Mangá² #157 – Consertando Cavaleiros do Zodíaco

Sejam bem-vindos ao episódio 157 do Mangá², o podcast semanal de mangás com um único character design.


Neste programa, Judeu Ateu, Estranho, Izzo (Dentro da Chaminé) e Leonardo Kitsune (Video Quest) novamente se fingem de especialistas em roteiro e tentam consertar os infinitos problemas de Cavaleiros do Zodíaco. Será que é possível?

Para ouvir os outros podcasts desse quadro, clique aqui.

Contato
Sugestões de pauta, sugestões de leitura, dúvidas, elogios, críticas, Recomendação do Ouvinte em áudio, qualquer coisa! O email para contato é: contato@aoquadra.do

Feed | iTunes

Cronologia do episódio
(00:00:30) Consertando Cavaleiros do Zodíaco
(01:18:00) Leitura de Emails
(01:23:10) Recomendação da Semana – World of Reversed Gender Roles (hentai)

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

36 Respostas para “Mangá² #157 – Consertando Cavaleiros do Zodíaco

  1. Baixando agora. Só sigo que é incrível que o podcast tenha tido menos de duas horas. Resumiram muito mesmo.

      • Ficou estranho o final, com o perdão do trocadilho. Haha

        Deveriam ter planejado um pouco melhor quais sagas abordariam nesse vídeo com antecedência. Se fosse apenas até as 12 casas nesse vídeo, por exemplo, seria possível abordar mais coisas do início com mais detalhes(como você comentou sobre os poderes).

        Definindo a estrutura das sagas, e definindo o papel e a identidade dos personagem desde o início, o(s) próximo(s) vídeo(s) seriam mais tranquilos, necessitaria apenas apresentar os novos personagem e abordada a trama.

        Com essa exceção, o podcast está perfeito, parabéns.

        []Acredito que após da morte de todos, caberiam algum ovas/filler/filme pra mostrar os cavaleiros que morreram e foram para o céu ver Deuz por terem coração puro(assim como na lenda do Cristianismo). [/sqn]

  2. Pô, bem que podiam ter estendido o podcast que eu não ligaria, ficou bem interessante, e curiosamente me pergunto por onde andava o Judeu quando achou este hentai? E me pergunto também em qual cast ele recomendou outro hentai??

  3. Ah, deixaram a desejar, se preocuparam muito com o tempo, não ligaria se ficasse extenso ou fosse dividido em duas partes.

    Mas enfim, agora que tal consertando Naruto ou consertando DBZ.

    • Dragon Ball não precisa ser consertado, que heresia, cara.
      E Naruto peca nos próprios clichês em que se apoia, não tem muito o que dizer. Encurtar a quarta guerra, concluir o mangá de uma forma menos medíocre e mais original, dar profundidade e desenvolvimento para o cenário político e social da estória e mudar a resolução da maioria das lutas do personagem principal. Isso já é suficiente.

  4. Vou admitir uma coisa, apesar de eu ter pedido muito por esse consertando, eu jamais assisti ou li cavaleiros do zodíaco, toda a vez que eu tentei acompanhar qualquer coisa de cavaleiros a luz acabava (literalmente, tudo desliga!) Então nunca consegui acompanhar cavaleiros por causa desse “problema técnico.”
    E vou dizer que engrosso o couro concordando com a galera de que esse programa ou deveria ter sido mais longo, ou que tivesse uma segunda parte, ficou muito corrido, especialmente perto do final, iria sugerir uma primeira parte só falando dos problemas técnicos e a segunda parte seria o botando em prática o conserto.

    Bom após esse consertando eu não sei o que mais vcs podem consertar, minha sugestão é não ficar só nos Shonens, consertem os mangás que vcs acharem que precisa de conserto. Usando como o exemplo do Koe No Katachi que vcs já falaram que não ficou bom, talvez ele merecesse um consertando, mas isso fica a critério de vcs!
    E só pra constar volto a pedir para que vcs façam um mangá de Mecha, ou o mais louco que vcs pensarem (o mais louco msm, nível Go Nagai de bobagem, coisas como Laser da Buceta seria o mínimo) ou o mais realista que vcs pensarem (NÃO usem gundam como exemplo, pelo o amor de Deus!)

  5. Puts caras, uma pena que não pôde ser mais bem desenvolvido esse episódio devido ao tempo.

    Não entendi o Kitsune nesse episódio, ele mais quis manter os Plots, do que tentar consertá-los. Se fossem boas ideias para serem mantidas vá lá, mas puts, muita nostalgia da parte dele!

    Mas enfim, ia “criticar” o programa pelo fato da correria no final, contudo a ideia (genial) do Estranho de dividir o Mangá em Sant Seya e Sant Seya – Holly War salvou o programa! Hehe!

    Bom episódio!

  6. Vocês poderiam ter dividido esse consertando em três partes, um pra cada saga. Ou mesmo em duas, casa excluíssem Poseidon.
    Até mesmo terem estourado o tempo, feito um programa de duas horas e meia, três horas, um especial mesmo já que esse programa era muito esperado. Ou terem gravado direto, dividido em duas/três partes e colocado no mesmo post, e aí tirarem uma folga de fim de ano.
    Mas enfim, mesmo com a limitação de tempo, bom programa. Fiquei com vontade de ler a versão de vocês da primeira saga e o final de tudo com o Cavaleiro decidindo o fim dos Deuses e Guerras Divinas foi uma sacada muito boa, embora isso cause a dúvida: Se não existe Athena e Hades, não existe guerra santa. Mas quem protegerá a terra caso outro Deus decidisse tomar o poder? A dinâmica do Olimpo como Deuses falhos, invejosos, que estão sempre lutando por poder e usando os humanos à bel prazer é sempre muito forte na mitologia grega, e com a existência de outros Deuses de outras mitologias no mundo de Cavaleiros, a não existência de Athena e seu exercito abre muita brecha.
    Aos mesmo tempo, sem um fim como esse, existiria sempre uma progressão. O próximo passo seria Ares, ou Hera, ou o Olimpo inteiro, ou uma guerra civil entre vários Deuses, ou um embate religioso contra o Cristianismo e o Apocalipse cristão, enfim, não gosto muito disso.

    • O podcast ficou muito bom! Dei risada com os “adjetivos” dados ao Kurumada.

      O mangá melhorou muito, até porque piorar ficaria muito difícil, mas fiquei com a sensação de que faltou muita coisa pra modificar ainda. Bem, compreensível, porque se fosse para alterar todos os erros de CDZ o podcast teria umas 10 horas.

      Fiquei com uma curiosidade: qual vocês acham pior, Bleach ou CDZ?

  7. Achei uma merda o que vocês fizeram com o saga, pra min não precisa mexer em nada do plot desse personagem e do aiolos..

    O que eu faria seria o seguinte cortaria o torneio e os cavaleiros negros, e colocaria hidra,urso,leão menor e lobo ao lado do iki ai teríamos uma batalha 5×5 entre os de bronze, e nela morreriam lobo, hidra, leão menor e urso. .

    Manteria a saga dos cavaleiros de prata, mas daria uma profundidade maior pra eles, lincando com os cavaleiros de ouro , tipo o misti de lagarto ser discípulo do afrodite e assim por diante, e o jabu podia ser discípulo do capricórnio ou do touro.

    A saga das doze casas é perfeita pra min do jeito que esta não mudaria nada, nem mesmo a flecha , pois da pra dar uma desculpazinha que ela sendo uma deusa só algo especial poderia matá-la como essa flecha magica que mata em 12 horas.

    E pra min a saga de poseidom e hades tinham que acontecer ao mesmo tempo, tipo enquanto os de bronze tão la destruindo os pilares, ta rolando toda aquela treta no santuário com os cavaleiros revividos, e quando os de bronze voltam com a saori, o santuário esta todo destruído e todos os de ouro morreram e ai eles vão pro inferno com as armaduras de ouro.

    Sobre essa questão de cada cavaleiro ter um golpe, na verdade isso não é um problema, em lost canvas isso não impediu a autora de criar lutas épicas..

    E esse hentai nem mesmo eu conhecia , mandou bem judeu, mas o estranho ao que parece tem ainda um certo preconceito, mas creio que é uma questão de tempo ate ele ter uma visão mais ampla da mídia.

  8. Adorei as Mudanças (principalmente mudar o autor kkk)! Foi o Podcast mais divertido de vocês, nunca tinha rido tanto.

    Acho que o novo plot das doze casas ótimo, porém foi mal decidido o poder dos doze generais de ouro de Atenas, ia ficar muito legal mostrar Aldebaram batendo em alguém podendo ,por exemplo, Atena impedir ele de matar um dos seus cavaleiros entrando na frente mostrando seu cosmo e ai ele percebendo que ela é quem diz ser.

    É claro tem que ter um podcast sobre os poderes dos cavaleiros (consertando as golpes CDZ, colocando novos) e sobre o novo CDZ Holy Wars (Poseidon e Hades) ficou muito corrido, vocês merecem ter mais tempo para concertar tantos problemas.

  9. Eu leria parte 1 e 2, tranquilamente, o problema de casts assim é q minha mente viaja na maionese. então aguentem

    Uma ideia para ter cavaleiros de prata e bronze: a armadura é a mesma, todo mundo recebe de bronze, simples, basica e daí quando a pessoa melhora como cavaleiro e deixa de ser noob, fica mais perto do 7º sentido e aprende mais sobre seu próprio cosmo, ativa alguma merda (pq tem q manter a pachorra de ser ruim) e ela se expande/muda/sei lá e vc vira um cavaleiro de prata, então não teria um numero fixo de armaduras em cada uma dessas categorias E, se vc conseguir virar um super fodão, alcançando o 7º sentido (e tiver uma vaga), vc troca pra armadura dourada, que entre outras coisas amplifica o poder do seu cosmo e faz que vc consiga usar um poder X que essa armadura carrega como simbolo, sendo que só lembro da Antares de escorpião e do golpe q manda pro inferno de cancer, como exemplo, e os demais golpes seriam proprios do cavaleiro

    problema disso é…seria necessário uns pontos de treinamento (ou falar q houve) e, com isso em vez de bronze, depois de toda papagaiada que já tinha acontecido, quando chegassem até as 12 casas, já daria para serem de prata e um dos fatores, q seria desculpa esfarrapada, para justificar q estavam com a deusa é que, eles só evoluíram tão rápido, pq estavam servindo a verdadeira deusa atena

    sobre cav. de ouro, muito tempo atrás lendo lost canvas, acho, ACHO, que teve essa da progressão pq o dohko era de dragão e vira libra.

    e….eu entro e saio dessa pagina desde que lançou o podcast, tentando escrever o comentário e sendo interrompida sempre (por isso sumo daqui, já q preciso de muita perseverança pra conseguir algo), que nem lembro mais das coisas e como já tá gigante….até mais, feliz natal, ano novo e blablabla

  10. O primeiro arco que vocês concertaram eu até posso concordar e achei legal, mas o resto… Bem eu curti o consertando e deveriam fazer por arcos que vocês conseguiriam melhorar com mais calma e sair um pouco menos bagunçado

  11. Consertar Cavaleiros é uma “Impossible Situation” haha
    Duas coisas que sempre me incomodaram na base de cavaleiros era a existência de outros deuses de outras religiões… como a bizarrice do Hyoga cristão ou o Shaka budista, mas vocês até deram uma comentada disso. No Episódio G inclusive aparecem uns deuses egípcios, mas acabam sendo só bucha no fim das contas. E como o cristianismo, a maior religião do mundo nos dias de hoje, se relacionaria com os gregos? Realmente acredito que no Vaticano deva existir as 12 casas dos 12 apóstolos haha

    Outra coisa, é sobre os cavaleiros se relacionam com o mundo moderno. Digo, a armadura de ouro estava na televisão, então os cavaleiros são “famosos”? Existe reality show de treinamento e torneios dos cavaleiros? E o homem comum não teria como combater o inimigo com armas modernas? Não lembro quando, mas tenho a lembrança de que é dito que os cavaleiros eram um grupo recluso, mas o próprio começo da história contradiz isso.

    Por fim, tive uma teoria genial, mas que aparentemente é mais popular do que imaginei (e não tão genial), que seria o Kido ser Zeus, e por isso seus filhos serem especiais (nunca me conformei com a ausência de Zeus na obra).

    E o que será que a Afrodite deve pensar de ver um cavaleiro usando o nome dela? Curioso no mínimo.

  12. Olá equipe Aoquadrado,
    Eu sou Isaura Luiza e queria colocar alguns apontamentos – que gostei ou não – sobre “consertando Cavaleiros”.
    De antemão digo ter concordado com a maioria dos pontos colocados pelo Kitsune.
    Concordo plenamente que é doído a falta de vida dos Cavaleiros, e como eles perdem personalidade nisto de luta após luta.
    Triste notar que no começo eles tinham um ‘pouquinho’ de vida fora das batalhas, como Seiya e o orfanato. Tinha muita coisa para explorar ali, como o possível namoro de Shun e Juni de Camaleão.
    Mas discordo de substituir Hyoga por Jabu. Kitsune – divo lindo – você gosta de cavalos é normal você querer encaixar mais cavalo (e olha que Kurumada gosta de desenhar cavalos) mas se olharmos Sagitário (e olha nasci neste signo) seria cavalos demais, eu não acho Cisne um bicho tosco – na verdade gosto – então acho ótimo ter esta ave no grupo.
    Digo até que se poderia usar tranquilamente os 10 de bronze como principais, até mesmo para fazer os times em alguns casos se dividirem em sub-missões e aumentar o ar de guerra e urgência.
    Concordo também que o grande tchã da 12 casas é o sentido de urgência, então acho que nada de Saori subir o morro, ela tem ficar lá embaixo agonizando mesmo, obvio que a flecha de 12 horas é imbecil – mas quantos signos poderiam usar venenos (de doze horas)? Tem outras saídas, golpes de morte lenta, para deixar ela agonizando por 12 horas (poderiam até ser a petrificação do Perseus de Medusa).
    E na saga seguinte – Poseidon – aí sim ela poderiam ter um maior protagonismo, onde Saori iria pro pau com Poseidon, os de bronze iria destruir ‘os pilar’, e os de ouros restantes iriam ficar protegendo as 12 casas.
    Nisto poderíamos colocar uns insights sobre Hades para deixar os de ouro com cu na mão esperando Hades, e deixar umas dicas que ele planeja algo para quando ele chegar não parecer que ele saiu do nada.
    À propósito, acho que a saga da Guerra Galáctica poderia ficar se fosse bem usada, pois a ideia de ser um engodo para provocar o Santuário até que é interessante, poderiam dar um ar estrategista a Atena, além de fazer um showroom dos cavaleiros de bronze, pena não ter sido bem usada.
    Sobre o fim de vocês em Hades, não gostei, poxa tem tantos deuses para porrar, isto só na mitologia grega.
    E este negócio de todo mundo morrer no fim, o Kurumada já fez em Bt’x (onde a arte dele tá levemente melhor, e ele tentou criar lutas criativas, onde rola duelo de filosofia e duelo de lógica matemática, embora sempre tenha a luta de ilusão típica dele).
    Falando das lutas do Kurumada, é interessante que quando ele começa o manga ele fazer lutas com mindgames e gimincks (sic) mas tudo se perde rapidinho para ser luta de golpes de energia e força de vontade.
    Tirando a dúvida do Estranho, este negócio do Mistumasa Kido ter 100 filhos e voltar 10 com armaduras é só para os personagens serem japoneses, assim como a dita Liga da Justiça que defende o mundo ser feita de americanos na DC. O motivo é este, simples.
    Acho legal o Mistumasa ser um cara normal porque ele manda 100 filhos para conquistar as armaduras e só volta 10 (isto que eles sofriam aquele treinamento violento desde a infância).
    Tanto que o motivo do “porque aceitaram o japonês ir para o santuário” o negócio da ‘concorrer a armadura é igual a ‘vestibular’, um foi concorrer a armadura no Argélia, outro na Rússia, outra na Grécia, Seiya e os outros eram apenas concorrentes, chegou o japonês lá para “prestar o concurso da armadura”, o pessoal pensou “este olhos-puxados não vai conquistar nada, vamos usar ele por dois anos no trabalho escravo de soldado e na prova final ele apanha e perde”, aí foi que o Seiya venceu – sim ele foi o azarão.
    Falando da armadura, não gosto da ideia da ‘promoção’ porque há a necessidade dos cavaleiros de ouro terem o status que tem. Claro que é colocado que o nível de poder dos de prata é maior (e imagino que o ‘vestibular’ delas seja mais difícil), mas é dito que os cincos de bronze num momento supera o poder dos de prata, tanto que em Poseidon rola das armaduras de bronze num momento brilhar “dourado”.
    Voltando nas lutas, concordo com o rol de golpes ser muito limitado, mas digo que isto é mal da época – em Dragon Ball clássico Goku viveu só de Kamehameha e ninguém fala nada – este negócio de ganhar novos golpes é coisa atual desta ‘era do videogame’, vocês tem o Segunda potência então notem como era os jogos de plataforma de 1980 e os hoje – você começava e terminava Castlevania apenas com chicotadas e armas auxiliares, enquanto os Castlevania atuais você tem uma série de upgrades de golpes. Enfim, característica da época. Este negócio de ganhar golpes novos funcionam muito bem em One Piece que pós-PlayStation mas em CDZ não.
    Saibam mensurar os shonens e mangas por suas épocas e pelo que colaboraram na história dos mangas. Até (maravilhoso) Rurouni Kenshin é uma porcaria quando olhado sobre os parâmetros dos Shonens de hoje. Se CDZ fosse feito hoje, pode ter certeza que haveria upgrade de golpes, e o dramalhão seria aumentado em níveis absurdos com os personagens berrando e chorando “oni-saaaaaaaaaaaaaannnnnnnnnnnnnnnnn!!!!!!!!!!!!!!”, ainda bem que é um dramalhão oitentista.
    Por fim:
    Judeu, sem esta de arco de treinamento, isto não é manga de esporte, a propósito, os moleques treinaram a infância inteira na Mansão do Mitusmasa Kido apanhando o Tatsumi, viajaram o mundo para conseguir as armaduras onde pegaram mais e mais treinamento que era muito mais puxado, então chega de treinamento, ninguém precisa treinar ali. A propósito, 90% dos arcos de treinamento nos mangas é um saco.
    Falando do Judeu, desculpe cara eu não queria mas tenho que dizer isto, tu tá chato, anda muito arrogante, e isto não é só neste programa que você claramente detesta cdz, no de pedofilia você também tava muito chato. Na moral, relaxa um pouco, dá um pensada, imagino que você deva tá passando por uma fase conturbada, mas digo que se você continuar assim, vai atravessar linha da antipatia e corre o risco do pessoal começar a parar de ouvir o programa.
    Para não falar que só fiz críticas, o Estranho tem melhorado cada vez mais como Host, tem conseguido cada vez mais administrar os conflitos, colocar seus pontos de vista sem roubar os holofotes dos convidados e sabendo dar o tempo adequado a eles, muito bom.
    Falando do “traço” ruim do Kurumada, é fato que ele não sabe desenhar pessoas, mas tem algo que aprendi muito num podcast (Por trás da Máscara) que fala de comics americanos, tem desenhistas, que não sabe desenhar pessoas, mas desenha bem cenários, têm gente que desenha bem florestas, cidades e assim vai, no mercado americano por exemplo, Jim Lee é conhecido por ser um ótimo desenhista, e ele é, mas o pobre cara só sabe desenhar mulher bonita e super-heróis, ele não sabe desenhar “pessoas normais”, tem gente no mercado americano que não sabe desenhar dobra de roupas (parece que todo mundo veste roupa de supers) e assim vai.
    O que quero dizer é: ao analisarem arte, por favor, vão além de “bonito/feio”, não olhe só o desenho dos personagens, olhe cenários, perspectiva e afins. E acima de tudo, observem a narrativa.
    Lembro que nos extinto site Maximum Cosmo – de Alexander Lancaster – ele – apesar do nome apedrejar muito cdz embora endossasse como um boa obra comercial – no meio da chuva de socos sobre a arte ruim do Kurumada reconhece e aponta com uma imagem que embora a arte torta e feia do Kurumada seja um fato, o mesmo usa de uma diagramação que faz que a narrativa seja fluída e prenda o leitor, fato que pude notar em cdz e confirmar em Bt’x.
    Talvez esteja difícil para vocês me entenderem então vou pegar um exemplo bom: One Piece, a arte do Oda é detalhada, sim, desenha cenários lindos e ricos e desenhar uma diversidade enorme de tipos humanos – e mesmo com aquele estilo caricato de desenhar pessoas criar uma grande expressividade de sentimentos, mas é impossível ser 100% em tudo, as lutas de One Piece são ilegíveis e confusas, estava lendo o manda mês passado e só entendo as lutas ou no anime ou vendo no final que tá em pé.
    O que quero dizer é: ao analisar arte, vão além do bonito e feio, olhem pontos fracos, pontos fortes e narrativa.
    Ah… voltando nas distorções do Kurumada e indo para o mercado americano, gostaria de citar dois nomes que fazem distorções, Rob Liefeld – conhecido por ser o pior desenhista dos quadrinhos – e Jack Kirby, que é a base da DC e Marvel e um dos maiores desenhista que ja existiram. Ambos usam distorções para mostrar ação – sabe aquelas cenas que o Seiya tá dando um soco na direção da tela e parece que mão dele tem duas vezes o tamanho dele?
    Não vou me aprofundar nos dois pois vou deixar isto como dever de casa, pois notei que Scott McCloud fez muito bem ao estranho.

    Ah… gostei da ideia de Holy War, Dragon Ball (Z) e Jojo estão aí para mostrar que fazer manga por módulos ajuda a dar sobrevida a obra com qualidade.

    ‘té.

  13. O lance dos bronze e prata tinha a ver com constelações do oriente/ocidente(ou hemisferio sul/norte alguma merda assim)
    E o lado com maior numero era de bronze mais por serem bucha de canhão, enquanto os de prata são os capitães e os de ouro uma especie de guarda pessoal para Athena.

    O plot inicial era que aiolos entregou athena, a armadura de ouro e o cetro(isso foi em retcon) que seria a encarnação deusa da vitoria e responsavel pelo ex-machinismo das 12 casas. Kido alteraria a armadura para não ser descoberto pelo santuario, tanto que Saga mandou hyoga e os de prata posteriomente matar os de bronze e Saori por terem revelado a existencia dos cavaleiros, ate a primeira luta entre Seiya e Aiolia o santuario não sabia que Saori era Athena ou a armadura era real. Por isso apesar da total imbecilidade o arco do torneio teve algum significado, poderiam mudar para qualquer coisa so pra haver essa revelação publica. Concordo em trocar os cavaleiros negros por de bronze apenas mantendo o flashback de Shaka encontrando ikki pela primeira vez.

    Nada de Jabu no meio. E deixo os de prata ate para serem usados mais no arco do inferno.

    A unica saga que eu tiraria é a de poseidon que não vejo função nenhuma.

    Do Santuario pulava direto pro plot inicial de Hades em que Athena manda um foda-se pros de bronze que ficaram em coma ou qualquer desculpa para ficarem longe. Eles descobrem que o santuario esta evitando eles e quando retornam ao lutarem com zumbis percebem que foram deixados de fora.

    O arco do inferno seria o arco mais longo, fazendo um “one piece infernal” ao inves de pularem da primeira prisão ao castelo de hades como foi no mangá.

    De resto so concerta as cagadas de sempre de CDZ: Saori ser inutil, os de ouro serem uns bostas, poderes genericos de mão esticada com um monstro de fundo. Ikki sair do cu pra salvar o Shun, destino pela estrelas, bla bla bla.

  14. Nome: Gean Vitor Corrêa.
    Idade: 16 anos.
    Ocupação: Cursando Manutenção e Suporte em Informática.
    Cudade: Coronel Macedo – SP.
    Slowpoke report: Comecei a ler Oyasumi Punpun, e assim pergunto, mesmo sem ter lido Solanin, como é possível o Estranho gostar mais deste último que da obra que é a cara do Mangá ao quadrado? E uma coisa curiosa, não sei o porquê, quando comecei a ler Punpun, comecei pensando que o que preferia Solanin era o Judeu. Já iniciei o volume 5. Li o one-shop Slow Down, e devo dizer que não sei o que pensar disso, e gostaria de saber o que vocês dois acharam disso, e qual nota deram. Fora esses que li online, os últimos mangás físicos que li foram Aoharaido #5, o melhor mangá de romance em minha opinião (Estranho, você que está/estava lendo, diga o que está/estava achando), Parasyte #1 Steins;Gate #2 e Fairy Tail #50.
    Sobre o programa: Cavaleiros do Zodíaco é uma obra que nunca me interessei nem pelo mangá e nem pelo anime, não gostava do traço, achava muito ruim mesmo. E lhes dou a sugestão de um novo “Consertando”, que é sobre Dragon Ball. Olha, vocês já passaram por Fairy Tail e Bleach, mas por DB, o desafio é quase impossível (DB, para mim, é uma das 2 obras que são 100% nostalgia e 0% qualidade). Flw, até mais, Judeu Ateu e Estranho.

  15. Na leitura de emails foi The Seatbelts – Clutch, e na Recomendação da Semana foi The Seatbelts – 12 Fantasy Sign (Ian Pooley remix)

  16. Não sei se lerão, mas vou tentar colocar o que seria meu consertando.

    Determinar hierarquia;
    Deus
    1- Mestre do Santuário
    2- Cav de Ouro
    3- Cav de Prata
    4- Cav de Bronze
    5- Cav Veteranos (que não são fortes o suficiente para ter armadura mas ainda trabalham para o Santuário, tipo Cassius ou que não são dignos de armadura mas ainda tem vinculo com o Santuário, como os mestre dos cavaleiros que não treinaram diretamente com Cav. tipo o mestre do Ikky.
    6- Cav em treinamento (aqueles que são aspirantes para desenvolverem o cosmo e ainda podem alcançar a conquista da armadura de sua constelação)

    BACKGROUNG
    -Trabalhando com Deuses Gregos
    Áres deus da Guerra (buscando o conflito) e Atena deusa da Sabedoria e da Guerrra(galgando a “paz”) tem um entrave a eras de quem seria o verdadeiro deus da guerra, Atena ainda em eras mitológicas consegue conquistar o título por ajudar Zeus na guerra contra os Titãs e Hades, então é condecorada com o santuário e os cavaleiros do zodíaco (olha o nome do desenho aqui…huahau… desculpa ae, voltando). Áres é colocado completamente de lado quanto a sua atuação no mundo dos mortais, agindo por séculos como influenciador, buscando sempre novos conflitos para que seu poder volte a crescer.
    Hades visando a atual guerra santa, antes de reincorporar no corpo do mortal mais puro da Terra, faz um acordo com Áres para que ele possa desestabilizar de o Santuário, após os conflitos mundiais (primeira e Segunda Guerra), Áres consegue poder suficiente para se apossar de Saga, o Cavaleiro que estava mais próximo de se tornar o próximo mestre do Santuário, então com o Santuário tomado, Áres só precisaria dar fim a mortal que Atena reencarnaria para que pudesse tomar o Santuário que tanto almejava.
    -Backlog
    Então temos o inicio de Aiolos e Mitsumasa Kido resgatando Atena bebê e a armadura de Sagitário.
    Mitsumasa Kido, detentor de grande riqueza, toma conta de um orfanato e junto ao auxilio de seu mordomo (acho que é Tatsumi), escolhe crianças que demonstram afinidade com o cosmo e os envia para o treinamento.
    -Carta na manga
    O Mordomo pode ser um ex Cav em treinamento, que compreende o cosmo, mas que havia desistido da vida no Santuário por não ter força suficiente para conseguir a armadura de sua constelação, isso facilitaria na questão de “selecionar crianças” e não necessariamente todos que estavam no orfanato foram enviados para treinamento.
    -Incorporação
    Atena e Hades incorporam em mortais para a Guerra Santa, sendo que o Cosmo é perceptível para algumas pessoas que anteriormente tiveram mais contato com eles, vide, Pandora que sempre renasce com Hades, Seiya que é sempre o protetor master, etc.
    -Golpes
    Marim também tem o meteoro, como Seiya, nem por isso precisa ser de Pégaso. Mas uma solução interessante seria a herança do golpe.
    Supondo que existe uma hierarquia e que os cavaleiros podem mudar de subgrupo em subgrupo (bronze, prata e ouro), se Marim fosse uma recém cavaleiro de prata que deixou a vaga da armadura de Pégaso livre e Seiya, por demonstrar “facilidade” com o cosmo, foi escolhido por ela para ser treinado para obter a armadura, mas outros guerreiros também estavam treinando com outros tutores para poder obter a luta, talvez tivéssemos um Cassius (treinado por Shina) fazendo o ataque “Veenhhhhaaaaa Pegasus”.
    Assim como Marin usa o Ryuseiken (Meteoro), o Dohko, usa o Cólera do Dragão e o Colera do Cem dragões, mesmo não sendo o Cavaleiro de dragão.

    Primeiro Arco – Retorno
    Aqui temos o fim do treinamento de Seiya, que decide voltar para o Japão após conseguir a armadura de Pégaso como pedido, mas tem a princípio o objetivo de encontrar sua irmã.
    Cada um dos novos cavaleiros de bronze que retornam são devidamente alojados em uma casa comprada por Saori, e a guerra galática, poderia deixar de ser O EVENTO para ser um torneio interno que tem a intenção apenas de fazer o Mordomo ver as habilidades dos 10 cavaleiros por saber que esses teriam de proteger Saori (a deusa Atena).
    O torneio tem a promessa de entrega da armadura de ouro e como os cavaleiros já tem a instrução de hierarquia, aceitam participar para obter uma armadura mais poderosa.

    Rolam as batalhas, Shiryu derrota Ban (leão menor), Seiya derrota Geki (Urso), Hyoga ganha de Icchi (Hydra), Shun derrota Jabu, Nacchi (lobo) vence por WO(por Ikky não ter aparecido).
    Na Segunda Rodada, temos a Luta de Seiya contra Shiryu. E antes de iniciar a luta de Hyoga contra Shun, Ikky interrompe o torneio, derrota Nacchi com o golpe fantasma e rouba a armadura.
    Os 9 cavaleiros se dividem entre os que farão a proteção de Atena e os que irão atrás de Ikky.
    Seiya, Shun, Jabbu, Hyoga (que estão inteiros e são mais rápidos) vão atrás de Ikky, Seiya e Jabbu podem ter os conflitos como mencionado pelo Kitsune, e eles podem enfrentar Cavaleiros veteranos que mesmo sem armadura dariam tanto trabalho quanto os cavaleiros negros, esses cavaleiros podem ser cavaleiros que foram exilados das atividades do santuário por suas atitudes contrarias a paz, os 4 enfrentariam Ikky e retornariam com a armadura e a “redenção de Ikky” (não lembro direito como Ikky fica “do bem”), mas acho que rola um certo despertar do cosmo de Atena em Saori.

    Segundo Arco – Ataque do Santuário
    Ban, Geki, Nacchi e Icchi, decidem retomar seus treinamentos para ficarem mais fortes, Jabu, mesmo derrotado por Shun, decide ficar para proteger Saori.
    Shiryu leva as armaduras para Mu, (aqui podemos ter a construção de personagem já que Shiryu não lutou contra Ikky, por estar ferido da luta contra Seiya). Mu conserta as armaduras e manda Kiki entender melhor o que se passa para as armaduras terem rachado e porque Shiryu estava tão disposto a dar a vida pela armadura (Isso o amarra a descobrir Atena e ajudar os cavaleiros no Santuário).
    Percebendo a movimentação de tantos cavaleiros que conseguiram armaduras indo para o Japão, Áres incorporado em Saga como mestre do santuário, manda os cavaleiros de prata/bronze para o Japão, a fim de investigar e em seguida retomar a armadura de ouro e matar a “impostora” que agora se denomina deusa Atena.
    Depois de diversas derrotas dos cavaleiros de prata, Aiolia (irmão do traidor de Atena) é enviado junto com alguns cavaleiros de prata, ao perceber que Atena é realmente quem diz que é, volta ao santuário para conversar com o mestre do Santuário, (pode rolar de em sua caminhada conversa com Aldebaran que fica ciente da questão de Atena, mas se mantem protegendo a casa de Touro).
    Ao conversar com o mestre do Santuário Aiolia tem aquela hipnose que o torna um capacho de Áres, mas agora ele não pode ultrapassar as 12 casas para que a área da hipnose, que depende do cosmos, seja de “curto” alcance, impedindo que ele saia e massacre todo mundo no Japão.
    Como os ataques não foram interrompidos, Saori, cada vez mais consciente como Atena, decide tomar a ofensiva junto aos cavaleiro e ir até o Santuário.

    Terceiro Arco – Ataque ao santuário
    Os cavaleiros (Seiya, Hyoga, Shiryu, Shun e Jabu) conseguem encontrar o santuário e após alguma investigação chegam as 12 casas. Ao chegarem encontram cavaleiros veteranos de bronze e prata que tentam pará-los, após derrotarem os cavaleiros com certa facilidade, percebem que Saori foi envenenada mortalmente, ao interrogar o cavaleiro é mencionado que Mascara da morte mandou que Saori fosse envenenada.
    Então Kiki os leva rapidamente até a casa de Áries Shiryu convence os demais de seguirem, já que o garoto era de sua confiança.
    Ao chegarem em Áries se deparam com Mú, que analisa Atena e entende que o Veneno ainda não a matou por ela estar contendo o com o seu cosmo.
    Ele informa aos cavaleiros sobre mascara da morte e diz que eles devem ir o mais rápido possível falar com Milo de Escorpião especialista em venenos que deve retornar até a casa de Áries e ajudar a retirar o veneno do corpo de Atena. Dando do senso de urgência a subida até as nona casa.

    1-Touro
    Aldebaram pede a prova em batalha de que Saori é Atena, Seiya fica na casa deixando os demais seguirem e tem a mesma batalha com Aldebaram, até quebrar o chifre. Aldebaram se une a Seiya e vai até Mu para ver em que pode ajudar, Seiya segue para Gêmeos.

    2-Gemeos
    Hyoga, Shun, Shiryu e Jabu chegam até a segunda casa, e acabam se separando pelo labirinto que a segunda casa demonstra, shiryu e Jabu passam rapidamente graças a cegueira de Shiryu, Hyoga e Shun encontram-se com a armadura de Gemeos que Hyoga ataca impetuosamente e acaba sendo enviado para outra dimensão(caindo na casa de Libra). Shun entende que a armadura está sendo controlada e faz o ataque para desconcentrar Áres que está no Top das doze casa.

    3-Libra
    Hyoga é colocado no skife de gelo por seu antigo mestre, Camus.

    4-Cancer
    Shiryu e Jabu, chegam a casa de câncer, Jabu é desacordado por um golpe de Mascara da Morte e Shiryu o enfrenta como acontece no anime, no meio do confronto, Mascara da Morte revela que teve consciência do cosmo de Atena, e que vinha ajudando Áres a trazer uma nova grande guerra mundial ao mundo para que a força de Áres pudesse crescer ainda mais, dizendo que até o fim do dia, Áres conseguiria (de alguma forma) lançar ataques nucleares estratégicos que trariam a discórdia entre países que a muito estão com essa tensão de quase guerra e que ele não foi enviado para a Ilha da rainha da morto, devido ao mestre do santuário precisar dele para fazer o trabalho por baixo dos panos.
    Ao voltar do Seki Shike, Shiryu volta a enchergar e Seiya e Shun estão carregando os corpos de Jabu e Shiryu para fora da casa de Cancêr. Jabu envergonhado acorda Shiryu que conta o plano de Áres, nesse momento eles se dão conta do relógio com as 12 horas, sendo que já seriam 5h da tarde, então eles seguem para casa de Leão.

    5- Leão
    Aiolia controlado luta contra Seiya, os demais avançam para casa de virgem.
    Cassius morre, Aiolia acorda e vai enterrar o corpo de Cassius.

    6- Virgem
    Aqui os 3 cavaleiros que chegam primeiro, não conseguem lidar com Shaka, então Fenix surge, acompanhado de Seiya, e luta contra Shaka.
    Seiya e os demais seguem para Libra. Fenix e Shaka tem a luta do anime, Ikky tem sua armadura destruida e Shaka então se da conta do cosmo de Atena, que estava sendo ocultado pelo cosmo de Áres e foi sentido por segundos quando a armadura de libra rompeu o céu para chegar à casa de Libra, o que faz com que por alguns instantes, todos percebem uma presença maligna vinda do templo Santuário e do cosmo de Atena emanando da primeira casa.

    7- Libra
    Shyriu utiliza as armas de libra para resgatar Hyoga e temos a cena de Hyoga sendo aquecido por Shun. Jabu sobe na frente para a casa de Escorpião, Seiya vai atrás.

    8- Escorpião
    Jabu cansado de deixar seus companheiros lidarem com os demais cavaleiros e querendo ajudar Saori o mais rápido possivel, decide lidar com Milo de escorpião (que eu prefiro que seja mulher), Jabu opta por receber os ataques de Milo e tentar convence-la de que Saori é Atena, mas é atingido por quase todas as agulhas escarlates, Jabu então se mantem em pé e continua a pedir a ajuda de Milo. Para retirar o Veneno do corpo de Atena. Seiya então chega e vê o sacrificio de Jabu, Jabu pede para que ele fique fora da batalha e Seiya hesita ao ouvir o discurso sincero de um cavaleiro que se vê como o coadjuvante que quer ser protagonista. Milo decide então por ir até a casa de Áries para ver a “tal Atena”, Jabu retorna com ela, Shiryu e Seiya decidem seguir para impedir a influência que Áres estava causando sobre iniciar conflitos mundiais.

    9- Virgem
    Shaka na casa de virgem conversa com a sombra de Aiolia sobre Atena e diz que irá ajudar os cavaleiros com seu cosmo, Aiolia segue nas sombras para casa dizendo que vai ajudar “tambem vou ajudar, nem que seja com meus punhos”.

    10- Sagitário Aproximadamente 8h
    Seiya e Shiryu Encontram com a armadura de Sagitário que mostra o legado de Aiolos. Em seguida seguem para casa seguinte.

    11- Virgem
    Shaka vê Milo passando com Jabu e pede que Jabu fique para que ele possa ajudar com seu cosmo Ikky e Jabu (aqui poderes de Relief para Shaka), Milo Segue para casa de Áries.

    12- Capricórnio
    Seiya e Shiryu chegam à casa de Capricornio, onde Shura não deixa que nenhum dos dois passe, após algumas trocas de golpes, chegam na casa de Capricórnio Shun, Hyoga e Aiolia. Aiolia tenta convencer Shura sobre Atena, mas Shura diz que Aiolia é traidor como Aiolos, após algumas trocas de farpa, Shura e Aiolia começam a lutar o que faz com que os demias cavaleiros de bronze consigam seguir em frente.

    13- Áquario
    Ao chegarem Hyoga se prontifica em falar com seu mestre que se recusa a ouvi-lo, os dois começam a lutar e Seiya, Shiryu e Shun seguem para a última casa.
    Hyoga e Camus tem a batalha do Mangá.

    14- Áries
    Milo chega à casa de Áries e começa a tratar Atena.

    15- Virgem
    Jabu e Ikky, decidem seguir para encontrar os demais cavaleiros no templo.

    16- Peixes
    Seiya, Shiryu e Shun chegam a casa de peixes e Afrodite recebe os cavaleiros sob uma chuva de rosas, o que os surpreende. Shun utiliza a corrente para protegê-los e diz para os dois seguirem para o templo. Afrodite e Shun tem a luta do Anime.

    17- Escadas para o templo
    Seiya e Shiryu tem dificuldade de passar pelo caminho de rosas criado por Afrodite.

    18- Áries
    Milo consegue retirar o veneno do corpo de Atena que agora emana seu cosmo para poder inibir o cosmos de Áres.

    19- Capricornio
    Shura percebe o cosmo de Atena e entende a situação, Aiolia e Shura decidem seguir para o Templo para tirar satisfações com o Grande Mestre.

    20- Aquário
    Hyoga praticamente sem armadura, é acordado por Camus que diz suas últimas palavras para seu discípulo e Hyoga segue para o templo.

    21- Peixes
    Afrodite decide utilizar suas últimas forças para desfazer a Rosa Branca que estava cravada no peito de Shun e acaba morrendo. O caminho para o templo fica livre para Seiya e Shiryu. Que ficaram feridos, mas ao sentir o cosmo de Atena se revigoram e seguem para o templo.

    22- Áries
    Mu fica na casa de Áries, Aldebaram e Milo carregam Saori até o templo do grande mestre a pedido de Saori.

    23- Templo
    Seiya e Shiryu chegam ao salão do templo e o grande mestre começa a devasta-los, com o cosmo de Saga e Ares, (O grande mestre carrega o Báculo e escudo de Atena) os cavaleiros têm suas armaduras destruídas e seus ataques não fazem efeito.

    24- Saída de Peixes
    Shun também com armadura quebrada, segue para o templo, mas ao sair da casa é tomado por uma energia dourada.
    25- Entrada Peixes
    Ikky e Jabu encontram com Hyoga na casa de peixes e seguem para o templo

    26- Virgem
    Atena, Aldebaram e Milo chegam a casa de Virgem, e tem uma breve conversa com Shaka, que diz que irá ajudar.

    27- Templo
    Saga Avança para dar fim a Seiya e Shiryu, ainda com a máscara de grande mestre e fala de seu plano maligno, (diz que o Báculo e o Escudo de Atena, são itens que facilitam a utilização do cosmo de um deus incorporado, o que facilita Áres a utilizar seu cosmo de deus e controlar Saga).
    Ao tentar executar o golpe final, Saga é interrompido por um cosmo externo

    28- Virgem
    Shakka utiliza seu cosmo para interromper o ataque.

    29- Capricornio
    Atena chega a casa de Capricórnio com Aldebaram e Milo, e encontram com Aiolia e Shura que agora está em prantos pedindo perdão a Saori e Aiolia. Saori o conforta rapidamente mas fala sobre a urgência de chegar ao Templo. Todos seguem para o templo.

    30- Templo
    Saga consegue quebrar a influencia do cosmo de Shaka e ataca novamente Seiya, mas dessa vez é atacado pelo cavaleiro de peixes, Shun agora vestido com toda a armadura, atacando com sua corrente, agora formada por seu cosmo.
    Saga então veste a armadura de gêmeos consegue derrubar Shun, que tem apenas seu capacete trincado, mas está fraco pela batalha anterior.
    Ikky, Jabu e Hyoga chegam ao templo Ikky e Hyoga atacam impetuosamente Saga ao verem Shun sendo arremessado no chão.
    Jabu fica aterrorizado com a pressão que o cosmo de Saga cria e vai ver Shun.
    Ikky e Hyoga tem seus golpes parados pelo escudo de Atena, e são arremessados com o que pareceu ser golpes fatais feitos pelo báculo.
    Shiryu e Seiya se levantam para atacar Saga e ao alcançarem o sétimo sentido, são cobertos pela armadura de libra e Sagitário.
    Ikky e Hyoga, não foram atingidos pelo último golpe, sendo protegidos pelas armaduras de Cancer e Aquário.
    Saga, usa a explosão galatica, mas seu golpe é gradualmente interrompido pelos golpes dos 4 cavaleiros(Seiya, Shiryu, Hyoga e Ikky). Seiya e Shiryu falam aos outros sobre a possibilidade do poder de Saga reduzir se os instrumentos de Atena forem retirados e os 6 avançam com seus ataques para poderem distrair Saga.
    Hyoga consegue congelar a mão com o Báculo e Shun prende a mão esquerda de Saga, fazendo com que Shiryu consiga retirar o Escudo de sua mão.
    Ikky e avança com seu Ave Fenix, mas o gelo quebra e Saga desvia do ataque e retira a adaga que utilizou para tentar matar Atena para matar Ikky.
    Jabu recebe o golpe fatal, mas acerta seu galope do unicórnio na mão direita de Saga, o que permite que Seiya retire o Báculo de Saga.
    Saori, Aiolia, Shura, Aldebaran e Milo, chegam ao templo. Saori pede suas armas e Saga começa a despertar brigando contra a possessão de Ádes. Atena se aproxima de Saga que com sua fisionomia mudada, entende que já não pode mais lutar completamente contra a influência de Áres e pede para os cavaleiros o Atacarem. Atena segura seu rosto e Saga ainda com a adaga na mão faz um último ataque surpreendendo a todos. Saga retira a armadura de gêmeos e acerta sua própria barriga e acaba morrendo depois de discursos memoráveis, etc.

    31- Áries
    Após a morte de Saga, Um é visitado por cavaleiros com armaduras negras, após derrota-los, encontra um cavaleiro com cosmo mais forte, que é capaz não só de quebrar seu muro de Crystal, como também o Recria mais forte.
    Shion invade o Santuário!

    Acho que até aqui tá bom.
    Saga das 12 casas finalizada e emendada com Hades.

  17. Fazem zilhões de podcasts de mangás super-pretensiosos mas não conseguem entender nem Saint Seiya.
    São esses os críticos de mangás, minha gente.

  18. Vamos lá:

    7 minutos – Pessoal falando de nada;
    8 minutos – Citam Ares (filler);
    9 minutos – Hipermito (publicação que NUNCA confirmaram ser escrita pelo Kurumada).

    Desisto, no inicio os caras dizem que vai ser exclusivamente do mangá, mas já metem o anime e publicação paralela no meio. É muita falta de conhecimento para quem tem a pretensão de consertar algo. E ainda eles tem a desonestidade de querer tirar sarro de quem for reclamar deles errarem um detalhe, porra, quem dera fosse um detalhe, não sabem nem o básico do mangá.

      • Óbvio, perdi minutos da minha vida ouvindo isso.

        No mais, apenas recomendo que vocês escutem o que gravaram. Escutei vocês falando mal de naruto, bleach e o caralho, mas vocês basicamente pegaram coisas já manjadas desses mangás e transferiram para SS. O “consertando” de vocês é usaram coisas de mangás que criticam?

        E para finalizar, Mitsumasa é muito mais legal sendo um velho bilionário viagrudo do que um genérico de Isshins, Minatos e Rogers da vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s