místico”/”menino pragmático” é muito presente, e acaba engessando alguns dos mangás dele, mas em diversos momentos (Tekkonkinkreet, Hanaotoko, Takemitsu e principalmente Sunny) ele consegue transcender isso de maneira excelente. Super empolgado pro enquadrado de Sunny, mangá é realmente excelente.

    Notei que faz anos que não faço um Slowpoke Report, então acabei lendo uma tonelada de coisa. Vou jogar alguns destaques aqui. Comecei a ler Akatsuki no Yona na época do ReEn, mas continuei depois, e não sei se vocês continuaram, mas acho que o mangá só melhora depois dos volumes cobertos no programa. Li Ashita no Joe por causa do ReEn tbm e gostei muito, e tô adorando esse começo de Dorohedoro. Gostei muito de dois recentes AoQuadrado-core, YagaKimi e Beastars (especialmente de YagaKimi), e bastante também de algumas recomendações antigas e provavelmente meio esquecidas: Dungeon Meshi, Devilman, e principalmente Otoyomegatari e Gen Pés Descalços.

  3. Do Taiyou Matsumoto eu só li ping pong, e tenho aqui em casa o mangá preto e branco completo preciso ler um dia desses
    E se rolar mangágrafia do Boichi tem que ler os hentais dele tambem

Deixe uma resposta para UmTois Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.