ToCast 24 – Retrospectiva 2013

Sejam bem vindos a mais um Table of Cast!


Neste episódio de retorno ao trabalho, Estranho, Boxa, Judeu Ateu, e Morcegão ressurgem das cinzas para fazer a já tradicional Retrospectiva anual do mundo dos mangás!

Ouça sobre todos os encerramentos e estreias relevantes do ano, quais foram as principais notícias e confira os principais lançamentos de mangás do nosso mercado nacional ao longo deste ano! E no final, uma rápida escolha do melhor mangá deste ano, na opinião de cada um dos participantes!

Contato

Twitter: @aoquadra_do
Email: contato@aoquadra.do

Feed

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

13 Respostas para “ToCast 24 – Retrospectiva 2013

  1. não ouvi ainda (começando a baixar), mas me arrisco a dizer que haikyuu deve ter aparecido por aí nos melhores do ano, depois de todo o hipe que fizeram XD

  2. Ótima retrospectiva! A cada ToCast que sai eu fico mais triste por não sair com frequência. Que 2014 seja o ano do poadcast.
    Alguns pontos que queria comentar. Achei Innocent é uma merda colossal. Acho que minha opinião ficaria grande demais, então só falando que achei uma merda. Me motivaram a ler Koe no Katashi e pretendo comprar Vinland Saga. O Mangá Box(a) é um iniciativa muito legal e estou tentando acompanhar, na medida do possível. Aliás, o Estranho descrevendo a história do vô parecia uma piada de tiozão.
    Acredito que, infelizmente, o público otaku ainda é muito forte no mercado brasileiro, por isso que Reborn, HOTD colorido e afins fazem tanto sucesso. Esses otakus não se importam com qualidade, ou possuem um conceito muito distorcido disso. Via isso na minha escola. Percebi que os mangás mais recorrentes nas mãos do pessoal (de várias idades) eram Air Gear, Freezing e outras cosias com muito peito, mas pouco conteúdo de qualidade. Era bem triste, aliás.
    Outra coisa que não comentaram foi o novo “mercado” de quadrinhos feitos por brasileiros, que cresceu um pouco este ano. Tools Challenge foi financiado, Conexão Nanquim foi para o Catarse, houveram concursos de mangás, e parece que os brasileiros estão começando a produzir mangás com alguma qualidade. Nada de explodir cabeças, mas parece que algo está se desenvolvendo.
    Enfim, torço por mais ToCast antes do fim do ano.

  3. Boxa e Morcegão são legais, essa galera tem que participar mais vezes. O podcast já é muito bom, mas com mais de dois participantes fica ainda mais divertido.

    2012 foi o ano do Kuroko, 2013 foi o ano do Shingeki no Kyojin e 2014 será o ano do Haikyuu, a série vai ficar famosona com o anime, vai virar modinha e todos os hipsters que hoje curtem a série vão parar de gostar, como aconteceu com SnK.

    Eu tinha ficado com muita vergonha alheia quando li esse primeiro capítulo de Keijo!!!!!!!!, ainda bem que essa pérola caiu nas mãos do Boxa e ele fez o favor de divulgar no podcast, essa série que já pode ser considerada o Breaking Bad dos mangás de esporte. Pena que não lançaram mais capítulos.

    Koe no Katachi é realmente muito bom, espero que o mangá ganhe algum prêmio antes de terminar, já que vai ser curto. Tenho que começar a ler Sakamoto urgentemente.

    A única parte triste foi o desprezo com World Trigger, o mangá tá muito bom, depois de HQ é o mangá da Jump atual que eu mais estou gostando de acompanhar. O autor está conduzindo a série num ritmo bem tranquilo desde o começo, pra mim esse é o grande diferencial da série. Os outros battle shonens que a Jump vem lançando já começam num ritmo frenético, acho que esse não é o caminho. Tanto que eu estava botando fé em Iron Knight até o segundo capítulo, pois estava com um clima bacana de solidão na história, mas agora que está tendo luta em todo capítulo, eu nem acredito que a série vá vingar. Vamos ver, apesar disso ainda estou achando a série legalzinha.

    • Também estou gostando bastante de World Trigger. O manga melhorou bastante do começo até agora.

  4. deixaram de falar de varios mangás da jump nesse ano como jaco ,hime dool kurokuro
    nem pra citar shokugeki no souma que se firmou na jump esse ano

  5. Belo ToCast, estava num tédio só, baixei e me diverti bastante, dei boas risadas…sobre a Panini, vocês esqueceram de citar um mangá que vão lançar esse ano que acho bem relevante para o mercado, chamado Full Moon, acho que é relevante por tratar-se de um BL, assim acho uma aposta válida para expansão e exploração melhor do mercado.
    Somente isso mesmo

  6. Concordo a JBC foi a editora do ano, assim como no ano passado, ela vem guiando o mercado em vários aspectos como o aumento da qualidade, que mesmo com a Conrad no passado e algumas fatos isolados de outras editoras no passado, ela trouxe isso como um dos possíveis padrões. Além da inovação certeira de tentar lançar um mangá infantil como gibi.

    E eu report, estou lendo Innocent e é muito bom, como adorador de história, puta to achando muito bom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s