Mangá² #18 – Demografia

Sejam bem vindos ao décimo oitavo episódio do Mangá², seu podcast semanal sobre mangás!

Na discussão deste semana, tivemos um interessante análise político-econômico-social sobre a classificação de mangás por demografias.

Na análise dos mangás da Jump, elogiamos uma saída elegante do Oda em One Piece, falamos de Bakuman em Toriko e xingamos a mesma merda de sempre em Naruto.

E na recomendação da semana, o novo mangá do mesmo desenhista de Onani Master Kurosawa.

NOVIDADE

Você por algum acaso já pensou que as nossas recomendações de mangás são todas furadas? Já se perguntou alguma vez se você mesmo poderia fazer melhor? Pois então esta é a sua chance! (mais informações no minuto 52:30 do podcast)

Contato

O seu contato é muito importante pra nós! Queremos sempre a sua participação comentando os capítulos, a pauta sugerida, enviando sugestões de leitura, pedidos de sugestões específicas, elogios e críticas em geral, qualquer coisa!

O email para contato é: contato@aoquadra.do

Links Comentados

Mangá² em que recomendamos Onani Master Kurosawa

Cronologia do Episódio

(00:18) Discussão da Semana: “Demografias”

(26:20) Leitura de Emails

(33:04) One Piece #687 – Mocha
(39:00) Toriko #211 – Abertura do Festival de Culinária
(46:20) Naruto #608 – A resolução de Kakashi versão brasileira: Alamo

(52:30) Recomendação da Semana – Koganeiro

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

27 Respostas para “Mangá² #18 – Demografia

  1. achei meio fraco esse podcast sobre demografia ,e sobre Onani Master Kurosawa confesso que só fui ler o mangá pois achei que era de putaria ,mas confesso que me surprendi com o mangá mesmo sendo amador e tudo mais, pretendo dar uma olhada nesse Koganeiro um dia ,e sobre as recomendações achei muito boa essa iniciativa talves depois eu mande alguma recomendação que tenho em mente

  2. achei meio fraco esse podcast sobre demografia ,e sobre Onani Master Kurosawa confesso que só fui ler o mangá pois achei que era de putaria ,mas confesso que me surprendi com o mangá mesmo sendo amador e tudo mais, pretendo dar uma olhada nesse Koganeiro um dia ,e sobre as recomendações achei muito boa essa iniciativa talves depois eu mande alguma recomendação que tenho em mente

  3. É, perderam o brilho mesmo.

    Brincadeiras a parte. Concordo com o falado sobre demografias e sua solução. Apesar de não achar 100% certo, falar de demografia como parte da obra, tem suas pequeninas vantagens. De tempos em tempos falo quero ler um shounen, isso pode significar milhões de tipos de obra, mas tenho em mente o especifico, um battle shounen, com amizade, gritaria e tudo mais.
    Isso pode até expandir, como por exemplo, Eyeshield 21 é um melhor shounen de esporte que Slam Dunk, apesar do universo querer discordar, a enfase fica no SHOUNEN de esporte, pois tem toda aquela gritaria, “poderes” e tudo que um “shounen” tem.

    Ideia de leitores mandarem recomendações é uma coisa bem legal, só vejo a distancia algo grade. Como é algo rápido incorporar em todos, junto com a normal de vocês, “especialistas” (hohoho) poderia deixar toda a ideia da recomendação mais “rica”, afinal teriam duas por semana.

    • Oloko, duas recomendações por semana vai fazer esgotar minha listinha rapidinho!

      Mas acho que algo que dá pra fazer é rodar a recomendação do leitor, e eu e o Judeu lermos e opinarmos juntos. Talvez torne mais interativa a descrição, não sei.
      Vamos experimentar.

  4. não me empouguei muito com o assunto sobre demografia ,só opinião pessoal é que já tinha chegado a discutir esse assunto antes com amigos e as conclusões foram quase as mesmas ,por isso não foi novidade pra min o assunto desse podcast

      • Acho (ACHO) que o cara escolheu mal as palavras. Ele não deve ter gostado muito porque ele já tinha noções sobre o que era a situação, então não aproveitou 100% o conteúdo porque já entendia o assunto abordado. Não foi novidade, digamos assim.

        Pra justificar “falta de empolgação” isso é perfeitamente válido. Daí pra dizer que foi ruim é um pulo complicado, e inválido enquanto sem bons argumentos.

  5. Não consegui achar nada em relação aos mangás direcionados aos idosos, nem em fórum gringo. Onde é que você achou isso, Judeu?

  6. acho que me expressei mal
    basicamente o tema tratado não me chamou a minha atenção ,não que o podcast em si tenha sido fraco
    não sei se consegui explicar direito

  7. Fiquei bem feliz em ver que vocês leram meu e-mail e ainda comentaram sobre ele no podcast,fico feliz em poder dar uma força aí para vocês. 🙂

    Obrigado.

  8. Sobre essa questão do barbeador, eu lembro de uma imagem que eu vi uns 2 anos atrás que mostrava que One Piece tinha um bom público na faixa dos 30 pra cima, talvez gente que lê desde o começo ou pegou dos filhos.

    E numa nota mais pessoal, eu comecei a ter barba aos 12 anos, então…

  9. ja mandei um email, mas queria fazer uma sugestão de tema.
    “introdução x desenvolvimento x final/desfecho, o que é mais importante?” ou alguma coisa parecida.

    eu particularmente sempre me empolgo mais com o final pois é a imagem final da obra, mas o desenvolvimento é muito importante também, um bom final pode fazer perdoar um desenvolvimento ruim, ou o contrario?.
    Enfim, acho um tempo que combina com o mangá²

  10. Sobre a demografia, acho que os próprios fãs já criam sub-categorias, não sei no Japão, mas se aqui já tem, lá deve ter mais ainda, talvez por isso as editoras não se importam em mudar o status atual, afinal uma mudança desça causaria muito reboliço atoa pras editoras, as vezes mexendo com os próprios patrocinadores.
    Aqui acho que a demografia aqui no Brasil seria: quadrinhos de Bancas Hqs, Mangás e Gibis e as Graphic Novels mais vistas nas livrarias. Até foi legal ver o Mauricio de Souza lançando Graphic Novels mais adultas com traços de artistas mais famosos para um público totalmente diferente do mangá e do gibi da Mônica.
    Opa vou tentar gravar a indicação, vamos ver se da certo. Vocês me fizeram viciar em It’s not my fault that i’m not popular, agora tenho que entrar na espera semanal, mas ta melhor que acompanhar semanalmente os da Shonen Jump.
    Apesar do Capitulo dessa semana com [SPOILERS]………………….. essa luta ta bem fraquinha, perto de outras lutas da própria série, espero que agora com o 10 caudas as coisas melhores, ou manda o Shikamaru pra lá que pelo menos a luta fica mais interessante.
    Falando em golpes repetidos, a Kyubbi também só usa aquele raio genérico ala Pokemon e Megazord, pó você é a Kyubbi ta na luta mostra um golpinho mais legal.

  11. *Aquele momento que você lembra que tinha esquecido de ler o que escreveu antes de postar e quando lê vê os mil erros que você cometeu*

  12. também acho q os fãs criam sub-demografias, por exemplo eu gosto muito de mangás de samurais e mangás com espadas em geral , mas não existe gênero “mangás de espada” mesmo tendo tantos dentro dessa descrição…. …………… não faço ideia de onde eu quero chegar com isso.

    vocês poderiam fazer um “mangá enquadrado” de onani master kurosawa.

    bom podcast , só não tenho o q falar sobre.

    • Você já está falando de gêneros, e demografias não são gêneros. O podcast inteiro foi dedicado a mostrar que demografias só servem para categorizar a idade do leitor, não o conteúdo do que é lido.

  13. Pingback: Mangá² #121 – Demografia 2: Do Japão pro Brasil | AoQuadrado²·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s