Mangá² #230 – One Piece: Whole Cake Island

Sejam bem-vindos ao episódio 230 do Mangá², o seu podcast trienal de mangás.


Neste programa Judeu Ateu, Estranho, Luki, Boxa e Izzo (Dentro da Chaminé) falam do recém-terminado arco de One Piece, Whole Cake Island.

Nesta tentativa de retomar os papos sobre mangás em andamento, fazemos um Mangá Enquadrado da melhor forma de analisar os battle shonens, em grandes arcos. Assim, falamos de tudo o que aconteceu de relevante, bom ou ruim, nossas impressões, partes preferidas, partes odiadas, tudo o que rolou ao longo desses longo arco de One Piece.

Contato
Sugestões de pauta, sugestões de leitura, dúvidas, elogios, críticas, Recomendação do Ouvinte em áudio, qualquer coisa! O email para contato é: contato@aoquadra.do

Feed | iTunes

Cronologia do episódio
(00:00:15) One Piece: Whole Cake Island
(01:34:00) Leitura de Emails
(01:45:00) Recomendação da Semana – Daiya no Ace

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

14 comentários

  1. Tava precisando desse cast mesmo. Ouvirei-o durante o trabalho.

    Quanto aos reports da vida, tô numa empreitada de ver uns filmões obrigatórios que a galera comenta de vez em sempre. Já consegui assistir Kill Bill e As Sufragistas, ambos excelentes.
    Quando conseguir, verei os filmes analisados no Segunda Potência.

    • My Free Report:

      Além de Wolf Children, que é um dos filmes mais bonitos que vcs já comentaram em casts, eu também vi Serviço de Entregas da Kiki e o Castelo Animado; animações do famigerado Estúdio Ghibli. O primeiro eu realmente adorei tudo, desde o uso de cores até a excelente dublagem. Já o segundo eu concordo que seja muito bom, mas sla, não é muito a minha cara mesmo.

      Li mais alguns capítulos de One Punch Man, e o mangá continua surpreendentemente divertido e empolgante. Garou é o melhor personagem daquela budega.

      Indo contra o senso comum, assisti School Days. Uma terrível abominação, da qual eu não ousaria recomendar nem pro editor de Fairy Tail.
      Indo pelo senso crítico, tô acompanhando Megalo Box, anime produzido em comemoração aos 50 anos de Ashita no Joe. Pelos 6 episódios que já assisti, posso dizer que é uma daquelas adaptações que conseguem honrar o manto que carregam, enquanto têm a coragem de seguir por caminhos diferentes do material original. Esse sim, eu recomendo pra galera.

      Também li os últimos volumes traduzidos da light novel Highschool DxD, que, acreditem ou não, é realmente boa.

      E, cumprindo o dever cívico, finalmente vi Blade Runner e Inception. Um eu gostei bastante (por mais que não tenha entendido muito). Já o segundo eu realmente amei (mesmo tendo entendido ainda menos). De qualquer forma, eu irei rever essas pérolas do cinema. E como vocês comentaram por cima sobre o filme O Abutre, eu baixei aqui pra ver se é legal.

      • E eu só queria comentar que a coisa mais legal de Wolf Children é a passagem da mãe da Ame e do Yuki tendo que se virar no campo. São passagens tão simples e tão honestas que me fizeram ver a minha rotina (in sítio) de forma mais positiva, mesmo que por apenas algumas horas kkkkkkkkk

  2. O Judeu definitivamente é de humanas.
    Lendo semanalmente eu tava achando meio repetitivo em varios momentod,tinha hora que não rendia mesmo,mas relendo de uma vez achei tudo lindo.One Piece rende bem melhor lendo nos volumes

  3. A coisa mais divertida do arco pra mim foi o poder do katakuri.
    Parecia um poder visualmente interessantes no começo mas achei estranho,pq era Logia e virou “Paramecia Especial” nos volumes.Mas quando revela que não é uma Paremecia “diferentona” e sim que o Katakuri usa o poder de ver o futuro pra moldar o corpo dele antes de ser atingido eu achei maravilhoso (no nível Araki e Togashi de concepção e execução de poder de lutinha). Quando vc já sabe como funciona o poder,fica bem mais divertido (re)ler as lutas antes dessa revelação

    • Mas o Katakuri meio que “regenerou” a mão depois daquela técnica de soco explosivo dele, então acho que só não é logia porque não é elemento da natureza mesmo.

      Mesmo se fosse logia teria que conscientemente abrir buracos no corpo pra desviar de ataques, afinal a maioria dos lutadores tem haki de armamento.

      • Durante as lutas a fruta do katakuri é meio que colocada como uma Nemesis da do Luffy.Acho que é assim que ele regenera,repondo o elemento no próprio corpo,mas ainda sim ele se machuca se for atingido(não sendo uma logia). Mas como os nobres participantes do podcast falaram,esse é o problema de ter uma categoria de poder “Qualquer coisa”, acaba ficando confuso algumas coisas (mas tirando isso achei todo o resto do funcionamento do poder excelente).

  4. Um dos maiores problemas com o poder dos yonkous num é nem o Kaido,mas sim o Shanks, ele num vai lutar contra o Luffy, mas tem que mostrar como diabos um cara normal sem um braço consegui virar um yonkou.

  5. Foi bem divertida a conversa do programa, e devo admitir que esperava que as impressões seriam mais negativas em relação ao arco, especialmente do Judeu rs.

    Eu já li de um jeito mais cínico (talvez influência de acompanhar os comentários do Kitsune nas segundas-feiras?), e nossa, como achei chato toda a passagem do Katakuri, não via a hora da luta acabar, e senti quase nenhum carisma por ele.

    A parte toda do Sanji também achei meio chata, deveria ser o ponto principal do arco, mas olhando para trás, não só não foi, como não funcionou muito bem. Consigo entender o comentário do Judeu de que não fez diferença a presença dos Vinsmoke. E tinha todo um lance bizarro de guerreiros modificados deles,e um papo de hegemonia étnica que não só não foi bem trabalhado, como acabou tornando bem difícil torcer por eles no ato final do arco.

    Pra mim o ponto alto do arco foi a tentativa de assassinato, e a consequente queda do castelo… como achei essa sequência divertida e repleta de adrenalina! A parte ruim é que o arco se arrastou por mais 20 e tantos capítulos (ponto do Judeu!) e meio que deu uma estragada no clima criado. Brook realmente surpreendeu no arco (e a Nami tbm!), gostei também da menina Furry,e gostei muito também do Jimbe como um todo. E meio que ele é oficialmente um Chapéu de Palha, não?
    Eu ia ficar satisfeito se a “derrota” da Big Mom fosse ela ter devorado toda a família dela no capítulo 900, como muita gente especulou, mas infelizmente foi um gancho excelente mas sem consequências, como o Estranho pontuou.

    Abraços!

  6. Eu ressuscitei! Err quase… Pra esse AoQuadrado! (E também pros de batalha real)

    Eu acompanhei o arco do Elefante (não sei falar o nome e não me importa) e segui até o arco da Big Mama até um certo ponto. A última coisa boa que eu me lembro de One Piece foi o Judeu (Ou pode ter sido o Estranhow, MAS DE TODA QUALQUER FORMA) com sua presença ilustre no SHQ no capitulo em que o Kaidou aparece. Eis que este se senta, puxa um cigarro, acende-o e o tragando fala:

    “Aos mais otimistas está na hora. Está na hora de admitir que, está uma merda, e já vem andando merda faz algum tempo.”

    Mantenho essas palavras como as oficiais pra One Piece desde o pós time skip nada! Absolutamente NADA. Me faz ficar interessado em One Piece. Tudo que o mangá parece oferecer de bom hoje recai no fato que ele está no pós time skip, e esse pós time skip está todo cagado. Desde os poderes que ficaram mais bobos e sem nenhum nexo (do pouco que já tinha) até o power level que ficou totalmente cagado, até o fato que o Oda parece não querer mais trabalhar com certos personagens que ele não sabe nem o que fazer com eles! seja por eles serem roubados ou sei lá! Ex: Robin, Franky, Chopper. E tem outros que ele super exagera e fazem cada vez mais ridículos como o Zoro, que eu só quero lembrar a vcs que durante aquele maravilhoso arco que não ouço falar o nome com receio de maus presságios. Ele cortou uma fucking montanha ao meio, deu impulso NO AR! E cortou a merda da montanha DE NOVO! Wut?!

    Honestamente One Piece já perdeu o brilho pra mim. E o Oda cada vez mais me faz sentir que ele tá mais perdido do que planejando algo em One Piece.

  7. Em relação aos últimos comentários, eu meio que concordo em partes com todo mundo. Vendo o quão apagados alguns dos protagonistas estão desde o reencontro deles, não dá pra não ficar chateado. Oda tem usado esse recurso de dividir os protagonistas pra não ficar muito bagunçado, mas isso não tem contribuído pro desenvolvimento dos personagens.
    Esse arco do Sanji, por exemplo. Se eu pegar o Sanji antes de Zou e o Sanji pós Whole Cake, eu não veria diferença alguma na personalidade dele. E o jeito que ele vê as mulheres (ou pior, as mulheres bonitas) continua a mesma coisa. Agora, é esperar que em Wano, o Sanji se mostre mais aberto aos seus companheiros, como esse arco tentou nos convencer.
    (E espero que os demais mugiwaras não sejam parentes de grandes personalidades também)

    Devo dizer que eu concordo com praticamente tudo que vocês disseram. Só estou dando meu parecer sobre esse aspecto em específico.

    E pra finalizar, os últimos capítulos do mangá têm me empolgado bastante.

  8. Bem que vcs podiam deixar os nomes dos mangás citados nos podcasts no post dos mesmos, muitas vezes não dá pra entender, escutando no ep e me desculpe acho a sessão de recomendações uma bagunça. Fora isso acho o trabalho de vcs incrível á tempos procuro um podcast sobre mangás e achas vcs foi um grata surpresa, continuem com o bom trabalho e abraços .

  9. Gostei da analise de vocês e até agora estou perplexo com os comentários do Judeu. Eu jurava que ele iria meter o pau hahahaha

    Eu honestamente gostei demais desse arco. Depois do TS foi o primeiro que me fez sentir que estava lendo ONE PIECE. Dressrosa até que tem suas qualidades e não é um arco de todo ruim, mas aquilo não parecia One Piece. WCI sim parece com o One Piece que eu gosto. Ou seja, tem ação, comédia, infantilidade, drama, bons personagens e etc. Tem de tudo um pouco.

    E o Katakuri foi um destaque a parte pra mim. Depois daquele capitulo 883 (A hora do lanche) ele conquistou o meu coração. O Oda desconstruiu o personagem para algo MUITO melhor e mais carismático. Pra quem é daqueles que fica dizendo “Ahh, mas One Piece era melhor em tudo antigamente e mimimi”. Eu venho aqui e pergunto: O que o Katakuri tem de pior que o Rob Lucci por exemplo?? Na minha opinião o Katakuri é um milhão de vezes melhor como personagem do que o Rob Lucci. Quem afirmar o contrario tá sendo saudosista.

    Enfim, apenas um exemplo bobo pra mostrar como atualmente tem sim coisas tão boas ou melhores do que antigamente acontecendo. Basta analisar usando bom senso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s