Re:En² #06 – One Piece Vol 21-23

Sejam bem-vindos ao quinto episódio do Re:En², o podcast mensal de mangás que nunca mais vai falar de One Piece.


Neste programa, Judeu Ateu, EstranhoLeonardo Souza e Luki continuam com o projeto mensal de analisar 4 volumes de um mangá, terminando com a primeira temporada: One Piece.

Contato
Sugestões de pauta, sugestões de leitura, dúvidas, elogios, críticas, qualquer coisa! O email para contato é: contato@aoquadra.do

Feed | iTunes

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

14 Respostas para “Re:En² #06 – One Piece Vol 21-23

  1. Só um comentário . Em um dos casts passados, vcs comentaram sobre o Esperanto ser uma linguagem que ninguém dava uma foda, e só pela ironia, eu comecei a estudar esperanto, e é bem interessante (e fácil) até. “Recomendo” Esperanto.

    Queria deixar a sugestão de vcs pegarem alguma Light novel (licenciada) pra um futuro enquadrado ou pelo menos pra comentarem , tipo o No Game No Life ou o Log Horizon. Seria interessante vcs pegarem o material para verem que o mercado editorial brasileiro enfrenta problemas como “revisão de texto”.

    Pequeno Slowpoke Report: Hotel
    Gostei desse oneshot também. As passagens de tempo são muito bem feitas, e as cenas que colocam versos da música dão um clima bem melancólico , o que condiz com a “temática” de fim da humanidade. Espero encontrar mais mangás curtos tão interessantes como esse.

    Ps: quero ler Solanin pelo físico e, por isso, estou há muito tempo esperando uma oportunidade de consegui-lo. Mas por ter esperado tanto, tenho medo de me decepcionar com um hype exagerado sobre a obra. O que fazer nesse tipo de situação?
    Como destruir o efeito Hype?

  2. Realmente difícil a decisão. 5 volumes é um pouco puxado (Hunter x Hunter já é um mangá bem mais denso que OP), mas oito meses é um bocado de tempo dedicado a um mangá só. Acho que se vocês conseguirem separar um pouco mais de tempo por mês pra fazer o programa, 5 volumes por mês seria preferível, mas se não der certo faz muito sentido.

    Fiquei feliz com o plot twist final, onde o Leonardo meio que admitiu que seu haterismo é mais por causa de detalhes relativamente pequenos e que no final One Piece é um mangá bom sim, provando que é um ser humano melhor que o Judeu Ateu. Aguardo ansiosamente o desenvolvimento de personagem deste. (é zoeira ok)

  3. Vou ser bem sincero, se for por questão de análise, é melhor deixar os 4 volumes. HxH é mais denso que OP e podem acabar tendo que passar por cima de coisas pra não ficar um programa gigante. Ainda mais o final de Chimera Ants onde acontece tanta coisa que vai ser difícil comentar se falarem de tantos volumes.
    Por outro lado deve levar uns 8 meses pra chegar até Chimera Ants é isso pode fica tedioso pra vocês, pois vão ficar uns 3 meses e meio num só arco. Isso pode acabar cansando e influenciando o aproveitamento e opinião de vocês.

    Eu como público não me importaria com a demora nem em ler mais devagar, mas Isso é porque adoro HxH e coloco a qualidade da discussão acima de tudo. No entanto por mais que “acima de tudo” pareça bonito no papel, existem problemas logísticos e outros que não podem ser subestimados. Não considero errado deixar uma parte de lado às vezes para um conforto dos participantes maior.

    Fico tranquilo porque sei que o Judeu, ao menos nas situações que ele comentou até agora, sempre esteve aberto a ser convencido pela obra mesmo que esteja indo com a intenção de odiar. Talvez isso aconteça nos quatro primeiros volumes que não são tão bons, mas depois acredito em 80% que isso vai passar.

    No entanto como essa construção de ódio é a maior até agora, desejo muito que o Izzo venha para caso os 20% se concretizasse tivesse um avatar no cast que fosse capaz de socar a cara do Judeu (brinks).

    Acho que esse é um ótimo quadro e vocês fizeram um ótimo trabalho com ele. Espero que depois de HxH possam fazer de outros sem ser Battle Shonen também que seria ótimo. Uma boa ideia é Berserk mesmo, como o Judeu já sugeriu.

    Ótimo cast, como sempre.

  4. Slowpoke Report: The Music of Marie

    Meu Deus. Meu Deeeus. Meu Deeeeeus.

    Esse mangá é genial demais. Durante o começo, achei a história meio parada, apesar de já notar a criatividade do autor, capaz de criar ambientes que impressionam leitor com suas proporções enormes.
    Entretanto, conforme vc vai passando as páginas, vc começa a notar algumas pontas q o autor ia deixando pra amarrar nos capítulos posteriores. E, quando o mangá chega em seu final, ele joga na sua cara de q todas as pontas que você notou não são NADA comparado à todas as pontas existentes.
    A temática abordada na obra é muito bem trabalhada nas interações entre os personagens principais, tendo como ápice a cena da chave, que usa de todos os capítulos mostrados anteriormente para enfatizar o quão difícil era a decisão que Kai precisa tomar.
    Apesar de ter me incomodado um pouco com os diálogos expositivos, essa obra é com toda certeza um 11/10. Um mangá que merece análise, reflexão, e acima de tudo, várias releituras.

    (PS: Senti meu ego desabar durante vários momentos desse mangá, pois várias das ideias apresentadas nesses capítulos eram ideias que eu pensava em utilizar em alguma história. E como The Music of Marie usa muito bem essas ideias, estou em um limbo de “e agora, o que farei?”. É como se alguém que quisesse fazer uma história envolvendo alquimia descobrisse a existência de Fullmetal Alchemist)

  5. Mais um Slowpoke Report: Helter Skelter

    Dos mangás que eu já li, esse foi o primeiro onde praticamente todos os personagens me causaram estranhamento. Entretanto, a profundidade deles fez com que isso não fosse um demérito em momento algum. Você realmente percebe como eles são frutos da sociedade e, ao mesmo tempo, das ações deles mesmos.

    Acho que essa obra apresenta seus personagens de um modo inusitado: Diferente de muitos mangás que apresentam a humanidade dos personagens identificáveis, ou dos personagens que passarão por arcos de redenção ao longo da trama; Helter Skelter mostra as várias faces de seus personagens “ruins”, o que tira do leitor o direito de somente “odiar o personagem cuzão”, porque ele é mais que isso. Muito mais que isso. Tanto é que os personagens “não desagradáveis” da história são os mais rasos, como o Investigador e a irmã da Ririko.

    A Médica que tratava das mulheres, por exemplo. Ela não era apenas “uma maníaca que tem o desejo de tirar a beleza das mulheres mais jovens”; ou “uma exploradora que vê no desejo da perfeição uma oportunidade de faturar uma grana”. Não. Como o próprio mangá diz “Ela tentou se transformar em uma alquimista; sua jornada era para encontrar aquilo que não existia no mundo. Ela tentou dar forma aos desejos mais íntimos das mulheres. Ela pouco se importava com dinheiro. Ela teve sucesso com a Ririko, mas no fim das contas ela se mostrou um fracasso. (Exceto por um brinco que sua mãe chinesa havia lhe dado quando era mais jovem, ela própria modificou praticamente nada no seu corpo; Ela não usava maquiagem, e sequer penteava o cabelo)”. Tal profundidade não é facilmente encontrada nem em boas histórias.

    De fato, o mangá tem um traço difícil em vários momentos (só percebi que a Assistente e o Maquiador eram pessoas diferentes no penúltimo capítulo, porque eles são iguais). Ainda assim, ler uma história densa como Helter Skelter foi uma experiência muito proveitosa. É o tipo de mangá que vale a pena recomendar para todos, inclusive àqueles que não leem quadrinhos.

    PS: A irmã da Ririko me lembrou da Sacchi (de Oyasumi Punpun), já que ambas eram ‘gordas e feias’ em sua infância, mas decidiram mudar a aparência delas, conseguiram e seguiram com suas vidas.

  6. Eu sinceramente fiquei muito puto com todas essas “mortes” que tivemos nesse arco,pra min alabasta foi muito arrastado, e pra min essa do oda não ter planejado a vivi como princesa é uma surpresa pra min, embora sempre haverão fanboys defendendo que o oda é um gênio que planeja tudo.

    Sobre hunterxhunter, olha vai ser uma experiencia interessante, seja pelo traço do togashi ou pelo dialogo excessivo, serio tem capitulo de hunterxhunter que ao terminar sinto como se tivesse lido um volume inteiro, sobre quimera ants não botem muita expectativa se não vão se decepcionar

  7. Como já disseram, acho que seria mais proveitoso a conversa ser dividida em blocos de 4 volumes; por outro lado eu também penso que se vocês pretendem mesmo cobrir 32 volumes, 8 meses ficaria um pouco pesado, por mais que eu ame Hunter. Pelo menos é minha impressão depois de acompanhar essa temporada de OP, já que achei que 6 programas foi um pouco demais.

    Also, faz tempo que o Izzo não aparece no podcast, e o texto dele sobre Nen é muito bom. Queria ouvir o que ele tem a dizer sobre o resto do mangá.

    Ah, e só aproveitando pra fazer um slowpoke report rápido pra dizer que li o primeiro volume de Love is Like after the Rain e achei muito bom. É bem criativa a forma com que a autora faz composição de páginas e desenvolve a relação da Akira e do manager. O romance não tem uma pegada muito dramática ou algo do tipo; na verdade tem uma certa “leveza” quando o tema é trabalhado. Também é cheio de vários pequenos momentos ótimos da Akira sozinha e outros tantos muito bem humorados sempre que outros personagens aparecem. Gostei bastante.

  8. Acho que se for para escolher eu prefiro ler 5 volumes até por que o primeiro arco do manga acaba no 5° volume e deixar o podcast durar até 2h se preciso, acho muito pouco ir ler só 4 volumes por mês.

    Sendo em relação a HUnter x Hunter acredito que poderia ser um episódio por arco do manga , e o Quimera ants divido em dois episodio, pois são mais de 12 volumes, mas ai ficaria pesado mas acho que as discussões seriam melhores e mais produtivas .

  9. Só deixando minha opinião em relação a Hunter x Hunter: eu prefiro que seja feito de 5 em 5 volumes. Pode até ser mais puxado ler 5 volumes por mês, porém acho que seria muito mais cansativo ter que estender essa leitura durante 8 meses, o que pode acabar tornando o programa chato. Independente de qual seja a escolha de vocês, tenho certeza que vai ser muito divertido ver suas reações a esse mangá.

  10. Foi uma jornada divertida, e tbm fiquei surpreso com o balanço positivo do Leonardo. Apenas triste de que o Barba Negra não chegou a aparecer, queria saber a opinião de vocês sobre ele… Deveria acontecer no próximo volume provavelmente.

    Sobre HxH, a leitura é muito carregada e acho que 5 volumes por mês vai ser puxado demais. Pelo que me lembro o começo do mangá é meio genérico, mas o segundo grande arco já é muito bom. Curioso que não será bem um “reenquadrado”, pq voces nunca leram, mas ok. hehe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s