Mangá² #15 – Qualidade vs Quantidade

Sejam bem vindos ao décimo quinto episódio do Mangá², seu podcast semanal sobre mangás!

Na discussão semanal, tentamos responder a pergunta primordial: vale mais a pena ler muitos mangás, ou poucos mas de qualidade? A pergunta parece simples, mas a resposta é mais complicada!

Na análise dos capítulos da Jump, discutimos sobre a falta de planejamento do Kishimoto em Naruto, trazemos uma teoria de ouvinte para o bambu em One Piece e comentamos sobre a cesta de comidas mais polêmica da história de Toriko.

E na recomendação da semana, uma mangá doloroso e desesperoso, que não é feito para te divertir.

Contato

O seu contato é muito importante pra nós! Queremos sempre a sua participação comentando os capítulos, a pauta sugerida, enviando sugestões de leitura, pedidos de sugestões específicas, elogios e críticas em geral, qualquer coisa!

O email para contato é: contato@aoquadra.do

Links Comentados

Webcomic coreana de terror famosa na internet

Cronologia do Episódio

(00:22) Discussão da Semana: “Qualidade vs Quantidade”

(17:00) Leitura de Emails

(26:39) Naruto #606 – O Mundo dos Sonhos
(31:30) One Piece #685 – Mononosuke, este é meu nome!
(38:09) Toriko #208 – A Quatro Besta, a Comida de Verdade

(45:17) Recomendação da Semana – It’s Not My Fault That I’m Not Popular!

Download (CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE E ESCOLHA A OPÇÃO “SALVAR DESTINO COMO…” OU “SALVAR LINK COMO…”)

22 Respostas para “Mangá² #15 – Qualidade vs Quantidade

  1. Death Note é mediano e Fairy Tail é uma merda.

    Poxa, que saco, não consigo encontrar nada relevante pra discordar. Parem de estar certos.

    • Particularmente acho Death Note muito bom, principalmente considerando o estilo de história e a revista em que saiu.
      Mas poderia ser melhor? Porra, poderia ter uns 6 volumes só! Seria muito mais enxuto e direto, mas acontece.

  2. Por que é que você pronuncia mou em vez de moe? Alguma piada que eu não entendo?

    Sobre essa história de obrigatório, isso não existe. O que existe, IMO, é uma lista de mangás essenciais num sentido de abertura de mente, mangás bons dentro dos seus gêneros que servem para abrir você descobrir mais sobre o que tem por aí pra não ficar restrito só numa “zona de segurança”(como a questão de só ler battle shounen, ou não ler yaoi).

    Fez sentido isso?

  3. Olá! Só queria dizer que quem não lê muito mangá, deixa de analisa-lo como tal, e o analisa como uma obra. Só queria ter alguma coisa pra falar, porque o papai Dolly tá sem audiência e me manda pra lugares legais da internet comentar. Tchaaaaaaaaaaau! *-*

  4. Mas e o que é qualidade? -brinks

    It’s Not My Fault That I’m Not Popular! – Uma série que eu já li e é hilária, apesar que os últimos caps estão mais fracos.

    Hmm… Para existir o bom tem que ter coisas ruins, o madara mesmo diz: “Enquanto haver luz, haverá sombras”. Fiquei muito feliz pela coincidência de vocês falarem algo sobre “Procurar algo a mais”, pois, eu sempre tive essa sensação – na verdade eu quase parei de ler mangás/ assistir animes pois não via graça na maioria – e a uma meia hora atrás tinha visto uma Review da Inglaterra se perguntando se os animes de hoje são piores do que os antigos.

    Não acredito muito em mangás essenciais, mas, para fazer reviews etc. Acredito que existam “pontos de referência em comum”, meu último post foi uma resposta bem interessante ao Anime Portifolio, e eu não usei referências como “O jeito que as meninas tem atitude no mangá do Pokemon Special” ou usaria um mangá pequeno como o I’m not Popular pra comparar algo, não que eles não sejam válidos, longe disso. Mas já notei que as pessoas não conseguem interpretar os exemplos quando usados, por não conhecerem, você não pode dizer que o ponto de ônibus fica logo depois do prédio azul, para uma pessoa cega.

    Eu já li comics coreanas o/ São muito boas. Tento ler comics do Dofus mas, só a animação (wakfu), terei de esperar a Ankama Shop.

    Gostei muito da resposta sobre NHK, eu acho que, o que faltou “o” final, a conclusão sobre tudo aquilo, que é o que o Sato tenta fazer ajudando o outro cara que ele encontrou no jogo, quando ele comenta la pelo cap 27 http://www.mangareader.net/965-38355-2/welcome-to-the-nhk/chapter-27.html onde ele que não tem moral nenhuma tenta ajudar alguém não muito melhor que ele, e ele mostra que não precisa de resposta alguma, o problema sobre isso é o drama de ele mesmo, parecer uma pessoa normal para quem está num estado mais depressivo do que ele. Pessoalmente, eu achei essa a melhor parte da série.

    Se quiserem ler meus comments de Naruto eu passei a um tempo http://jogress.wordpress.com/2012/10/18/naruto-606/ Quanto ao que você falou… A akatsuki era pra ser uma equipe de monstros, por isso o zetsu, kisame, Orochimaru, o unico humano seria o Itachi – seria mais parecido com hunter hunter do que já parecia – dai ele foi mudando de ideia lentamente http://www.mangareader.net/93-243-20/naruto/chapter-238.html tanto que não tinha nem rinnegan antes, e todo mundo achava que o yahiko era o Minato – o que seria um final melhor -q.

    Até mais o/

  5. So queria dizer q desculpa, por mais q tenha sombra do dom flamingo achei o cap de OP uma bosta =D

    Esse deve ser o comentario mais construtivo do ano lol

  6. Sobre Naruto não sei se é uma esperança tola, mas ainda acredito que talvez quando a batalha Tobi x Kakashi e Madara x Naruto, a própria luta do Zetsu começarem, sem dúvida Kishimoto vai explicar e retomar coisas e ai quem sabe ele não tira uma carta da manga.

    Sobre One Piece achei genial a ideia da akuma no mi “fabricada”, afinal se existisse uma akuma no mi no mundo real com certeza eles tentariam recriá-la.

    Sobre qualidade x quantidade.
    Na verdade acho que no comics americano é mais fácil ver essa diferença entre quantidade e qualidade, por exemplo o Batman, tem muita quantidade, é lançado desde 1941, mas você pode contar as histórias de qualidade que existem nesses 70 anos de personagem.

    No mangá pode ter obras essências de nicho, Shounens essências por exemplo, para você entender como o gênero funciona e suas ramificações. Por exemplo, Dragon Ball que para quem quer entender o batlle shounen moderno tem que ler Dragon Ball.

    Também infelizmente é a vida, sempre vai ter algo que não lemos, ou um gênero que não conhecemos.

    Sobre Uzumaki, achei e comprei perto de casa se não for bom vou pedir reembolso. Aliás para mim a melhor obra do Junji Ito não é de terror, é o Cat Diary onde ele conta sua vida e seus problemas com os gatos da mulher dele. É um volume só, mas é muito divertido.

    E também faço parte desse grupo de namorados que tenta “evangelizar” a namorada, ao menos to conseguindo fazer ela ler Monster.

    cya

  7. No final das contas, o conceito de qualidade é pessoal. Eu acho Code Geass uma porcaria, mais a maioria gosta. Isso não é síndrome do underground, é gosto mesmo. Bom podcast.

  8. bem pelo q eu entendi eu teria q ler uma boa “QUANTIDADE” de mangas pra poder diferencia os mangas de “QUALIDADE”. Queria aki apresenta uma disafio q pra proxima semana vcs recomendacem um yaoi (n q eu goste)…

  9. Qualidade isso se tratando de magas e relativo, vai por pessoa e tem que ser analisada de vários pontos de vista .
    Tem manga que tem uma historia de qualidade outro a arte o outro o arranjo etc….

    Em fim acho e vocês também que qualidade e relativamente liga a quantidade , se você começa com uma obra e acha ela foda… com o tempo você vai vendo mais obras e aquela que você leu anos atras parece uma obra de péssima qualidade ou não …

    Naruto ; vocês fizeram uma piada sem querer com o Hashirama ” ramificarão as células , tem célula pra todo lugar ” células tronco por que ele tem poder da vida la que cria arvores-tronco-arvores-tronco acho que eu rir e tbm tem o fato dela ter o poder de se multiplicar não entendo muito do assunto U.U

    OP:sou fanboy não tenho argumentos so sei que foi loco U.U

    Toriko: n leio >.<

    • Fico sem sentido em uma parti

      Correção: Acho que apenas eu percebi e ri e tbm tem o fato da célula tronco se multiplicar….***

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s