Re:En² #19 – Berserk Vol 12-14

Sejam bem-vindos ao décimo nono episódio do Re:En², o podcast mensal de mangás que sempre tem um hater.


Neste programa, Judeu Ateu, Estranho, Luki, Boxa e Izzo (Dentro da Chaminé continuam com o projeto mensal de analisar 4 volumes de um mangá, desta vez terminando com Berserk.

Contato
Sugestões de pauta, sugestões de leitura, dúvidas, elogios, críticas, qualquer coisa! O email para contato é: contato@aoquadra.do

Feed | iTunes

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

Amazon

9 comentários

  1. Mais um ótimo episódio, gosto bastante de berserk! E tenho uma pergunta. Vocês acham que se quando o Griffith fosse resgatado ele não tivesse sofrido uma tortura tão extrema e ainda conseguisse ser como era antes, bonito, forte e carismático, ele ainda assim, faria o pacto e condenaria o bando do falcão?

  2. Recomendo darem uma olhada em um vídeo chamado “No one understands guts” e a sequência “no one understands Griffith”, sobre o Guts ele traz algo ótimo dizendo que ele não se torna um monstro/demônio mas sim abraça seu lado humano. Muito bom os podcasts!

  3. Eu tive a mesma sensação do Boxa lendo Berserk, algo me incomodava lá no fundo porque eu comecei a Era de Ouro já sabendo que o Bando do Falcão ia pro saco sendo sacrificado pelo Griffith, como mostrou com o Conde e a filha no volume 3. Não sabia a forma como isso iria acontecer, mas sabia que ia acontecer, a única incógnita era a Caska, não dava pra saber se estava viva ou morta nos primeiros volumes.

    A relação de Guts e Griffith continuou intensa e chegou no ápice, bem feita, 2 bons personagens… O único problema dessa relação nesses 3 volumes foi a cena da Caska, mas isso fica mais pra frente. Toda a cena do Eclipse do Bando morrendo um a um, Pippin, Corkus, Judeau transmitiu bem a emoção de desespero, assim como o Guts escalando aquela coisa atrás do Griffith. A cena do Skull Knight com o Zodd também foi bacana, mas nada de mais. Dos 3 volumes, o momento mais pesado e chocante foi toda a sequência do Guts com a Caska e o feto corrompido que acompanha o Guts daqui pra frente, esse é o “chocante bom” que Berserk nem sempre faz, mas ACHA que sabe fazer toda hora.

    A pior coisa desses 3 volumes e, na verdade, de todos até agora é o que o Miura faz com a personagem da Caska. Se ela fosse apenas mais uma personagem desperdiçada, mas que tinha grande potencial, como a gente já viu tantas vezes, OK. Ainda seria triste, ainda seria um problema, já que é uma personagem tão importante pro Guts e com tantas possibilidades a serem exploradas, era a personagem pra fechar a trinca de Berserk e desenvolver ainda mais relações entre os personagens, inclusive do Guts com o Griffith!

    Porém o problema de verdade é que a Caska vai muito além de uma personagem desperdiçada. Ela é usada pelo Miura pra ser agredida, machucada, estuprada, torturada fisicamente, emocionalmente e psicologicamente, usada pra ser salva pelo protagonista infinitas vezes, além dessa mentira deslavada que o mangá insiste em contar quando diz que a Caska é uma personagem forte, mas não mostra UMA cena dela sendo forte (no máximo, aquela cena na fortaleza com um dos piores vilões de Berserk, e olha que o hall é vasto. Aquele cara seria vencido pelo Puck, inclusive). O Miura utiliza a Caska narrativamente pra deixar o Guts mais puto e pra despertar alguns sentimentos novos nele, mas a proporção com que essas 2 coisas são feitas é muito desigual, além da forma como ela aborda ambas as coisas.

    A Era de Ouro é um bom arco, apesar de alguns problemas desses 14 volumes, além de tantos outros fatores que atrapalharam minha experiência de leitura. Gostei, mas com minhas ressalvas pessoais. Honestamente, sem intenção nenhuma de querer ofender ou irritar alguém, mas eu não entendo o motivo por que as pessoas endeusam tanto Berserk e a Era de Ouro.

  4. Agora partiu Akatsuki no Yona, achei uma ótima ideia escolherem um mangá tão diferente dos outros abordados no Re:En². Nada mais justo e apropriado, levando em conta o quão plural e versátil é o conteúdo do Aoquadrado ao longo de sua história.

  5. Eu penso que o Griffith sentiu que deixando Guts tocá-lo na quele momento ele estaria aceitando o estado atual de encapas e desistiria do seu sonho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s