ToCast 23 – Retrospectiva 2012

Sejam bem vindos a mais um Table of Cast!

Neste episódio, Estranho, Henrique, Saka, e Judeu Ateu fazem a já tradicional Retrospectiva anual do mundo dos mangás. Portanto, desta vez temos a Retrospectiva 2012, o ano em que o mundo não acabou!!

Anteriormente majoritariamente voltado para a Shonen Jump, este ano a retrospectiva abordará não só a Shonen Jump como também dará uma visão geral das estreias e encerramentos do ano do mundo dos mangás. Também falamos sobre o mercado editorial brasileiro e sobre notícias relevantes deste universo!

Contato

Twitter: @aoquadra_do
Email: contato@aoquadra.do

Links Úteis

Webcomic original de Onepunch-man
Venda de “Gen Pés Descalços: Meu Testamento” (japonês)
Twitter do ex-editor-chefe da Shonen Jump

Feed

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

25 Respostas para “ToCast 23 – Retrospectiva 2012

  1. finalmente!!!
    estava esperando por isso desde que o ano começou
    depois de ouvir volto aqui pra comentar
    agradeço desde já pelo trabalho do pessoal do podcast

  2. voces esqueceram de falar de kiruko-san e shogeki no souma que estrearam na shonen jump no finalzinho do ano

    e tambem da estreia do novo mangá de oh great em parceria de Maijou Outarou Biorg Trinity

    essa retrospectiva foi bem diferente das anteriores gostei de terem falado um pouco do mercado brasileiro ,e realmente ta temdo muito mangá novo o pessoal não ta dando conta de comprar tudo tem gente gastanto uns 200 por mes só em mangá

  3. entendi ,mas discordo no caso de shogeki no soma não foi tão irrelevante assim o mangá chegou deixanto o pessoal com um pé atras pensando que ia ser um toriko 2.0 ,mas que surprendeu bastante ,na festa de fim de ano da jump foi ate comentando que o mangá esta se saindo muito bem e esta popular entre o publico da jump
    só achei que deveria ser citado algo a respeito
    fora isso não sei se chegaram a comentar mas esse ano saiu o ultimo volume de evangelion (depois de decadas mas saiu)

    sobre o gen da editora abril eu comprei os dois primeiros volumes e primeira coisa que me veio a mente,é por que diabos gastaram dinheiro pra publicar essa coisa ,tipo quem seria o publico alvo desse mangá ?
    ate agora foram lançados 5 volumes eu não tenho coragem de comprar o resto ,nem sei se alguem vai mesmo querer compretar esse mangá provavelmente daqui a um tempo cancelem a publicação desse mangá

    • Calma, acho que você tá confundindo Gen com Gen Pés Descalços. O primeiro tem 3 volumes no Brasil, o segundo tem 5. O primeiro é horrível, o segundo é LINDO.

      E Evangelion não acabou não, o volume 13 (que citamos no podcast inclusive) não é o volume final.

  4. Opa, 2 podscast na semana? Que coisa boa. Estão ambiciosos em!!! Só falta o Videocast agora.
    Vamos lá!! Desse ano dos da Jump sem dúvida Classroom foi o melhor. Nekosoi só li o one-shot, e parece ser legal, pelo toc parece que está indo bem, mas ainda não comecei a ler.

    Gostei muito de It’s not my fault que conheci por vocês. Aliás, curti o da Barata tbm.
    Reborn, ainda estou a uns 2 anos no capítulo 8, sério queria ler e gostar, mas é osso.
    Uma Webcomic Coreana que curti, sendo de um gênero que eu nunca gostei (Harem) é Girls of the Wild’s, quebrou meu preconceito com o gênero e trabalha muito bem os personagens dentro da limitação do gênero, não é simplesmente “cai, vi sua calcinha, apanhei e sai voando.” Mas acho que é de 2011 a série.

    Já o fim de Negima foi muito importante… para JBC se livrar desse meio tanko que encalha na banca.
    Eu nunca li nada do Oh! Great….até hoje, bem troquei uns mangás meio tanko de coleções abandonadas no sebo, pela coleção de Tenjo Tenge, que tinha ouvido falar, mas não sabia sobre o que se tratava. Bem fui esperançoso, Oh! Great tem varias obras que o pessoal fala bem, não vou gastar grana, por que não pegar a série?

    Bem li o volume 1 e achei feio e MUITO fraco, Ok!, Muito peito, mas fraco e realmente espero que melhore.
    Sobre o mercado de mangás nacional, realmente ele é gigante, o Alexandre Callari, Editor do Batman fala abertamente que hoje nenhum comics da Panini vende o que os mangás vendem, alguns títulos são mais que o dobro.
    Realmente, é muito titulo, ando muito culpado estou deixando uns oitenta reais nas bancas em mangá, sem contar os de coleções antigas que pego lá na liba. Ta foda.

    Mas o mercado pode estar saturado de Shonen, mas nos outros gêneros está amadurecendo, está saindo mais Seinen do que nunca nas bancas, e o Shoujo ainda precisa ser melhor trabalho para ganhar mais espaço, pois só Kimi ni Todoke vende muito do gênero.
    E nos lançamentos de 2013 já estão fortes com Toriko, Reborn e Another, por exemplo, além do relançamento de Yu Yu Hakusho que estava previsto pro ano que vem.

    Sobre a LPM acho que eles vão investir em mais mangás autorais, pois eles tem um editora e uma equipe para mangás lá em Porto Alegre e não acho que seria só para esses lançamentos, mesmo sendo o foco da editora.
    E detalhe My Kampf em mangá vai ser a primeira vez que o livro de Hitler vai sair aqui no Brasil desde os anos 70, um marco haushasas. Já a Conrad faliu mesmo e foi comprada por uma editora do governo, por isso eles perderam o foco nos mangás.
    E a estratégia de One Piece da Panini não é nova, lançar do começo e de onde a publicação antiga parou já é da praxe com os comics, ela até faz isso atualmente com Preacher e a Pixel com Spawn.

    A edição de Samurai X ta foda, mas continua com milhares de notas de rodapé, mas validas, sobre o contexto histórico japonês.
    Po, só falta fazer um “Oscar” da “blogsfera” ahsuahs melhores mangás de 2012, esse povo só faz de anime.
    Nossa já ta muito grande isso aqui, vou parando por aqui. o/

  5. Ah e 2012 foi o ano que Hajime no Ippo chegou a 1000 capítulos ahsuahsas.
    Agora já ta popzinho, mas se fosse lá pra 2006 quando não era muito famoso o Judeu adoraria Ippo, haushauhsuahsas.

  6. Estranhow disse que não conhecia um gag manga ‘bom’, fica ai a recomendação: Pyu to Fuku! Jaguar

    • Eu li já um pouco de Jaguar. Entra mais ou menos no mesmo que citei; não desgostei, mas não ria com capítulos.
      Teve apenas uma página que eu gargalhei de verdade, mas de resto tirava no máximo um sorriso.

  7. Haikyuu foi uma das melhores estréias que lançou na Shonen Jump. Eu particularmente tenho mais simpatia por ele do que por Ansatsu. Não é que desgoste de Ansatsu, longe disso, gosto dele e muito, mas Haikyuu tem uma simpatia que me ganhou mais, é algo subjetivo mesmo, mas sem dúvida o mangá está em uma qualidade invejável. 41 capítulos que já li e até agora não considerei nenhum ruim, todos para mim foram bons ou muito bons, alguns mais outros menos, mas todos muito bem feitos.

    Aliás, Estranhow você já leu o capítulo 40 de Haikyuu? Foi um dos melhores da história até agora, o Judeu, Henrique e Saka estão perdendo uma história que se continuar avançando em qualidade do mesmo jeito que faz desde o 1° capítulo, se tornará um dos grandes sucessos dessa década para os mangás de esporte.

    E embora vôlei realmente pareça ser muito limitado, a narrativa visual do autor está excelente, você se empolga facilmente com os jogos. Vale muito a pena dar uma olhada

    • Eu li! Os últimos capítulos, desde Nekoma pra frente estão particularmente incríveis!

      E desde a gravação do podcast, já consegui fazer o Saka ler, e ele tá maluco também!

  8. Muito bom o cast e estranhow você leu o final de good ending.
    obs: Brynhildr é uma valquíria.

  9. Pingback: Mangá² #27 – Qualidade e Gosto | Ao Quadrado ²·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s