Segunda Potência #16 – Mixtape (Lado A): Aberturas de Musicais


O que é?

Segunda Potência é um podcast spin-off, sem periodicidade fixa, da “franquia” ², feito pelo Judeu Ateu e o Estranho. Nele, são abordadas outras mídias que não os mangás. Filmes, séries, quadrinhos não japoneses, video games, e agora música são abordados neste podcast.

Na décima sexta edição do Segunda Potência, criamos mais alguns Mixtapes!

Neste programa…

… mais uma vez brincamos um pouco de rádio, criando dois conjuntos de obras musicais com temáticas próprias. Neste primeira iteração do Mixtape, escute a seleção do Estranho, com 6 músicas que são aberturas de musicais, clássicos e influentes no gênero.

Mais uma vez estamos experimentando com a estrutura do podcast, sendo assim, contamos muito com o seu feedback para nos auxiliar a entender e aprimorar melhor esse formato proposto! Assim sendo, venham conosco na Rádio Segunda Potência!

Playlist
(09:30) Cabaret – Willkomen
(19:40) Grease – Grease
(27:00) Chicago – And All That Jazz
(37:00) Rent – Rent
(45:40) Once – Say It To Me Now
(52:25) Hamilton – Alxander Hamilton

Feed | iTunes

Download (Clique com o botão direito do mouse e escolha a opção “Salvar Destino Como…” ou “Salvar Link Como…”)

12 Respostas para “Segunda Potência #16 – Mixtape (Lado A): Aberturas de Musicais

    • Sim. Você não se interessa por musica, logo ignora a midia, ou seja: um ignorante musical.
      Diferente do que se pensa popularmente, esse adjetivo nem sempre é pejorativo.

  1. Gostei muito da playlist. O grande problema dos musicais é que ele exigem uma boa suspensão de descrença para aceitar a frequência que as pessoas cantam (e os roteirista e diretores tem que lidar bem com isto) mas após conhecer o estilo isto fica interessante. É a mesma suspensão que nos faz acreditar que um cara fantasiado é a melhor opção para salvar o mundo ou que um morto pode ameaçar um bando de adolescentes. Das músicas apresentadas gostei muito da Rent e Hamilton e fiquei interessado bastante no filme Chicago. Já havia visto Once por causa do podcast anterior e adorei o filme. Obrigado pelas indicações.
    PS. Vocês assistiram ao filme Chi-raq?

  2. Adorei o programa! Sou fã de musicais e gosto muito de alguns citados como o Chicago, Once e Grease. Quanto ao Hamilton, fiquei bem interessada depois que ele foi anunciado como o grande ganhador do Tony deste ano. Fica a dica das versões francesas de Les Misérables e Notre dame de Paris, são os meus musicais favoritos!
    Assisti recentemente uma animação do Japão chamada Kokoro ga sakebitagatterunda, é bem bonitinha e também é um musical. A graça do filme está em como eles adaptam musicas famosas como Somewhere over the rainbow para caber nas composições do filme, é da mesma equipe responsável por Ano hana.

  3. Muito bom o programa, curti as recomendações – especialmente Rent e Hamilton (este em particular tenho certeza que verei o filme quando sair).

    Embora não seja um connoisseur do gênero, curto alguns clássicos (que ficaram só na soundtrack do episódio), como Fantasma da Ópera (que eu tive a chance de ver em português quando adolescente) e Les Misérables (vi o filme recente, que tem uma boa abertura, inclusive).

    Estranho, você já chegou a ouvir Avenue Q? Eu acho um dos mais simpáticos, embora não seja, nem de longe, épico como suas seis escolhas.

  4. Queria dizer que estava deliberadamente evitando Hamilton mas depois de ouvir o cast tive que ir atrás do álbum, parabéns Estranho.

  5. Confesso que baixei pra ouvir só pela thumbnail de Hamilton e me surpreendi, gosto muito de musicais e achei o programa muito bom.
    O único que não vi da lista foi o once e fiquei interessado por ouvir a musica e a forma que é cantada.
    Muito boa sua mixtape Estranho, Hairspray se encaixaria perfeitamente nessa lista ou eu só senti falta por ser meu favorito, mas de qualquer forma parabéns.

  6. Boas recomendações, achei que iriam falar de Cats aqui. Gosto da música Memory cantada durate o musical:

    Acho que o preconceito que as pessoas tem com musicais é porque as pessoas não são introduzidas a esse tipo de mídia de forma adequada. Os filmes da Disney, embora tenham bons exemplos de musicais e personagens cantando no filme (Frozen, O Rei Leão – tem um bom musical da Broadway baseado no filme desconsiderando o 2 que é uma bosta; Estranho mundo de Jack e outros) tem outros filmes que queimam o filme geral. É um tipo de mídia que precisa ser apresentada de forma correta pois a pessoa tem que ter uma boa suspensão de descrença para aproveitar as obras. Eu considero musical um gênero separado dos demais.

  7. O video não funfou, vou por de novo para quem não conseguiu ver o vídeo acima (se aqui tivesse Disqus seria facinho de editar):

  8. Gostei do cast, principalmente pela iniciativa de sair um pouco da zona de conforto ao recomendar um gênero muito específico de arte que são os musicais. Já tinha assistido “Once” devido ao cast anterior, mas devido as músicas serem diegéticas e do gênero folk eu talvez não tivesse me interessado tanto nos clássicos com a abordagem de espetáculo.
    Porém a iniciativa de vocês nesse programa me fizeram ter interesse e correr atrás e assistir alguns como West Side Story (Amor Sublime Amor) que adorei e recomendo, além de criar uma vontade de assistir as peças no teatro.
    Além do agradecimento eu queria perguntar a vocês (no caso para o Estranhow que foi o ancora do programa) o que você mais admira em um musical: história, músicas, letras, performances, coreografia, composição das cenas, arcos ou ele como um todo?
    Continuem com o bom trabalho, estou ansioso para saber qual será o tema abordado pelo Judeu no próximo programa.
    Um abraço e fiquem em paz

    • Nossa, que bom que gostou de West Side Story, porque eu tentei assistir e dropei em 15 minutos. Eita filme chato!

      Sobre o que mais admiro, acho que é uma combinação de várias coisas. A música tem que ser sonoramente interessante, bem interpretada, ter um posicionamento legal dentro do musical e combinar com ele como um todo. Não faço questão de coreografias, só quando a música pede.
      Overall, pra mim, pro musical ser bom, as músicas tem que serem todas (ou a maioria) fechadinhas umas com as outras, com referências internas, sutileza e inteligência. Por isso gosto tanto de Rent e Hamilton, que pra mim implementam bem essas ideias.

      • Não discordo que West Side é bem lento, e que alguns números duram além do necessário, mas não deixou de ser suportável pra mim.
        Mas as canções me divertiram e eu gostei da ambientação e da produção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s