Mangá² #102 – Spoilers

Sejam bem-vindos ao episódio Empire State Building do Mangá², o podcast semanal de mangás que só te dá spoilers quando ele não serve pra nada.


Neste programa, Judeu Ateu e Estranho falam do tabu eterno de qualquer pessoa que acompanha mídias: o spoiler.

Mas calma, esse programa só contém um spoiler, o famoso de Death Note. Se você não conhecia nem esse spoiler, não está apto a ouvir este programa. Mas se está apto, venha ouvir-nos falar sobre os problemas e a etiqueta social do spoiler.

Contato

Sugestões de pauta, sugestões de leitura, dúvidas, elogios, críticas, Recomendação do Ouvinte em áudio, qualquer coisa! O email para contato é: contato@aoquadra.do

Feed | iTunes

Cronologia do episódio
(00:19) Spoilers
(27:50) Leitura de Emails
(46:00) Recomendações do Ouvinte – Distant Sky, por Nathan Castro

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

24 Respostas para “Mangá² #102 – Spoilers

  1. Slowpoke Report: Acabei Houshin Engi. Apesar de achar que o arco não foi tão bom quando o anterior (fora por AQUELE plot twist) foi uma leitura muito rápida, excelente e divertida num sentido épico. Façam um mangá enquadrado disso porque é ruim discutir essa série sem spoilers.
    E sobre spoiler em si, acho um assunto complicado, mas se não tem jeito, é bom às vezes falar de uma maneira que a informação fique pela metade. A verdade é que pelo menos comigo, tem obras que eu não começaria sem ter levado um spoiler pequeno antes.
    Recentemente eu por exemplo joguei Wadanohara and the Great Blue Sea movida pelos comentários do Twitter da dona Lobo Paranoico. Eu já sabia que algum ponto o jogo virava um mar de sangue (OLHA O TROCADILHO) mas o fato de eu não saber como, porque e quando, fora outros detalhes fizeram a experiencia muito surpreendente de qualquer jeito.
    Mas o foto é: se não quer spoiler, não entre no tumblr.

  2. Sabe Murasakiiro no Qualia? Não leiam aquilo. Minto, leiam, só para verem a merda que é. Aquilo lá é um lixo, mas vale a pena dar uma olhada para ter ciência de como é mal feito um mangá. Agora vão lá ler, e não vou mentir, tem seus pontos positivos, mas se eu falasse o quão ruim é e porquê, seria spoiler.

  3. Eu tento evitar soltar spoiler por que sei que muita gente não gosta. Agora, eu não me importo de levar spoiler. Quando estou na dúvida se vale a pena ou não comprar um mangá, procuro saber mais sobre a história e, se me “spoilarem” não acho ruim. É certo que posso perder um pouco da surpresa se souber de um plot twist antes da hora, mas por outro lado, existe ainda o prazer de acompanhar o processo de elaboração desse plot twist. Por exemplo, se eu fosse ler Death Note pela primeira vez agora, já estaria sabendo que tal personagem morre mas ainda teria uma apreciação diferente, porém igualmente boa, de toda a construção do plot que culminaria naquela morte.

    O meu grande problema agora é que vocês me deixaram paranóica com essa de que até falar que um mangá é bom já é spoiler. Não vou mais conseguir conversar sobre mangás, livros e filmes com ninguém, rsrsrs…

    • Os podcasts são upados no próprio wordpress. Se o blog tá no ar, o podcast em teoria está no ar também.
      Todas as vezes que alguém reclamou pra mim que um link estava quebrado, eu fui ver e estava funcionando, então minha orientação normal é limpar o cache, dar refresh e tentar de novo.

  4. The Music of Marie se perderia se conhecêssemos o seu final antecipadamente? Um pouco, na minha opinião, mas como é uma obra toda gostosinha, ainda consigo crer que me tiraria muitas exclamações.

    • Acho que perderia um pouco sim. Music of Marie é um desses casos que você lê com duas experiências diferentes; saber o spoiler faria você ler com apenas uma.

  5. Muito bom o capítulo da semana! Realmente, spoilers são hoje um mal tão grande que as pessoas tem mais medo de levá-los do que de serem assaltados na rua kkk…

    Tenho duas coisas a comentar.

    1º Acredito que em grande parte o medo de se levar um spoiler está no fato de que quase todas as narrativas seguem o modelo dos 3 atos, com plot points bem definidos. Assim, os autores gastam muito de seus esforços para preparar o leitor/ espectador para esses momentos, sendo que quando eles são estragados se perde boa parte da experiência. Desta forma, obras que não seguem este modelo acabam fugindo um pouco do problema, como slice of lifes e narrativas não lineares, como vocês bem citaram.

    2º Game of Thrones já é um grande spoiler ambulante porque escolheram o Sean Bean como um dos personagens kkk….além disso o autor segue duas regras, se você (leitor) gosta muito de um personagem quer dizer que ele vai morrer e se algum personagem é idiota ou faz algo idiota também que dizer que ele vai morrer, basicamente kkk….

  6. terminei de ler all you need is kil gostei bastante da forma que é abordada a questão do lupim temporal e a arte do obata esta muito boa ainda preciso ver o filme pra comparar como ficou

    spoiler eu evito a todo custo eu nem mesmo leio sinopse ,e entendo essas pessoas que tem prazer em dar spoiler de quarta feira evito abrir o face book pois tenho um amigo quew adora dar spoiler dos mangás da shonen jump

    um fato curioso é que os japoneses não ligam pra spoiler é algo da cultura deles tanto que é comun trailers de filmes cheios de spoilers da historia

  7. Os spoilers em forma de easter egg das vencedoras do torneio do episódio passado (a música que tocava da vinheta antes da partida era sempre referente à personagem que iria perder) foi um foreshadowing para o tema deste episódio?

    • Sobre o episódio, acho que vocês expandiram (muito) o conceito de spoiler para todas as outras coisas que “estragam” as suas experiências da primeira leitura. Não dá para controlar a expectativa, muito menos ler um capítulo semanal “neutro” (a pessoa, no mínimo, vai estar no mesmo ritmo dos capítulos anteriores, do tipo “para mal ou para bem, parece que as coisas vão continuar mais ou menos na mesma nos próximos capítulos” ou “com base nos acontecimentos recentes, posso prever que X vai acontecer nos próximos capítulos”).

      Tomei spoiler de todas as mortes principais de Game of Thrones, exceto a última. Talvez a minha tensão pela espera do momento das mortes foi maior do que a minha suposta surpresa caso eu não soubesse de nada, principalmente porque os personagens que morrem em GoT são mais importantes dentro do universo da série do que para a história em si (exceto talvez pela última, mas que nem foi tão surpreendente porque não acontece de repente).

      Acho que, por exemplo, ver Twin Peaks sabendo quem matou Laura Palmer ou O Sexto Sentido sabendo do plot twist não estragam a experiência das obras porque, em ambos os casos, a “surpresa” é um elemento que permeia toda a narrativa e portanto poderia ser detectado antes da revelação. O objeto continua o mesmo, muda-se a perspectiva. Isso também pode ser considerado para todas outras obras que não explodem um deus ex machina safadíssimo na nossa cara, neste caso a história realmente perde um pouco do seu valor (como o assassino que só aparece no final da história ou aquele filme merdinha do Johnny Depp com a Angelina Jolie, para um exemplo mais específico – espero que esse spoiler gratuito não estrague a vida de ninguém, o filme é bem idiota mesmo).

      • “Não dá para controlar a expectativa, muito menos ler um capítulo semanal “neutro” (…)”
        Mas não tocamos nesse ponto neste podcast (temos um inclusive só sobre isso. O ponto que levantamos foi quando alguém já tinha lido o capítulo e já se manifestou positiva ou negativamente. Isso vai te afetar para além do hype, é uma questão justamente de um “quase-spoiler”, onde a qualidade daquele capítulo se torna implícita, te tirando a descoberta dessa qualidade.

        • Mas a definição do termo, que inclusive foi lida no começo do episódio, abrange apenas as revelações do enredo. “Bom” e “ruim” são opiniões bem vagas que dizem mais sobre os gostos de quem as emite do que sobre a obra em si, é só hype mesmo. Realmente pode estragar a experiência da primeira leitura para alguém, o que eu quis dizer é que classificá-las como spoiler é expandir o significado do termo, por mais que ele literalmente signifique “estragar” e tal.

  8. Saudações, amigos. Primeiramente o Slowpoke Report ultimate: ouvi (quase) todos os Manga² \o/ Os únicos que ainda não ouvi foram os Mangas enquadrados sobre obras que eu não li. Mas já estou providenciando uma mudança nessa situação. Sempre parabenizo o trabalho de vocês, mas aproveito essa ocasião para parabeniza-los novamente xD

    Bom, sobre o podcast; eu sou totalmente contra spoilers. Sempre tento evitar o máximo possível, pois, como vocês disseram, também penso que estraga a experiência de conhecer a obra e descobri-la por si mesmo; ainda mais quando um plot twist é o fator que mais a enriquece. Sempre que possível, evito até ler as sinopses (geralmente, quando se tratam de coisas já consideradas ótimas por todo mundo). Já discuti bastante com um amigo meu que me ficava gritando spoilers de Game of Throne no meio da aula, do outro lado da sala, inclusive. Acho muito bizarro as pessoas que não ligam para spoilers, pois, segundo elas, gostam de se sentir animadas sabendo do que vai acontecer.

    Apesar de eu odiar spoilers, quem me conhece sabe que eu sou uma espécie de íman para eles. Sempre que é uma obra que quero muito ver/estou vendo, acabo pegando spoilers referentes a ela. Aconteceu isso com Evangelion, Gurren Lagann, Monster (que ainda não terminei de ler, pra saber se o spoiler era verdadeiro), Kenshin e, claro, acontece direto com os capítulos semanais de Naruto, Bleach e One Piece. OP, mesmo, quando eu assisti inteiro, já sabia de todos os plot points que aconteciam antes do Novo Mundo, pois vários amigos meus já acompanhavam antes de mim. Acho que isso foi prejudicial, sim, para a minha experiência, já que eu não consegui me surpreender, nem me emocionar tanto quanto eles, em algumas cenas.

    Felizmente, não peguei spoilers de um dos meus animes preferidos, Steins;Gate. Tudo que eu sabia era a sinopse e acho que esse foi um dos motivos de eu ter gostado e ter me surpreendido tanto com a série. Acredito que essa foi uma das poucas obras que eu tinha muita vontade de ver e realmente acabei assistindo sem ter a surpresa estragada. Por isso, quando alguém me pergunta a respeito, só digo que é um anime de viagem no tempo.

  9. Também faço parte do time anti-spoilers, acho que é quase uma fobia minha na verdade.

    Mas pior do que spoilers são os falsos spoilers. Quando eu tava lendo as cronicas de gelo e fogo eu também ia na wikia pegar minhas doses homeopáticas de spoilers (apesar de adorar a estrutura da série, sair de um capítulo empolgante do Ned, virar a página e ler um da Sansa era foda). Como eu só lia poucas linhas do que ia acontecer, ás vezes pegava a informação e interpretava de maneira errada.

    Spoliers do 1º livro:

    Como quando o Ned é preso e o Eunuco visita ele. Eu só tinha lido até alí na wikia e já interpretei que ele ia ser salvo e escaparia tranquilo. Foi quase traumático quando ele morreu, por causa dessa falsa esperança.

    Fim do spoiler

    Também já aconteceu comigo de soltar um spoiler sem querer pra um amigo e tentar consertar, dizer que é mentira. Não deu certo rsrsrs.

    Tenho o mesmo pensamento de vocês em relação ao mangá em quadrado. Criar um espaço pra discussão completa de uma obra, com spoilers free é muito legal e tem pouco na internet. Só um exemplo da esfera animística: em épocas com essa pipocam guias da próxima temporada, alguns com análises mais pessoais, outros não, mas no fim da temporada quase não há guias do que teve de bom e de ruim, é algo que eu sinto falta.

    • O wordpress não respeitou o espaço que eu deixei pra separar o spoiler. A internet é mesmo adepta a spoilers rsrsrs.

  10. Eu não sou um cara que tenho medo de spoilers, pois para mim eu me importo mas com a forma com que as coisas acontecem só que o fato propriamente dito. Mas o caso mais triste de spoiler que já peguei na vida foi do anime Clannad, quando estava vendo a primeira temporada e peguei um spoiler da segunda temporada no titulo de um vídeo relacionado na barra lateral do YouTube.

    Porém, eu não concordo com o pressuposto que qualquer informação minima da obra é um spoiler, para mim o spoiler e a revelação de um ponto chave ou crucial da obra, variando o seu peso se for a revelação de um plot-point, plot-twist ou um dialogo marcante da obra. Exemplo: um mangá de comédia romântica, a simples informação de que os personagens estão em um colégio ou vão em um festival não é um spoiler, agora o que eles farão lá poderá ser um spoiler, dependendo de onde o enredo irá se enveredar.

    Assim eu pego novas obra para ler vendo os ratings da obra no mangaupdates, procuro também pelas tags e categorias vendo as melhores notas. Nas reviews, eu vejo a sinopse básica e se o autor recomenda ou não, já é o suficiente para mim. E adotou uma política carpe diem ao ler ou assistir uma obra, para não correr o risco de me auto spoilar com a minha intuição de prever o enredo da obra.

    Um caso interessante de um spoiler pré-carregado no início da história é o mangá de Brynhildr (evitem o anime que é uma explosão de câncer na cara).

  11. Pingback: Vertical – Distant Sky | AoQuadrado²·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s