Mangá² #250 – Você, mangás e o Mangá²

Sejam bem-vindos ao episódio 250 do Mangá², o podcast semanal de mangás mais mangá².


Neste programa, Judeu AteuEstranho fazem uma rara exceção e comentam sobre o Mangá². Como nossa história, gravando conversas sobre mangás toda semana, modificou nossa relação com os mangás e com o próprio podcast.

Para outros podcasts da série, clique aqui.

Contato
Sugestões de pauta, sugestões de leitura, dúvidas, elogios, críticas, qualquer coisa! O email para contato é: contato@aoquadra.do

Feed | iTunes

Cronologia do episódio
(00:20) Você, mangás e o Mangá²
(50:00) DESrecomendações oficiais

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

11 comentários

  1. Maurício Prieto | henshin coming of age | troco muito de nick então não importa disse:

    Essa é mais uma tentativa de escrever algo descendente como agradecimento:

    Queria fazer questão de comentar nesse programa!
    Desde 2017 minha tradição de escutar vocês em programas aleatórios mudou para escutar todos os podcasts.
    Ler todos os mangás recomendados e ir para o próximo, e mudando minha opinião sobre vocês. No fim conheci muitos mangas bons, apesar de ter lido somente o capítulo 1 da maioria.
    Foi como um quebra cabeça que foi se montando, e foi uau que experiência é ouvir vocês, reescutar. Acabei gostando mais de ouvir vocês do que ler mangás.
    Sobre o próximo mangá 10/10 que ainda iram aparecer penso que é o mesmo com vocês haha, já imaginei em ficar anos sem ouvir vocês e voltar só para ter novos episódios acomulados para escutar. Seria incrível de tão bom que é!
    Mas o mais legal foi decidir que poderia reescutar então, tenho certeza que já reescutei cada programa mais de 3 ou 4 vezes. Ouvir o programa com amigos próximos principalmente os humoristicos.
    Enfim, é uma experiência tão pessoal e tão difícil de explicar, acabo falando de aspectos rasos, mas fico feliz da atenção que tenho com os mangás hoje em dia do que qualquer coisa.
    Agradecimentos ao Luki, Leonardo, Izzo, e todo mundo que não vou conseguir citar por ter péssima memória.
    Espero que façam mais programas classicos e a parte 2 de todos os programas kkkkk
    PS: em memória dos concursos culturais e a recomendação do ouvinte, do segunda potencial musical e do tocast e do Rubio.

  2. Me identifico um pouco com a irmã do Judeu. Não sei se é o caso dela mas por não ter costume de conversar, eu tenho a analise toda na minha cabeça, mas quando uma pessoa pergunta pra mim, só digo “gostei, não gostei pq sim”, já fui muito reprimido por falar de mais ou por saber de mais, então minimizei muito meu pensamento critico verbalmente, mas na cabeça tenho minha opinião que não foi dada.
    De vez em nunca comento aqui, então aproveitando, queria que fizessem uma série de podcasts igual a Kokou no Hito só que com arcos de Dragon Ball

    • Acho fascinante o quão consistente foi que depois de tanto tempo o Estranho não perdoou o Judeu pela recomendação dupla de Kyou no Asuka Show, essa traição marcou e nunca será esquecida kk.

    • Me identifico com isso também. Tem vezes que reluto em argumentar verbalmente minhas críticas positivas ou negativas em detalhes de alguma mídia, com o receio de parecer um arrogante obcecado e tambem porque não é sempre que tenho a chance de se treinar a retórica em pessoa, por mais que sentimentalmente seja óbvio o que acho de determinada obra.

  3. Acompanho o podcast desde os primórdios, na época era só um otaku que via shonen de porrada mas vocês me apresentaram a vários mangás excelentes que talves eu nunca tivesse lido como oyasume punpun e kokou no hito, alem de tambem serem responsáveis por eu começar a ter senso critico pras obras que consumo.

    Tambem me inspiraram a começar o meu blog que ira completar 5 anos, aproveito o momento pra pedir desculpas por todas as vezes que fui babaca com vocês principalmente o judeu, no passado eu era uma pessoa bem infantil.

    E sobre as desrecomendações pensei que ia ter promised neverland já que depois do primeiro arco foi só ladeira abaixo

  4. Na metade do programa reparei que sempre que o Judeu fala tem um apito ou chiado e perdi a concentração reparando nisso pelo resto do programa kkkkkkk

  5. Eu praticamente comecei a ler mangá por causa das recomendações do ao quadrado, acompanho desde 2016. Neuro e Vinland Saga são alguns dos mangás que eu praticamente só li por causa do podcast. É um podcast que eu gosto muito e até se acabar vou continuar reouvindo de tempos em tempos (principalmente os Re² de Hunter x Hunter que são muito bons). Eu gosto muito da forma que vcs comentam os mangás e são analises bem interessantes.

    PS: Minha única decepção é que vcs não fizeram um podcast de Jojo (aquele sem o judeu não conta), é o meu mangá favorito e o pessoal comentando o anime é só meme. Serio gente, qualquer podcast de jojo ta bom tipo um Mangá Enquadrado da parte 1, só um analisando o reboot steel ball run ou até um consertando jojo eu ouço, pelo amor de deus faz um podcast de jojo. Pra vcs terem ideia os melhores podcasts de Jojo são os comentários avulsos no podcast de games Em Outro Castelo e no MDM de mangá.

  6. Ouço o programa deve ter uns 8 meses e ele mudou absolutamente tudo na minha forma de consumir o que leio. Antes eu lia e só me importava com a arte e com a história e eu era exatamente como a irmã do Judeu: Se gostei, tá bom. Agora, é inviável ler algo sem tentar entender o que a obra tenta me dizer, quais simbolismos usa pra dizer X coisa, como a narrativa é montada pra chegar em ponto Y, etc..
    E nessa minha mudança como leitor também aprendi, meio que sozinho, a analisar a composição da página: como o autor usa dos quadros pra passar emoção, o ângulo e o campo de visão de cada quadro, etc.. E isso eu nem ouvi vocês falarem tanto (não que eu me lembre), por isso digo que aprendi meio sozinho. Acho que foi tentando analisar melhor o que cada página queria me dizer que comecei a perceber tais coisas.
    Assim como comentei na resposta do tweet do Judeu, o André de 1 ano atrás jamais gostaria tanto de Ao no Flag quanto o atual gosta. Eu consigo sentir o peso e as emoções que o mangá passa, assim como entendo o quão abrangente e de certa forma corajoso ele é. Antes eu não teria tanta “sensibilidade” quanto tenho hoje em dia. Shimanami Tasogare então nem se fala. O eu no passado iria odiar como ele é “pacato” e “lento” (mas sei que eu continuaria admirando o quão abrangente ele é, visto que sempre amei obras que falam de temas LGBT). Atualmente ele é um dos meus mangás favoritos.

    Enfim, eu sou imensamente grato a vocês por existirem e terem me influenciado tão positivamente. Olhando pra trás agora tenho uma sensação de ter desperdiçado boa parte dos mangás que eu li levianamente, e pretendo lê-los novamente com outros olhos, e ter uma nova experiência.

    Inclusive, vou deixar duas imagens: uma de Gunnm, que passa uma emoção de solidão (que se não me engano é justamente o que a Gally tá sentindo no momento) e a outra é de Arslan Senki, no qual a Arakawa usa a bainha da espada pra dividir os quadros. A Página de Gunnm é extremamente bonita e passa uma boa carga, enquanto a de Arslan Senki tem uma quadrinização inteligentíssima. As duas teriam passado batido por mim no passado, mas hoje em dia eu dou bastante valor pra isso.

    Gunnm: https://imgur.com/K5dkKOc

    Arslan Senki: https://imgur.com/a/iqFH4Ih

  7. Poxa, que legal que vocês estejam pensando mais na acessibilidade das recomendações e obras abordadas. Acho que gera bem mais público, pois lembro que para assistir Horace and Pete eu penei um pouco baixando a única legenda existente na época, que estava dessincronizada. Foi quando tive que aprender a ajustar legendas em um programa de edição.
    Mas isso e as outras recomendações de vocês desenvolveram em mim uma força de vontade maior para aprender inglês na marra e conseguir acompanhar as discussões do que estavam falando.

    E Prison School é o único “ecchi necessário” que já vi em mangás. Acho essencial manter a recomendação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.