Mangá² #19 – Ecchi (feat. Fábio Urso)

Sejam novamente bem vindos ao décimo nono episódio do Mangá², seu podcast semanal sobre mangás!

Recebemos o nosso segundo convidado ilustre neste podcast: Fábio Urso, do Video Quest. Neste programa, temos um papo descontraído sobre o polêmico Ecchi, a putaria tão comum em mangás e animes, e fazemos uma análise social do japão contemporâneo, tentando desvendar os motivos pra tal comportamento.

Nos comentários semanais, falamos sobre os velhos barbudos dos battle-shonens em Toriko, analisamos todos os erros do primeiro capítulo de Hungry Joker e, com a participação de Fábio Urso, comentamos sobre o programa de distribuição de células de madeira e sharingans em Naruto.

E na nova recomendação da semana do nosso convidado especial, o Urso escolhe falar sobre um comics (pela primeira vez no Mangá²) que aborda sexualidade, e uma doença venérea que te faz criar um rabo!

Contato

O seu contato é muito importante pra nós! Queremos sempre a sua participação comentando os capítulos, a pauta sugerida, enviando sugestões de leitura, pedidos de sugestões específicas, elogios e críticas em geral, qualquer coisa!

O email para contato é: contato@aoquadra.do

Cronologia do episódio

(00:00:21) Discussão da Semana: Ecchi (feat Fábio Urso)

(00:27:29) Leitura de Emails

(00:41:20) Toriko 212 – Surgem os Competidores!!
(00:46:15) Hungry Joker 01 – A Descoberta da Maçã
(01:00:00) Naruto 609 – O Fim

(01:08:46) Recomendação da Semana, por Fábio Urso – Black Hole

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

48 Respostas para “Mangá² #19 – Ecchi (feat. Fábio Urso)

  1. Lembrei de um exemplo de ecchi que achei bem feito. Em Sayonara Zetsubou Sensei (o anime, porque não li o mangá) existem muitas cenas que sugerem e são construídas pra que pareçam as típicas cenas de ecchi revelando garotas semi-nuas em ângulos sugestivos e situações clichê. Daí quando finalmente mostra, é isso que ganhamos: http://xorsyst.com/wp-content/uploads/2008/04/sayonara-zetsubou-sensei-01.jpg

    Tudo de interessante da cena é censurado por fotos do assistente do Koji Kumeta, conhecido como Maeda-kun. Isso é só um exemplo, porque (até onde sei) é uma piada recorrente do Kumeta fazer cenas sugestivamente eróticas que são subvertidas logo em seguida.

  2. FIRST! Ta, é piada.

    Então, ótimo programa. Queria pedir uma coisa, se não for muito incômodo. Todos sabem da importância do inglês para a (vida) leitura de mangás, principalmente para quem quer dar um passo além. Então, gostaria que vocês fizessem um guia ou dessem algumas dicas sobre como fazer isso. Não sei se essas dicas existem, mas talvez indicar alguns bons mangás para se começar lendo em inglês, alguma técnica secreta para iniciantes, ou qualquer coisa assim. Acho que isso ajudaria bastante o pessoal, se for possível. Desde já, agradeço.

    • Não sou do site, mas acho que posso dar uma dica. Aconselho a começar com mangas de linguagem mais simples como Doraemon, Eternal Sabbath, Homunculus, Crows (esse tem bastante gíria, mas com o tempo você se acostuma), etc. Mas tentar aprender inglês “na marra” só lendo não é tão eficaz quanto comprar e estudar um bom livro de gramática. Eu aconselho os livros da série “English Grammar in Use”; são 3 livros: o básico (capa vermelha), intermediário (capa azul) e avançado (capa verde).

    • Leonardo, vou comentar aqui porque não sei se vai dar pra encaixar isso na leitura de emails.
      A gente meio que tinha planejado falar disso no programa que falamos do MangaUpdates e todas essas coisas, mas acabou ficando corrido e nem falamos direito. E não sei se vai dar pra encaixar em outro tema portanto…

      Minha sugestão é que leia com um dicionário do lado, ou o Google Translator. No começo é bem incômodo ficar parando toda hora, mas a melhor forma de aprender qualquer coisa é pela repetição. Um amigo meu também diz que se você tiver um dicionário Inglês-Inglês (que explica um termo em inglês com outro termo em inglês mais simples) ajuda muito a aprender vocabulário, mas essa experiência eu não tive.

      O difícil é que não tem receita de bolo, depende do aprendizado de cada um. Tem gente que aprende palavras só lendo; eu por exemplo, aprendo melhor ouvindo, então sempre tento estar exposto a áudio na língua. Você precisa perceber qual é sua melhor forma de memorização de vocabulário e investir nela. Aprendendo palavras, ortografia vem de brinde devagar (tempo verbal é algo que até hoje nem sei direito).

      E aula de colégio, mesmo que bem fraquinha, é uma ótima base pra pegar o jeito da coisa, então nada de matar aula!

  3. realmente não lembro de nenhum ecchi que seja realmente bom,acho que o único propósito é a putaria mesmo.
    sei que vocês vão falar de bleach mas gostaria que falassem de nisekoi que estou achando muito bom com uma história “diferente” do battle shounen com personagens carismáticos e muito engraçados e também umas boas trolladas do autor.
    achei muito bom o programa vocês sempre falam bem dos assunto com argumentos bem elaborados e sempre me apresentam ótimos mangas como Solanin,The Music of Marie,It’s Not My Fault That I’m Not Popular!,Koganeiro. os acompanho desde o manga² 7 e virei fã. continuem sempre com o ótimo trabalho e com as piadas de judeus o/

  4. Se vocês procurarem qualquer Anime Ecchi no MyAnimeList, entre os gêneros, a Comédia está sempre incluída. Sou um fã de Ecchi e não levo nenhum dos Animes pro lado da putaria, a comédia é o que faz o Ecchi. Sério, os Animes onde eu mais me raxo de rir são Ecchis.

    Eu não assisto Hentai justamente porque não consigo sentir tesão algum por um DESENHO, nada contra quem consegue.

    E eu separo Ecchi normal de Fan Service. Soul Eater por exemplo tem fan service porque ele NÃO FOI FEITO para o Ecchi, Soul Eater é um Shounen. Mas tem casos de Animes que foram direcionados para o gênero Ecchi, como To-Love-Ru e Highschool DxD.

  5. aff odeio isso quando eu to comentanto e post sozinho mais enfim… pra mim esse mangas ai de cima tem uma putaria ate q legalzinho confirao e dps me digao se algo se aproveita

  6. Vou chutar o balde do puritanismo mesmo e to nem aí se vcs forem ter um ataque besta de constrangimento.

    Um manga ecchi que acho muito divertido é Nana to Kaoru. E o seu tema é o sadomasoquismo. Eu sei exatamente o que vcs tão pensando. A ideia causa estranheza, os leitores não devem passar de uns otakus virgens pervertidos e o autor não tinha capacidade de fazer algo melhor. E muito disso pode ser verdade mesmo. Mas se a proposta de toda forma de arte é falar sobre o mundo, então pq não falar um pouco sobre essa parte do mundo?

    Mas a historia tem mais seriedade do que parece (ok, ta bastante longe de ser um tratado sobre psicologia humana como alguns seinen). O autor realmente se preocupa em explicar algumas coisas do tema. E a arte é até comportada na medida do possível, já que eu não lembro nenhuma cena de nudez. No máximo, o típico maiô e algumas enquadrações básicas. E o mangaka sabe passar uma tensão e sensualidade massa nas situações, descrevendo cada pensamento dos personagens, os corações batendo, uns closes na boca da Nana quando ela passa a lingua nos lábios. O desenvolvimento dos personagens e da relação é progressivo e consistente.

    Enfim, se vc se permitir, é um manga que pode causar uma agradavel surpresa. Já vi até uma boa quantidade de mulheres elogiando manga. Não que o senso crítico delas seja melhor que o dos homens. Mas pra uma garota aprovar um ecchi, tem que ser no mínimo interessante.

  7. Só vou deixar uma citação aqui “Ecchi, it’s a bit of an acquired taste…”.

    Talvez mande um hate e-mail depois, pois tem muito o que hatear, como um entusiasta do gênero. Fiquem ai com seus psicológicos de merda!

    • Não discordo que GTO seja bom, mas acho que o ecchi é totalmente irrelevante nesse sentido. Seria um mangá igualmente bom sem o ecchi.

      Um exemplo que me vem à mente é Hoshi no Samidare, que em certos momentos tem “Ah, panty shot”, mas nem isso dá, é uma parte muito pequena da obra. Penso em caras como o Kenji Tsuruta e o Dowman Sayman, que usam nudismo e tal, mas o termo ecchi não se aplica direito a eles.

      Realmente não consigo lembrar de um exemplo.

      • eu ja discordo sobre ser desnecessário o echii no GTO pois o personagem é tarado, em relação ao Onizuka acho que é bem encaixado

  8. Estranho, você colocou hetai nas tags em vez de hentai.

    Revistas hentai tem um monte, Comic LO, Comic Masyo, Comic Aun, Comic Tenma, etc.

    Isso que o Judeu falou, da censura alterar como o pornô no Japão é feito, é a mais pura verdade. O próprio Toshio Maeda, considerado o mestre do hentai com tentáculos, disse que começou a desenhar tentáculos porque pênis seriam censurados, mas tentáculos não.

    Sobre ecchis bem feitos ou utilizados, tem a Motoko Kusanagi de GitS, os plugsuits em Evangelion, os pantyshots de GTO, Golden Boy, mas não dá pra dizer que essas séries dependem só do fanservice.

    E o Judeu tá errado nisso de fetiche por ocidentais, lá no Japão tem uma revista masculina dedicada só a ocidentais. E vende bem.

    • Aliás a Manga Erotics F não é uma revista hentai, mas sim uma revista em que algumas histórias contém sexo, o que não é a mesma coisa.

      • Sim, eu sei. Comentei como uma zuera, mas ninguém presente sacou isso. Inclusive é a revista que saiu justamente o próprio A Girl By The Sea que usei pra exemplificar algo “não-ecchi/hentai”.

  9. Recomendação? Tenta dar uma olhada em Onepunch-man. É um mangá online da Jump, já tem 18 caps. lançados, mas os scans tão meio atrás. E talvez o termo que você estivesse procurando sobre Hungry Joker seria falta de originalidade?

  10. incrivel como a presença do urso aumenta a quantidade de comentarios
    sobre o tema dessa semana ,exitem mangás sim onde o echi é necessario para o enrredo mesmo tais mangás serem raros,um exemplo que consigo lembrar agora é Futari Echi ,um mangá onde o echi é algo indispensavel para a historia em si
    sobre mangás estragados por ter echi onde não devia ,com toda certeza vale uma citação a campione ,um mangá sobre uma guerra mitologia entre deuses de varias mitologias diferentes onde o protagonista tinha que enfrentar tais deuses ,mas a partir do quarto capitulo tudo é arruinado por um echi desnecessario jogado na historia
    sobre hugry joker,li o one shot quando ele saiu a muito tempo atras e estava no aguardo da serie ser lançada ,as mundanças feitas do one shot pra serie ficaram muito boas ,mas não achei tudo isso que o pessoa ta comentando tambem tenho a impresao que vai ser o mesmo caso de sensei no bulge ,um mangá muito superestimado pelo povo ,que no fim não durou nem 20 capitulos.
    e concordo com o que o estranho falou do povo querer ver o surgimento de um classico,e daqui a 10 anos ´poder dizer pra um otakinho da nova geração ,”eu vi quando esse mangá esteou” ,pelo menos eu gostaria ,mas acredito que dos mangás novos o unico com um minimo de chance de se tornar um classico seja AC (assacination classion) ,ja que o mangá esta indo bem ate de mais pra um novato o primeiro volume teve uma reimpresão tripla na primeira semana ,e isso não acontece na historia da jump desde death note

  11. Senti vocês muito ranzinzas quanto o Hungry Joker… O Judeu mesmo disse que não vai continuar lendo… A série tem bastante potencial.

    Acredito que o primeiro capítulo terminou onde terminou por escolha editorial, pra ter um final impactante. Acredito que mostrar de cara o poder do protagonista foi um boa escolha, assim como foi com Bleach ou até mesmo One Piece, algo muito normal.

    Sobre Naruto: Vocês deixaram de comentar a grande jogada da Kurama…

    Agora, que merda de escolha foi aquela do Kakashi sair da outra dimensão por vontade própria…???!!! Por que ele não continuou lá dentro se era mais vantajoso…? E por que ele não fez algo mais útil do que só socar o Obito…?

    Tenho saudade daquele “Kakashi no sharingan”… Ele teria feito algo a mais, teria sim.

    Já tô vendo o Kishimoto mudar o foco da trama… Tô prevendo uma mudança de câmera pro caso dos Hokages… Vish! Muito chato!

  12. sobre hungry joker não acho que eles foram muito longe na questao do poder do haiji, no fundo o poder dele se baseou em aumentar e diminuir a força em uma certa area, o golpe final foi apenas uma consequencia fisica pois quanto menor a area de atuaçao de uma força maior será a sua pressão, por isso se ele é tao calmo e inteligente como parece eu acho que é totalmente plausivel que ele tenha dedusido isso desse ponto. sobre os Eurekas ninguem falou que eles são os usuarios da akum…, quer dizer da fruta proibida acho que nesse ponto vocês foram um tanto quanto imediatistas, podem ser pessoas que buscam pelo mesmo conhecimento que o haiji ou coisa assim como um bishokuya do toriko ou um pirata do one piece, que tem um objetivo em comum e por isso eles tem esse nome.
    Nao achei o final perfeito mas eu gostei pois ele colocou mais uma questão no ar “quem é o superior do haiji e oque que ele sabe sabre tudo isso”. De resto eu concordo com tudo que vocês disseram, mas vou continuar lendo pois quero saber como é que o autor vai trabalhar os mistérios

    • Bom, não dá pra dizer que não fomos imediatistas mesmo. Na real, nos comentários semanais, é quase sempre assim.
      Por exemplo, já percebemos que a fruta não é exatamente uma Akuma no Mi, pois não é definitivo. Ainda assim, muito do que foi falado se mantém.

  13. tenho uma recomendação de tema pra um podcast futuro “classico” afinal o que define um classico ,algumas pessoas simplesmente pensam que um classico é algo velho

  14. Ia mandar uma recomendação, mas TCC não dá tempo, então vou cortar o middleman.

    Yubisaki Milk Tea é um manga que combina o mais agressivo dos ecchi, contendo Lolicon, incesto, gender bender, yaoi, yuri; tudo feito pela a mesma pessoa. E ao mesmo tempo vai mostrando o lado psicológico disso tudo, a queda mental que vai acontecem com a pessoa.
    Sem duvida é uma leitura interessante, que fica grudada na memoria, mesmo sendo pelos motivos errados.

  15. Fiquei em dúvida do que foi pior, o one-shot ou a versão definitiva de Hungry Joker. O one-shot era pura e simplesmente feito para agradar o público de leitores genéricos da revista. Todo clichê que você pode achar em séries como Naruto, Bleach, One Piece, Dragon Ball e afins, você pode encontrar em Hungry Joker, em maior ou menor nível.

    Ele foi construído em cima dos elementos mais básicos de uma história de fantasia com pancadaria para jovens, sem falar no fanservice… Ah, como eu concordo com vocês; sinto cheiro de cancelamento no ar. Acho que não culpo o autor, há a necessidade de alterar e trabalhar a história de um modo que agrade uma massa acostumada com um tipo de produto, além de gerar espaço para a manutenção de uma obra que dure e gere dinheiro por muito tempo. Reciclemos a fórmula, mudemos o visual. Tempos negros, estes da atual fase da Jump.

  16. Achei que o estranho ia processar o Shimabukuro por roubar sua idéia de colocar um personagem padeiro em um mangá Batlle Shonen,no caso dele foi a Pipi.
    Esse foi só pra quem ouviu o podcast sobre shonen de porrada e clichês.

  17. Olá, queria fazer um pedido. Será que nos próximos podcasts vocês não poderiam disponibilizar a playlist que foi usada? Eu adoro as músicas que vocês colocam e muitas vezes não conheço a banda ou o nome. ^^

    *Fabio Urso mítico, precisa ser chamado mais vezes! xD

  18. cara um manga que o ecchi foi bem utilizado na construção de personagens foi em GTO, uma obra que reúne uma serie de personagens tarados, o diretor, onizuka entre outros, e no decorrer da obra existe um monte de ecchi retardado mais que n te ferem e nem te fazem desistir da obra.

  19. Gostei do cast 🙂
    Vocês são foda *-*

    “Tem uma explicação cultural por trás da putaria”
    kkkkkkkkkk, nunca que eu pensaria nisso, mas olhando direitinho, tem muito sentido xD

    Acho que High Scholl of the Dead foi estragado por ter Ecchi e olhe que eu nem assisti. Aquele anime deveria ser uma coisa bem séria e não uma amostra de peitos de colegiais.

  20. Eu tbm parei de ver o Zero No Tsukaima pelo Ecchi, acho que a unica obra Ecchi que eu realmente gostei foi o “B Gata H Kei!” , e um Ecchi, so que ele e diferente dos demais, começando pelo fato de ser uma garota querendo Perder a Virgindade ‘-‘
    e toda a trama se desenrola sobre o relacionamento dela com o Garoto que primeiramente ela queria apenas Transar, mas começa a desenvolver um sentimento, eu achei legal.
    e uma questão, vcs considerariam Aku no Hana Ecchi? ele trata sobre esse universo, apesar de tratar mais sobre o Anti Social e a pressão social no Jap~/ao, mas tbm tem Ecchi, vcs o consideram?
    E o Bem Vindo a NHK? que pra mostrar os pensamentos do Protagonista acabava mostrando uma cena mais pesada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s