Mangá² #25 – Primeiros Capítulos

Sejam novamente bem vindo meio século do Mangá², o retorno do seu podcast semanal preferido sobre mangás!

No episódio dessa semana em que não tem edição da Shonen Jump, optamos por analisar o capítulo de número 1 dos três mangás que analisamos regularmente no podcast, Toriko, One Piece e Naruto.

Portanto, o programa inteiro será uma “análise semanal” mais aprofundada, com nenhum spoiler que atrapalhe a leitura de quem não lê os três mangás. Portanto, tire a poeira da suas edições número 1 e participe dessa experiência de releitura!

E esta semana temos uma Recomendação do Ouvinte pelo Augusto Offnerd, onde nos foi sugerido um compilado de one-shots de ficção científica, um “Tex do espaço“.

Contato

O seu contato é muito importante pra nós! Queremos sempre a sua participação comentando os capítulos, a pauta sugerida, enviando sugestões de leitura, pedidos de sugestões específicas, elogios e críticas em geral, qualquer coisa!

O email para contato é: contato@aoquadra.do

E lembre-se de encaminhar seu arquivo .mp3 com uma gravação de Recomendação do Ouvinte, que será incluída a cada 5 episódios.

Cronologia do episódio

(00:24) Introdução da Discussão da Semana: Primeiros Capítulos

(05:25) Toriko #01 – Bishokuya Toriko!!
(17:32) One Piece #01 – Romance Dawn – O Amanhecer de uma Aventura
(32:21) Naruto #01 – Naruto Uzumaki

(44:57) Leitura de Emails

(58:48) Recomendação da Semana, por Augusto OffnerdStardust Memories

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

28 Respostas para “Mangá² #25 – Primeiros Capítulos

  1. Interessante esse podcast sobre primeiro capítulos ,não leio Toriko, mas entre Naruto e One Peac considero o primeiro capitulo de Naruto melhor ,pois apesar do inicio do capitulo ter me prendido com aquela cena do Gold Roger dando inicio a era dos piratas ,a parte da infancia do Luffy ao meu ver apesar de divertida não me empolgou ,o que me vez perder a vontade de ler o proximo capitulo ,já em Naruto eu sempre tive um facionio sobre criaturas da mitologia japonesa ,então a primeira pagina contando a lenda da raposa das nove caldas ,já me cativou o Naruto em si não achei ele um personagem interessante de inicio ,pra min era o esteriotipo do menino que se mete em confusão ,dai quando começa a mostrar a relação dele com o iruka acabo entendendo os motivos das artes dele , já o tema ninjas me deixou com um pé atras já que quando se fala ninja a primeira coisa que se vem a mente são caras de roupão preto com espadas ,não um moleque loiro de macacão laranja

    essa foi a minha opinião avaliando os capítulos isoladamente ,agora minha opinião levando em consideração todos os acontecimentos dos respectivos mangás ate os dias atuais
    os dois tem furos na historia e erros ,começando por one peac

    o fato já citado por estranho ,do shanks ter perdido seu braço pro mostro do mar,hoje com o conhecimento que temos da historia sabemos que seria impossível aquilo ter acontecido ,provavelmente naquela época o oda não tinha planejado que o shanks seria um cara tão fodão no futuro,

    já em Naruto os erros e furos acabam sendo maiores

    primeiro de tudo o teste da academia ninja ,hoje parando pra pensar aquele test de fazer um bushin foi muito bacaca e sem noção ,algo tão trivial como isso ser um teste importante pra ganhar sua bandana virar genin e ter um sensei ,

    segundo o iruka como um cara desses passou na prova chunin isso fica meio dificil de entender devido ao nivel da prova chunin que foi mostrado mais pra frente

    terceiro o mizuki parecia ser um vilão importante mas simplismente foi o inimigoinho do primeiro episodio que cai no mesmo erro do iruka de como um cara desses conseguiu passar na prova chunin

    quarto o pergaminho so primeiro hokage que jamais foi citado novamente na historia ,o maior erro desse primeiro capitulo, como algo tão importante estaria tão desprotegido ,e como uma aldeia inteira de ninjas demorou tanto pra pegar o naruto que nem genin era ainda e o fato já citado do jutsu proibido depois ser só mais um jutsu que um monte de gnte sabe fazer

    por fim sobre a bola de cristal do terceiro hokage ,o kishimoto explica isso em um data book dizendo que aquele jutsu da bola de cristal era exclusivo do terceiro hokage que permitia monitorar tudo que estivesse dentro de um raio de tantos metros ,ou seja ele não podia ver nada que estiver fora desse perimetro

  2. Pq vcs pularam a analise dos capítulos da semana passada?
    Toriko e One Piece foram bastante interessantes com Starjun, DoFlamingo e a Monet

  3. Muito interessante essa idéia de analisarem os primeiros capítulos. Realmente senti uma nostalgia quando lembrei do começo dessas histórias.

    Li novamente o primeiro capítulos de todos e percebi coisas muito interessantes nessas leituras. Por exemplo, da primeira vez que li o 1° capítulo de Toriko, não fiquei nem um pouco empolgado. Achei particularmente até meio broxante, mas continuei lendo por causa das altas recomendações, e com o tempo fui me envolvendo cada vez mais com a história, no entanto não continuaria a leitura da história se tivesse me baseado apenas no seu início. Só consegui realmente me empolgar com Toriko depois das lutas do final do arco da Sopa do Século, a partir dali a minha visão da história mudou consideravelmente, até aquele momento para mim, Toriko era apenas “legal”, e não entendia o motivo de tanto hype em cima do mangá.

    Entretanto quando li novamente esse mesmo capítulo para compartilhar as minhas opiniões com as do podcast, minha impressão sobre o capítulo melhorou significativamente. Considerei a estrutura bastante bem-desenvolvida, os personagem bem mais carismáticos e o mundo muito mais interessante do que imaginei a princípio. Essa segunda leitura me fez aumentar bastante o meu conceito sobre o início de Toriko. No entanto ainda não o considero um 1° capítulo perfeito, em particular, não sou fã de histórias em que o 1° capítulo já termina com um gancho para o próximo. Considero que isso quebra o ritmo consideravelmente e como eu disse anteriomente, me broxou como leitor. Já vi algumas histórias que também não concluem como um one-shot como a maioria dos primeiros capítulos, e que esse fato tem pouca ou nenhuma influência sobre o ritmo da história, mas isso é um recurso que precisa ser muito bem construído. Normalmente eles são bem utilizados em Seinen, mas na grande maioria de minhas leituras, essa experiência não é muito agradável, como comparação, utilizo Fullmetal Alchemist, que também teve um final de 1° capítulo com um gancho, embora de um modo diferente e a pausa feita tenha sido em um estágio mais avançado da história, pode se dizer que os dois possuíram estilo parecido nesse quesito, e tenho que dizer que não gostei de ambos os modos. Mesmo FMA sendo um dos meus mangás preferidos de todos.

    Em Naruto, tive a mesma mudança considerável de visão que tive em Toriko, só que infelizmente, para o lado oposto. O capítulo foi muito corrido, com uma quadrinização muito diferente do que se espera em Naruto, parecia ser outra pessoa e não o Kishimoto quem organizou aquela narrativa. O ritmo acaba sendo monótono e sem graça em algumas partes, justamente pela sua pressa e por não pausar para focar em alguma coisa. Como o Estranhow cita, os quadros de deveriam ter impacto não o tem e isso acaba tirando grande parte do contraste dramático e da emoção de se ler a história. Eu comecei a ver Naruto pelo anime, mas já tinha lido o começo da história pelo mangá, e não me lembrava de ter todos esses problemas. Falta-me assistir o primeiro episódio do anime novamente, mas pelo menos me lembro dele bem melhor trabalhado e com um ritmo muito mais interessante. Mas acho que seria muito errado considerar essa opinião válida, pois foi o primeiro anime que assisti na vida sabendo que era uma animação japonesa, e foi o que me introduziu nesse mundo de mangás e animes, ou seja, faz uns 5 anos e minha interpretação sem dúvida era completamente diferente do que é hoje. Por isso, bem possível que os dois sejam bem parecidos e eu que não tenha percebido.

    Eu li o primeiro capítulo de One Piece a pouco tempo pela republicação da Panini mesmo, e dei uma lida rápida novamente para comentar nesse post. Sem dúvidas é o meu favorito de todos os três. É simples, tem bom ritmo, boas piadas, carisma, e resolve bem a sua problemática com um final marcante e bem construído.Se parar para pensar tem vários clichês, como aquele vilão clássico de primeiro capítulo e a situação toda. Entretanto não se percebe isso em uma leitura normal, e é justamente isso que é necessário, não abdicar dos clichês, mas utiliza-los de forma que se integrem a história, sem ficar de forma descarada a ponto de nós percebemos “nossa…isso é muito clichê” no momento em que estamos lendo o capítulo.
    Realmente a perda do braço do Shanks é um furo de roteiro, dá para justificar sim dizendo que o Oda não poderia ter planejado tudo o que iria acontecer logo de início, e também como o Shanks iria se mostrar dali para frente, entretanto isso não anula o fato de ser um furo de roteiro, justifica o acontecimento, mas não o encobre, é basicamente a mesma situação que ocorre com o começo tão apressado no capítulo de Naruto.

    Outra coisa que poderia dizer, aquela 1° página de One Piece é excelente. Ela resume o mundo do mangá e explica o objetivo que o Luffy deseja alcançar(e depois, o de vários outros piratas) em apenas uma página. Ela é tida como referência entre vários autores, alguns quadros e falas bem posicionadas e ali está a introdução de um dos melhores mangás mainstream que existem atualmente.

    Uma comparação que considero interessante a ser feita, é o que também foi comentado sobre o que esses 1° capítulos representam para a posterioridade da história. Acho que o 1° capítulo de One Piece representa 100% do mangá. Ele pode não ter informações muito relevantes sobre o mundo além da existência de piratas e do sistema de recompensas, no entanto ele desenvolve o protagonista da história de forma divertida e já apresenta o ritmo, a narrativa, e a forma de ver o mundo que iremos conhecer melhor ao longo da história. Basicamente o estilo do One Piece continua o mesmo no decorrer dos anos com poucas modificações, com o mesmo objetivo principal o mesmo estilo de piadas, praticamente o mesmo estilo narrativo(com melhoras). Representa basicamente todo o espírito do mangá. Toriko também tem praticamente a mesma situação, só não considero como 100% porque não houve nenhuma captura ou luta no primeiro capítulo. Mas toda a missão do Crocodilo Galala consegue representar com exatidão o que é o Toriko que veremos depois dali, então o 1° capítulo corresponde a uns 70 a 80% do mangá. Já Naruto houve uma mudança de foco bem mais significativa no enredo e a relação entre Naruto e a Vila e a Raposa de Nove Caldas já passou a ser um foco relativamente secundário, no entanto perdurou durante boa parte da história e tem uma importância relevante para o momento atual, então capítulo representaria a 50 a 60% do que Naruto corresponde atualmente.

    Finalmente, concluo colocando o pedido Rank das colocações dos 1° capítulos dos 3 mangás.

    1- One Piece
    2- Toriko
    3- Naruto

    Ótimo Podcast como sempre

  4. Eu to com stardust memories no computador a muito tempo e nunca li, vou ver se leio agora.

    Em relação a perda do braço do Shanks, eu acho que uma justificativa seria que aquilo foi a uns 10 anos atrás(não sei ao certo) e então ele foi evoluindo enquanto navegava(igual ao Luffy) e bla bla bla…. acho um furo de roteiro, mas que não prejudica muito a história(porém nunca é bom ter furos de roteiro)..

    Também achei o de Toriko o melhor primeiro capitulo.

  5. Ótimo programa, com um pouco de nostalgia. Foi uma ótima ideia analisar os primeiros capítulos. Pra mim, o primeiro capítulo de Toriko é realmente interessante, mas segue outro estilo, diferente dos demais, e por isso a comparação ficar mais complicada. Como histórias fechadas, eu achei One Piece e Naruto bons. A trama do primeiro capítulo de One Piece é interessante e fala bastante de como vai ser o mangá, com comédia, ação, proteger os amigos e tudo mais. Estou acompanhando o mangá pela Panini, então não sei totalmente como ele respeita ou desrespeita o resto da obra. Acho a trama de Naruto bem mais contida, parecendo um oneshot muito diferente da série. A mudança de Naruto é mais do que visível, chega a ser gritante, o que eu não acho muito bom, já que parece que o Kishimoto não sabia bem o que fazer com a série, não sabia o caminho que ia seguir. Mesmo assim, como oneshot, achei bastante interessante, com ideias legais e uma trama boa. Até o Mizuki funciona se pensarmos na trama de maneira fechada, pois é mais um elemento que ajuda a mover a trama, parece que nada fica totalmente solto, tudo tem utilidade na trama do primeiro capítulo. Toriko é a mais atual e com o estilo mais diferente, tendo um gancho forte no fim, apresentando os personagens de outra maneira, é bastante peculiar e esse foi um dos grandes trunfos do capítulo. Não funciona perfeitamente como história fechada porque não é, mas isso faz muito mais sentido, já que é uma série que começava ali. Acho questionável essa atitude da Jump de fazer o primeiro capítulo como um one shot, pois é uma série, afinal. Algo que gostaria de citar é o one shot antes da serialização de Naruto. Assim como ler o primeiro capítulo é nostálgico e interessante, ler essa outra visão da história, essa realidade alternativa do mundo de Naruto, também é interessante e engraçado, principalmente por ver armas de fogo e Naruto virando uma mini raposa.

    • Acho que fazer o primeiro capítulo como “One-shot” acaba sendo algo mais do autor do que da Jump em si. Imagino que a quantidade de páginas seja convidativa para esse tipo de abordagem, bem como a política de tentar prender o leitor desde o começo.

      O que eu acho uma besteira, porque nada vai prender mais o leitor do que um cliffhanger, se for bem construído. Na história recente, consigo pensar em Toriko e Psyren que fizeram essa abordagem. E, bem, um funcionou com o público, o outro nem tanto (embora tenha até sobrevivido bastante).

    • Lá na Gear Second, uma comunidade no orkut onde a galera discute os capítulos atuais de One Piece, já surgiram com essa teoria no passado, de que o Teach tem alguma composição biológica que o faz ser “três”, de alguma forma, pela quantidade de coisas relacionadas a 3 com ele (3 cicatrizes no Shanks, 3 armas que ele carrega, 3 cabeças na bandeira…).

      Na ocasião, a teoria que mais “aceitavam” era de que ele teria 3 corações, mas essa parece tão boa quanto. Que ele tem algo de especial, isso é fato. E o Oda tá cheio de espaço pra desenvolver algo legal. Se for três corações, se for quimerismo, aceito feliz ambos, porque ele já plantou todas as ideias.

  6. Não tenho nada de significativo a acrescentar, apenas esclarecer que é padrão na Shonen Jump “recententemente” série nova ganhar página colorida no segundo capítulo, não tendo sido algo especial para “Toriko”.

    • Eu comentei página colorida DE ABERTURA, que normalmente são 3 páginas, uma simples e uma dupla, logo no começo da revista. Essa sim, é rara de acontecer no segundo capítulo (na real, nunca vi outro caso além de Toriko).

      Poxa, fiquei até ofendido de achar que eu não sabia desse costume da Shonen Jump!

  7. Bom, vamos lá! Inicialmente sobre as notas vocês me fizeram ter uma baita reflexão, de séries que fazem coisas pra vender, e só fez minha admiração por Evangelion subir mais, pois apesar de terem sempre que arrumar coisas pra “vender” a Rei e Ayanami e mesmo assim a série é foda!
    Bom não deu pra reler os primeiros capítulos, então vai de memória, sem ter muito que acrescentar:
    – One Piece
    – Naruto
    – Toriko
    Realmente em Naruto o Mizuki podia ter sido melhor aproveitado, podiam ter ligado ele ao Orochimaru, ou alguma coisa assim, realmente daria pra fazer um plot legal.
    Aliás, não sei por que guardei o nome do Mizuki e na atualidade não sei o nome de nenhum dos hokages ou do povo das outras vilas que estão na guerra.
    Já em One Piece é falha mesmo, o Oda mesmo já não falou que inicialmente One Piece ia durar5 ou 10 anos, não lembro bem e depois resolver mudar e virar o que virar hoje.
    Das séries mainstream acho bom os começos de FullMetal e Gantz. É engraçado, como tem série que tem um 1º capitulo bem estruturado que explica o mundo e depois fica arrastado, foi o que notei em Nura.
    E preciso correr atrás já to atrasado nas recomendações de vocês.

  8. One Piece me surpreendeu eu nunca tinha lido o primeiro CAP. , eu ja comecei no final da saga dos tritões, entam pra min o manga começava igual o anime , eu gostei do primeiro CAP. foi o melhor dos 3, na minha opinião…..

    Toriko é o segundo melhor, eu achei que não ia gosta mas deu pra ler o CAP. inteiro, achei o mundo absurdo,o Toriko pescando um peixe com um grilo de uns 12 m muito loco isso ,vou tentar continuar lendo ate alcançar os cap atuais…

    Ja Naruto, se eu tive-se começado pelo manga acho que não passaria do primeiro cap. achei muito lento , muito texto, me deu sono…

    São essas minhas primeiras impressões sobre os primeiros CAP. ….

  9. Sobre o Shanks ter usado o haki ou não no primeiro capitulo, o Oda é um cara que leva as onomatopeias muito a sério, e sempre que alguem sofre os efeitos do haki é usado o “biri biri” e é essa onomatopeia que aparece ao lado do monstro. Um texto bem legal sobre o haki:

    http://romancedawnbeta.wordpress.com/2012/10/01/o-advento-da-ambicao-em-one-piece-fatos-teorias-especulacoes/

    Sobre a ordem em que vocês falam sobre as séries, que tal comentarem na ordem em que elas forem rankeadas na Jump na semana em questão?

    http://clock-up.forum-livre.com/

  10. falando nos tres mangas teve naruto,one piece e toriko no dia 27/12 mas nao teve analise desse capitulos pq praticamente foi vazado e bem proximo do fim de ano (emfim, so pra avisar disso vcs acabarao ficando atrasados um pouco na programaçao dos proximos).

  11. Pingback: Mangá² #42 – Entrando no Mundo dos Mangás | Ao Quadrado ²·

  12. Pingback: Mangá² #94 – Primeiros Capítulos 2: Fairy Tail, Bleach, Fullmetal Alchemist | AoQuadrado²·

  13. Pingback: Mangá² #116 – É o Começo | AoQuadrado²·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s