Verão de 2014: Akame Ga Kill

As temporadas passam e animes novos sempre chegam para fazer a festa. Dessa vez não teremos tantos que são adaptações de mangás, mas um em particular provavelmente vai ser o mais popular de todos. Estou falando de Akame Ga Kill.

Akame Ga Kill é um battle shounen que toma os adjetivos de “dark and edgy” sem nenhuma vergonha, mostrando tudo de pior que o humano pode fazer. O tom da obra fica mais perto de coisas como Shingeki no Kyojin do que dos Narutos da vida, onde fazer um personagem morrer é quase um parto, e onde os personagens são movidos por objetivos próprios, deixando tons de cinza entre os conflitos apresentados.

A história segue Tatsumi, um jovem entusiasmado que saiu de sua pequena vila para fazer dinheiro na cidade grande, mas ele não sabe que o Império, que domina toda aquela região é um lugar corrupto dominado pelo Primeiro Ministro (sempre o Primeiro Ministro!). Movido pela sua visão de justiça, e a descoberta que até sua vila é afetada por tal corrupção, ele acaba se unindo a um grupo de assassinos conhecidos como Night Raid, cujo objetivo é limpar o Império de sua corrupção.

Uma premissa bem simples, não?

A questão é que onde Akame Ga Kill brilha de fato é nos conflitos entre a Night Raid, as tropas imperais e o grupo criado pelo império para combater a Night Raid, os Jaegers. No mangá, os Jaegersacabam fazendo (e muito bem) o papel de antagonistas, sendo bem caracterizados e não simplesmente jogados no rótulo de “caras do mal”, inclusive tendo passagens de conversas, festas, melhorando os laços entre si, algo que normalmente se vê apenas os protagonistas fazendo.

Outro ponto interessante do mangá é que ambos os grupos (a Night Raid e os Jaegers)tem é um contador de mortes que vai aumentando a cada membro da equipe que morrendo ao longo da obra. E essa última linha é muito importante, pois sim, as pessoas morrem. Atualmente metade de cast principal já deu adeus, e alguns estão abusando de death flags, sinalizando as suas futuras mortes em breve. Essa situação cria uma tensão constante, não tão comum no gênero, mesmo que aqueles personagens que são os principais de fato não pareçam correr tanto risco de fato. Mas nesse sentido eu aceito o que a obra me dá.

Um tópico importante se abordar sempre que o assunto é battle shounen é de como o poder e as lutas se comportam na série. No caso de AgK é tudo baseado em armas. Naquele mundo existem os “Teigu”, que são armas e equipamentos com propriedades mágicas possuídas pelos personagens. Por exemplo, a espada da Akame, a lutadora principal da Night Raid, tem a espada Murasame cuja propriedade mágica é colocar um veneno mortal no adversário, mesmo com um pequeno corte. Isso quer dizer que tudo que ela precisa fazer para ganhar a luta é acertar apenas um golpe. O que deixa a coisa mais legal é que, de forma geral, os Teigus variam bastante de personagem para personagem e são criativos, embora existam alguns que são bem mais imaginativos do que outros.

Aliás, falando de alguns pontos negativos, algumas das sagas do mangá são muito melhores do que outras (que são divididas mais ou menos pelo alvo que a Night Raid tem que eliminar), o que pode fazer o manga parecer meio esquizofrênicas. Algumas são boas, outras acabam enrolando demais, e acaba ficando bem ruim quando aparecem antagonistas novos que são puramente ruins e só servem para ter um vilão ali só para morrer. É algo que em outras história não necessariamente iriam ser algo tão ruim, mas ao lado dos Jaegers que são antagonistas com  uma profundidade muito maior, essas as falhas acabam destoando.

Akame Ga Kill é algo que vocês não vão querer perder. Ação brutal, bons antagonistas (principalmente a antagonista principal) e batalhas gigantescas. Mas o anime está parecendo um arco-íris então sei lá.

E como está a adaptação? Se baseando no episódio 1, fiel é a palavra que eu usaria para descrever, pois não teve nada que se destacou e nem nada muito diferente do manga, foi exatamente o capítulo 1 transposto pra animação. Isso pode ser algo que talvez não seja bom no formato anime, já que o manga leva alguns capítulos para realmente começar a rolar, mas vamos ver.

Como sempre falamos, o manga é melhor que o anime, nesse caso principalmente. Mas tem algumas coisas interessantes que o anime pode ter, principalmente no caso dos Jaegers (meu único motivo para continuar assistindo). Sugiro dar uma olhadinha no anime e se gostar pular já para o manga.

6 Respostas para “Verão de 2014: Akame Ga Kill

  1. Eu vi o primeiro episódio (e primeiros capítulos) e foi tanto esforço para chocar o espectador e vilões pure evils que eu não consigo acreditar nesse post :/

    • Lembra sempre que o anime é anime, mangá é mangá. O post aqui é do mangá, e não duvido nada na mudança de tom para o anime. Não seria a primeira vez, afinal.

  2. Eu concordo em grande parte do post, e considero Akame Ga Kill um mangá bem óbvio, mas se você consegue viver com isso, você vai ficar bem e acabar gostando do mangá. Só faltou um pouco mais destaque para o fato de que, dos 151350 vilões que o mangá apresenta, 10% pra baixo são decentes e todo o resto tá lá pra encher o saco com estereótipos de personagem que obviamente só vão lutar e morrer, com uma historinha bem genérica de justificativa. O mangá também tende a fazer uma hype fodida pras coisas mais estúpidas (parece praticamente uma plot que o autor abandona no meio e decide encher com alguma merda aleatória no lugar pra focar em outra coisa) e nunca se aproveitar do verdadeiro potencial que tem, que se baseia no conflito de ideais da justiça e de desafia-la em busca da mesma.

    No geral, o mangá é bom, porque nessa de renovar o cast porque morre gente o tempo todo, alguns personagens bem legais vão aparecendo, com poderes mais legais ainda baseados nos teigu.

  3. sabe aquele manga que lança o cap 1 e vc fica interessado mais acaba n lendo por medo de gosta e espera acumular e acaba esquecendo dele …bem ele e um desses da minha lista enorme e vendo do seu ponto de vista eu gostaria de pergunta a vcs por onde começo manga ou anime ?????

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s