Mangá² #17 – A Morte em Death Note

Sejam bem vindos ao décimo sétimo episódio do Mangá², seu podcast semanal sobre mangás!

Na discussão da semana, conversamos sobre os impactos de enredo e culturais da morte principal do mangá Death Note. Essa discussão terá o spoiler enorme presente no mangá. Caso você esteja preso em 2007 e não tenha lido Death Note e não queira spoilers, pule toda a primeira parte do podcast!

Na análise dos mangás da Jump, trocamos discutir Toriko para fazer uma piada de judeu, falamos sobre as espadas do Zoro em One Piece, e, na ausência de Naruto, comentamos sobre tudo o que achamos de Assassination Classroom até aqui!

E na recomendação da semana, um mangá sobre salmões e uma pulga d’água filosófica!

Contato

O seu contato é muito importante pra nós! Queremos sempre a sua participação comentando os capítulos, a pauta sugerida, enviando sugestões de leitura, pedidos de sugestões específicas, elogios e críticas em geral, qualquer coisa!

O email para contato é: contato@aoquadra.do

Links Comentados

Mangá² #05 – Mangás Infinitos
Tópico no Batoto sobre “A Farsa” Mangafox
All Mangas Reader
Assassination Classroom, volume 1
Mangá² onde recomendamos Assassination Classroom

Cronologia do Episódio

(00:17) Discussão da Semana: “Mangá Enquadrado: A Morte em Death Note”

(21:50) Leitura de Emails

(35:10) Toriko #210 – Nail Gun
(38:51) One Piece #687 – Fera
(44:41) Assassination Classroom #16 – Tempo Ruído

(52:53) Recomendação da Semana – Crimsons: Akai Koukaishatachi

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

20 Respostas para “Mangá² #17 – A Morte em Death Note

  1. Fato interessante: mene na verdade é um tipo de sinônimo para meme na cultura online da Finlândia. Deve ser um tipo de subconsciente coletivo.

  2. muito bom o podcast,eu tambem queria ter tido a esperiencia de acompanhar death note semanalmente ,no maximo deve ter alguem no brasil que acom panhou o anime em exibição
    gostei muito de terem falado de AC acompanho desde o inicio um otimo mangá ,minha sugestao é de um podcast sobre “inspirações” ou seja o que levou autor X a fazer mangá X

    ps:vocês vão fazer um podcast de retrospectiva de 2012?

  3. muito bom o podcast,eu tambem queria ter tido a esperiencia de acompanhar death note semanalmente ,no maximo deve ter alguem no brasil que acom panhou o anime em exibição
    gostei muito de terem falado de AC acompanho desde o inicio um otimo mangá ,minha sugestao é de um podcast sobre “inspirações” ou seja o que levou autor X a fazer mangá X

    ps:vocês vão fazer um podcast de retrospectiva de 2012?

    • Valeu pela sugestão de tema, mas acho difícil conseguir ter conteúdo o bastante para falar em um podcast inteiro. Talvez encaixemos isso em outro tema.

      Sobre retrospectiva, provavelmente terá um ToCast sobre isso, sim.

      • Se você der uma olhada nos volumes iniciais de algumas séries, você descobre coisas legais, Hunter x Hunter o autor comenta que ele sempre quis escrever uma série com o nome repetindo, ele tinha posto outro nome mas já tinha uma série com nome parecido na época… Naruto não tinha a menor necessidade de por ninjas, não tem nada haver desde o inicio, e os conceitos são extremamente distorcidos, os níveis Genin Chunin Jounin são reais, mas coisas como “Chunin serem capitães e lideres nas guerras etc.” não teve muito sentido em nenhuma delas pois em konoha apenas crianças são genin,e a academia não ensina eles nem a subir em árvores.

        Death note veio de uma série Erase gun ou algo assim, em que era uma borracha que podia matar de alguma forma pessoas, então eles criaram um oneshot sobre uma criança que recebeu o caderno da morte, e ela não tinha tanto uma noção de quem ela estava matando ou se realmente isso tinha haver com as mortes ao redor.

        Acho que de séries populares a mais fiel a conceitos que eu já vi a animação “Avatar”, onde até mesmo os animais são uma referência a mitologia chinesa que até mesmo a fênix nos primeiros desenhos era uma chimera de tartaruga uns dois tipos de pássaro etc.

        Estou juntando vontade de ver AC mas já notei algumas similaridades do professor com o Slenderman.

        Apesar de toloveru seguir estereótipos, em Darkness eles colocaram uma situação mais direta com o submundo de uma outra história, Black Cat, do mesmo desenhista, onde ele carrega vários conceitos em nomes de armas etc. Esse eu não lembro muito, tenho que ler de novo, vale muito a pena.

        Bakuman é uma fonte de inspiração que mostra o reflexo dos mangakas que desenharam ela, mas o que chama a atenção no início – pelo menos de quem eu geralmente converso – não é falar sobre manga,isso Akira Toriyama fez um livro sobre isso, Makoto Raiku falava sobre alguns problemas com a editora etc – ele até fez um personagem baseado em conflitos pessoais iniciais como os de bakuman sobre seguir sonhos – Bakuman despencou quando notei que não tinha mais isso: Os monólogos, Mashiro é o narrador da série, e apesar de eu ter parado de gostar da série, ainda assim o primeiro capítulo valeu por toda ela, tanto que tenho o volume dele em port e em japa, onde o conflito não se trata apenas sobre mangá, mas como o mundo reage, como temos sonhos escondidos, suprimidos dos outros.

        Inspiration, inspiration everywhere

        E putz, eu sou muito burro, podia ter escrito isso num tópico do meu blog…

    • Deveria ser algo MUITO diferente das séries que temos, afinal a série trás uma dinâmica e um ritmo muito direto, capítulo 58 L morre no 59 já passou um bom tempo. Você nota que eles tentam fazer isso em Bakuman mas simplesmente não da certo.

      Eu não consigo ver AC como uma série boa, eu detestei o primeiro capítulo, estou juntando forças para fazer uma review dos 15 caps mas…

  4. Nail Gun = Pistola de pregos

    O livro que o cara tava olhando foi o livro que o Komatsu pegou na piramide

  5. Grande Podcast! Ainda mais analisando uma das séries que mais gostei nesse ano.
    Bom, comentando sobre o possível alongamento não desejado em Death Note, vocês notaram o desabafo que fizeram em Bakuman, logo no final quando tratam de Reversi? Ou eu que estou vendo coisas demais?

  6. Fazer aquele tipo de comentário.

    Acho que de todos os programas esse foi o mais fraco. A parte da discussão da semana sempre é o recheio, com a recomendação sendo um pão bom e “semanada” sendo um pão com mofo. E a de todas as discussões essa foi a mais “fútil”, por falta de uma palavra melhor. Foi como “o seu é azul não?” “Sim, é azul. Mas a tarde ele fica avermelhado” “É verdade” – um assunto obvio.

    Claro que isso pode ser algo totalmente biased da minha parte, mas é isso ai.

      • Não duvido que esse seja o caso, mas mesmo em Death Note tem outros temas que causariam uma discussão melhor; bem X mal e grey morals, por exemplo. Só sobre falar sobre a morte em particular pareceu algo simplório. Mas deve ser porque é normalfag mesmo.

  7. na verdade o rever si em bakuman foi uma alusão ao death note
    mas tipo os autores não podem simplesmente chegar falando “a editora me obrigpou a continuar o mangá”
    outro tema que eu gostaria que um dia fosse abordado seria “necessario ou faservice”
    basicmente seia falar sobre certas coisas que os autores colocam em seus e mangás e se realmente tem necessidade ou cara simplesmente fez pro mangá vender mais

  8. Como especialista no Tv Tropes devo alertá-lo que você usou o termo “The Watson” quando queria ter usado o termo “The Ishmael”(que devido à política de parar de usar nome de personagens como nome de tropes mudou o nome para Supporting Protagonist).

    The Watson é o personagem que não manja nada do universo da série e que algum manjão constantemente tem que explicar como funcionam as coisas para ele, e por tabela para o leitor.

  9. o que todo mundo lembra em death note sem duvidas é a morte do L
    normal falar disso ,mas claro não chega a ser um papo tão complexo quanto falar “quem esta certo”

  10. Bom, em animes tem o Kamina, que a história foi muito diferente depois do que acontece com ele, mas ainda seguindo a vontade dele, afinal ele que fazia a história andar e tomar o rumo que tomou, tanto que os personagens ficam bem perdidos depois disso, alguns acham a parte mais chata de Gurren, mas é só por causa do contraste com a ação que tinha todo o capítulo, apesar de ser um desenvolvimento de personagem muito bom.

    • Spoilers pesados de Tengen Toppa, caso tenha alguem que não assistiu ainda:

      Considerando que TTGL tem 26 episodios e Kamina morre no oitavo, quem reclama da parte posterior a sua morte deve ter achado o anime um grande porre. O cara apenas lutou contra Viral e um dos 4 generais.

      Mas de qualquer forma, o caso é completamente diferente. Desde o inicio, os produtores colocavam Simon como o protagonista, foi ele que encontrou o Core Drill, ativou o Lagann, já começa o primeiro episodio com spoilers do final com Simon adulto. Tudo sempre esteve planejado para ele tomar as redeas do anime.

      E ninguem ficou procurando fazer apenas o que ele queria, Genome estava mandando a humanidade debaixo da terra, lógico que rebelião teria que continuar. Não sabiam o que fazer por um tempo pq Kamina era um lider amado, mas logo que Simon tomou de vez o posto de protagonista, a brigada voltou aos eixos.

      Kamina era um personagem bom e maneiro, mas sua morte era necessaria para Simon vislumbrar seu proprio valor e conquistar as vitorias mais importantes. O próprio Kamina quando conversa com a Yoko sobre um incidente de escavação anos antes do ponto inicial da série fala que ficava encorajando, enquanto Simon fazia todo o trabalho para salvar os dois.

      E essa viuvez dos fãs pra cima dele é um saco.

      • Nunca falei que eles faziam o que o Kamina queria, mas que ele que dava a ignição.

        Eu sempre fui um fã do simon, mas você nota que o que fez a coisa a andar sempre foi o Kamina, a rebelião nunca passaria de uma resistência, e sem um comando parecido, eles nunca conseguiriam, até por que todo o poder de spiral é baseado em uma atitude de força de vontade. E a memória de Kamina é usada em diversos momentos, até mesmo quando eles estão presos em seus próprios sonhos, como Simon diz quando ele finalmente toma controle da situações, meu irmão vive nas minhas costas e em meu coração.

  11. mano pra mim foi o programa mais foda com o momento epico quando vcs fizerao o podcast como se tivessem acompanhando death note semanalmente e digo ainda mais pq vcs n fazem mais isso em outros programas o nome seria moment fuck

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s