Mangá² #107 – Papo de Colecionador

Sejam bem-vindos ao volume 107 do Mangá², o podcast semanal de mangás que cabe na sua estante.


Neste programa, Judeu Ateu e Estranho recebem o já costumeiro Rubio Paloosa e a novíssima convidada Clara, do Anikenkai, para ter uma conversa de colecionadores de mangá.

Neste programa, ouça quatro colecionadores compartilhando experiências, vícios, loucuras financeiras, costumes e manias dessa prática (inútil?) de comprar e armazenar papel.

Contato
Sugestões de pauta, sugestões de leitura, dúvidas, elogios, críticas, Recomendação do Ouvinte em áudio, qualquer coisa! O email para contato é: contato@aoquadra.do

Feed | iTunes

Cronologia do episódio
(00:00:20) Papo de Colecionador
(01:19:30) Leitura de Emails
(01:35:40) Recomendação da Semana – A Serpente Vermelha

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

24 Respostas para “Mangá² #107 – Papo de Colecionador

  1. Tenho basicamente todos os Tics mencionados pela clara Ç-Ç o vendedor da loja até me olha com cara feia quando eu entro olho 4 edições… peço outra (não tem e eu vou embora) Meu maior trauma sem duvidas é pegar meu manga e olhar a lombada torta ( PIOR SENSAÇÃO DA MINHA VIDA e-e) Creio que estou na fase do “Voume 1, vou comprar” Boto meus mangas no saquinho, tenho duas coleções dos meus titulos favoritos (GENSHIKEN SEU LINDO ❤ tenho inclusive 3 volumes 6, capa alternativa pfv u-u) Deixo uma coleçao pra emprestar e uma coleção apenas folheada de tempos em tempos por mim.

    Cara o primeiro podcast que ouvi de vcs, fez eu me interessar por outros *—*

    Aproveitando pra indicar mangas: Indico all you need is kill, apesar do final ser broxante, Genshiken (mesmo todos ja tendo lido), a novel de Onee san ga Chuunibyou

    E por fim gostaria de falar pra todos que comprei minha primeira coleção de uzumaki por 20 reais, e minha segunda coleção de uzumaki saiu por 6 reais (1000 bjus pra vcs que querem essa obra perfeita)

  2. Resumindo bastante: Ser colecionador é uma merda, não vi nenhuma coisa boa nisso, só dá problema basicamente. Prefiro ler no PC mesmo.

    Estranho, tem download pra phoenix sim, eu tenho aqui, mas nunca li.

  3. definitivamente eu não sou colecionadora, não fico olhando muito na hora de comprar, só escolho titulos que eu acho que vou gostar ou já estou lendo e gostei
    minha coleção de mangás e meus livros não estão em saquinhos, mas depois desse podcast acho que talvez farei isso, e até tenho um espaço razoável ainda porque não tenho comprado quase nada (adicionando que interior, raramente chega algo mais que naruto/one piece então quando compro mangás hoje, só por assinatura)

  4. O primeiro mangá que eu comprei foi Sakura Card Captors na época em que eu era criança (tipo, sei lá, uns 7 ou 8 anos). Aí eu nem sabia o que era mangá e estranhei as páginas serem em preto e branco. AI O QUE EU FIZ? SIM, EU PINTEI O MANGÁ!
    Não sou uma colecionadora porque não tenho cartão internacional (ainda), mas meu sonho de consumo é a versão americana de Banana Fish da VIZ. As capas são muito ruins, dá tristeza de ver, mas eu quero porque é Banana Fish e eu amo Banana Fish e eu ficaria muito feliz se alguém lesse para eu conversar sobre. Inclusive, acho que a pessoa que escaneou também amava muito esse mangá porque não rasgou as páginas: tirava uma foto. E eu li assim. Sinta a DOR.
    Me lembro que quando eu tava em Taiwan eu comprava muitos Artbooks e sim, eu comecei à colecionar também, no caso Are You Alice? porque nunca vai sair aqui. Para minha infelicidade, começou também à ser publicado nos US e os scans morreram, o que significa…
    E porra, cês são rico. Eu se tivesse uma prateleira ficava feliz.

  5. Comecei a colecionar com 12 anos, com Cavaleiros da Conrad, era lá pelo número 14, a capa vermelha com o Shaka na capa. Lá para 2010 parei de colecionar mangás, pois a faculdade fez eu me focar nos livros o que acabou virando uma coleção também. Voltei a colecionar mangás com Bakuman #3, curti fui atrás do #1 e #2 e comecei a mania de acompanhar o mangá junto com a coleção, foi assim pra mim com Bakuman,Soul Eater, Monster, 20th Centruy Boy, Beelzebub alguns outros.
    Hoje tenho cerca de uns mil e duzentos mangás, mil hqs, e uns 450 livros. Hoje diminui bastante, pois estou tentando economizar e coleciono só 6 títulos. E para conseguir completar a coleção da Salvat peço para a tia da banca de jornal segurar pra mim, pois quinzenalmente não rola.
    Uma lombada que me revolta é a do Hikaru no Go, elas deviam ser alternadas, uma edição preta outra branca, pra brincar ainda mais com o Go, ia ser bem legal, da uma tristeza ver aquela lombada toda preta sem nada.
    Rubio, como você tem coragem de comprar um material de qualidade e deixar ele jogado haushas. Tenho um sentimento também em relação de arrumar a coleção, talvez 1 ou 2 vezes por ano, mas sinto que quando arrumo o armário e tudo mais, é como se estive arrumando o meu eu interno, ou algo do tipo.
    Meu pior negocio foi achar que lucraria ao vender FMA#1 e Battle royale#1 na Liberdade, pois eles revendem cada por mais de R$ 100,00 e obvio que nunca conseguiria vender a um bom preço para um vendedor oriental cheio das manhas das pechinchas.
    Se eu tivesse as manhas do empreendedorismo fabricaria um plástico no tamanho dos mangás e com o feixe autocolante, pois olha da um trabalho plastificar os mangás e deve ter um nicho que compraria isso.
    O papel jornal amarela mesmo longe sol e no plástico até ajuda mais. Ele oxida mais rápido (uns bons anos). O papel é um material “fresco” que precisa de ar, luz, mas tudo na medida certa e temperaturas cricris pra durar muito tempo (uns 800 anos).
    O Bruno Zago é muita gente boa, conheci o trabalho deles lá no pipoca e já tive a possibilidade de encontra-lo e conversar com ele. Acho que ele aceitaria de boa participar.
    E deixo o link do meu falecido blog, que cheguei a pesquisar os motivos psicológicos e o que Freud falava sobre as coleções: http://vidadecolecionador.wordpress.com/2014/04/04/por-que-colecionamos/

  6. sobre o negocio de nome de filhos ,eu odeio crianças ,então se eu tiver um filho vou dar um nome horrivel pra ele ser zuado na escola e se arrepender do dia em que nasceu e por ter fudido a minha vida

    meu primeiro mangá que comprei foi um volume aleatorio de fulmetal alchismt pois na epoca tinha visto o anime na rede tv, então comecei com esse abito de comprar volumes aleatorio,nisso comprei naruto ,bleach,gravitation e outros que não me lembro agora

    quando comecei a trabalhar eu comprava tudo que saia de mangá poi mais merda que fosse (como aquele gen undergroud) só pra ter mesmo ,hoje sou mais seletivo não compro mais mangás infinitos como one peac e afins ,e tambem mangás que ainda não acabaram no japão ,,só compro mangás que sei que estão completo e que eu julgue sere bom o suficiente pra investir meu dinheiro

    pra terminar tenho muita coisa aqui que eu to afim de me livrar mas não manjo dess

  7. Olá, achei o papo bem interessante, comecei colecionando Soul Eater, nem li o final ainda, mas pelo o que o judeu eo Rubeo falaram me ferrei. Antes disso já colecionava livros, contudo não tenho espaço para tanta coisa.
    Nem sei se cabe aqui perguntar, mas como sou do Rio de janeiro, onde fica a loja da Clara, porque comprar online é uma merda, sempre vem com algum problema ¬¬’.

    • Oioi! ^-^ A loja em que trabalho é a Point HQ de Ipanema, nosso horário de funcionamento é de 10 às 19hrs, de segunda a sábado. No caso, eu só trabalho aos sábados, mas sinta-se bem-vindo para visitar a loja sempre que quiser! \o/
      http://www.pointhq.com.br/loja_ipanema.asp Esse é o link com o endereço da loja de Ipanema, mas tem uma Point na Tijuca também, mais informações no site. ^^

  8. Acho que nunca comentei aqui no site, mas vamos lá.
    Eu fiquei curioso em saber em que lugar daqui de RJ fica a loja da Clara, eu estou começando nesse mundo de colecionar e é meio complicado conseguir edições antigas ou até edições que chega em uma banca e em outra não.
    E não curto muito comprar pela internet, gosto da experiência de ir comprar, pegar o papel colocar em um sacola com todo cuidado chegar em casa e ler no mesmo dia. Provavelmente deve ser pq tenho ansiedade. rsrsrs
    Mas se alguém poder me responder onde fica a loja dela ficaria muito agradecido e abraço a todos.

    • Obrigada por perguntar sobre a loja, espero que apareça por lá! o/ Trabalho na Point HQ de Ipanema aos sábados, mas a loja está aberta a semana toda (menos domingo), de 10hrs às 19hrs. ^-^
      Tem uma Point na Tijuca também, mas se quer edições mais antigas acredito que a loja de Ipanema seria mais interessante pra você, já que meu chefe está sempre pedindo material antigo quando as editoras disponibilizam!
      Comprar ao vivo é bem divertido mesmo, garanto que lá na loja mais ainda. x3 hohoh Aqui o link com o endereço, mais informações no site! http://www.pointhq.com.br/loja_ipanema.asp

  9. Mais um divertido programa com convidados, parabéns!
    – Sou colecionador mas não compulsivo… tenho pouco espaço em casa e sou muito mão-de-vaca, por isso escolho a dedo o que vou comprar de volume físico (e ainda assim as vezes me frustro, sim, estou olhando pra você Prophecy).
    Minha primeira coleção foi Shaman King, quando eu tinha 14 anos, eu estava viciado no anime e por isso decidi me iniciar com os quadrinhos da série que tanto amava na época. Frustrante foi o volume final, que todos devem saber o rolo.
    – Não tenho nada muito ostentador aqui em casa, mas tenho alguns xodós conseguidos pelos anos: Nausicaa (não o capa dura, mas igual ao da Conrad), Watchmen (Hardcover!) e o box de Scott Pilgrim mencionado pelo Rubio, todos importados.
    – Não tenho as taras que o pessoal falou aqui, especialmente com lombada, mas sempre que vou comprar algum título eu faço questão de olhar 20 vezes antes a sua condição. Foda é quando o mangá está lacrado e vc só percebe o corte do estilete na capa, ou a página atropelada quando você chega em casa e abre. Outra coisa que sou campeão de fazer é tomar o máximo de cuidado com tudo, e acabar amassando feio por uma bobeira… pior que fiz isso com meu recém Berserk nº1, meh.

  10. É… eu sou de boas se comparado a vocês…

    Mas, olha só esse Estranho, cheio dos mimi de valorizar a experiencia de leitura e coisa e tal, mais só quer saber de ir pegar as coisas boas lá fora! Maior colecionador compulsivo, bem naquelas, faça o que eu digo mas não faça o que eu faço.

    O que dizer então do pai da menina, que tem um comodo inteiro reservado apenas pra armazenar seus quadrinhos? Por favor, longe de mim querer julgar os outros, estou falando na brincadeira.

    Por outro lado eu concordo com o que o Rubio disse, em se tratando de coleções o negocio é prezar pela qualidade em detrimento da quantidade. Até porque se é pra investir meu tempo e dinheiro em alguma coisa, que seja por algo que no minimo vá ficar bonito na estante. E que de preferencia, por todo esforço e apreço, sobreviva por anos a fio.

    Quando eu olho pra minha estante e vejo aquele monte de meio tanko, sinto vontade de atear fogo neles! Aquilo não foi feito pra colecionar, é tosco demais. Mesmo hoje em dia as editoras ainda publicam material de qualidade duvidosa, mas também não da pra ficar reclamando de tudo.

    Existem varias questões sobre esse hobby, de colecionar mangás, pra começo de conversa nós realmente vamos reler essas historias? Se não, pode-se dizer que isso é apenas ostentação? Independentemente disso, até que ponto vale a pena pagar por uma edição que eventualmente vai acabar ficando bem deteriorada? No entanto, faz sentido trazer as edições de luxo da gringa, as vezes sem nem entender o idioma deles? Ou então a gente devia comprar e depois vender pra refinanciar novas experiencias de leitura?

    Afinal, vale a pena? Isso dai é uma coisa muito pessoal, depende de cada um. Pra mim o mais importante é saber diferenciar o hobby de colecionar mangá, do hobby de ler mangá, são duas coisas intrínsecas mas ao mesmo tempo diferentes. E apesar de gostar e de me considerar um colecionador, eu gosto mais de ler mangás.

    Sei lá, como disse antes é a minha mídia preferida, mais mesmo sendo muito bom colecionar os mangás que tanto gosto de ler a verdade é que da minha estante de umas nove prateleiras posso falar que me importo só com umas três delas. Admito que se tivesse uma enchente aqui não ia correr pra salvar as outras antes da minha tv gigante.

    E olha que a minha tv não deve ter custado tão caro quanto todos aqueles quadrinhos, não que eu também não tenha meus próprios problemas. Se tivesse que escolher entre meu volume 1 de Yotubato! e minha avó, não ia exitar em chutar a velha pra fogueira aos gritos de “morra bruxa maldita!”, e olha que eu gosto da velhinha.

    Enfim, acho que com o tempo todo mundo vai amadurecendo, nossos gostos e hobbys vão junto. Em comparação comigo mesmo de antes, sou muito mais seletivo para o que leio ou para o que compro, as vezes nem tanto… espero continuar melhorando, como leitor, como colecionador e como pessoa também oras.

    Pra algum dia em que tenha apenas obras que considere relevante, em todas as prateleiras da minha estante, e pra que possa me tornar uma pessoa muito mais interessante do que sou agora.

    Nossa, nem sei mais do que estou falando… vou fazer um slowpoke report e acabar logo com isso. Li Mirai no Football, me chamou a atenção e como era um volume único. Foi divertido, não foi a melhor coisa que eu já vi, mas também não foi a pior então ok.

  11. Aonde vocês costumam vender seus mangas?
    possuo algumas semi coleções que desisti de colecionar, mas os sebos daqui querem comprar por micharia. Vocês negociam em grupos de colecionadores no facebook ou pelo mercado livre ? ( nunca vendi por la, mas só compro de vendedor platina, não sei se alguem compraria pela minha conta com menos de 5 compras)

    • Os que eu vendi foi pelo mercado livre mesmo. Dependendo do que você for vender e de qual valor, sempre aparece alguém pra comprar, mesmo o vendedor não sendo “confiável”. É só jogar limpo e deixar claro que vc é colecionador, pessoa física, que aí vc evita problemas.

  12. Meu primeiro mangá foi Kobato, com aquela qualidade fisica pessima. Comprei porque achei a capa bonitinha, eu nem sabia que era mangá, gostei e continuei comprando (só não tenho o volume 1), depois passei oa comprar qualquer um que eu achasse, mas passei a ponderam bastante pra não pegar qualquer merda (imagina a reação de uma menininha inocente ao ler um shoujo-ai pervertido que pegou achando que no estilo Kobato, é Miyuki-chan, estou falando de você), apesar que ainda me arrependo as vezes (O Jogo Do Rei feels) por isso tento ver o anime antes de comprar e pensar bastante se levo ou não.

  13. Comecei com Ao no Exorcist, no ano passado. Não me considero um colecionador assíduo. Das séries que possuo em mídia física, acompanho apenas duas e estou desatualizado quanto às suas publicações, sendo que o restante eu deixei de acompanhar por falta de interesse (não pela qualidade); infelizmente estão lá, encostadas. Não tenho tanto cuidado quando gostaria de proporcionar (por falta de recurso, pois onde eu moro não encontro materiais para a manutenção e cuidado com os quadrinhos).

  14. Pessoal, não tem muito a ver com o cast(que tava ótimo diga-se de passagem), mas por que ta ficando um inferno BAIXAR manga? Os caras só põe pra “ler online”, e me desculpe, mas ficar eperando carregar toda a página é “brochante” e também, e se minha net tiver com problemas?

    O único site que conheço, que eu posso baixar, é o starkana, mas ele vive dando problemas.

    • Para ler online, minha recomendação é o AllMangasReader. Hoje ele dá um trabalhinho pra instalar, mas depois que se acostuma com ele, não dá mais pra ler sem.

      • Ler online, eu conheço vários. EU QUERO BAIXAR, para não ter que esperar 1000 anos a cada página lida e poder ler sem gastar a internet do celular. Infelizmente o download do STARKANA não funciona mais…

        • O AllMangasReader não é site, é um plugin do Chrome que faz todas as páginas do mangá serem carregadas uma abaixo da outra. A leitura fica fluidíssima!

          • Muito obrigado. Ele realmente faz muita diferença. A leitura fica muito boa. Estava a alguns meses sem ler mangas, mas acompanhando o cast. Eu lembrei de um cast que vocês falaram sobre algo parecido com ele, mas não estava reencontrando no site.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s