Top 5-1 – Armas Poderosas

O gênero que mais tem obras famosas aqui no ocidente (tirando o hentai) é o de mangás de ação. Porrada, aventura, lutas, esse tipo de coisa que a maioria das crianças e adolescentes homens japoneses gostam.

E como sabemos, o Japão é a terra dos exageros. Portanto nessas histórias de ação, não é nem um pouco incomum vermos as mais exageradas armas possíveis, seja em termos de formato, cores, habilidades ou níveis de poder. E o objetivo específico deste Top 5-1 é tentar listar as 5 mais poderosas (e a mais inútil) armas existentes em universos de mangás.

A regra é simples: o que conta é o poder específico da arma, e não o poder do personagem que a utiliza. Ou seja, ela precisa ser poderosa por si só.

Assim sendo, vamos tentar listá-las aqui. (e clique nas imagens se quiser ampliar)


5ª Posição – Punisher (Trigun)

Punisher (algo como punidora, ou justiceira) é uma arma enorme em forma de cruz possuída pelos melhores membros do “Olho de Michael“, um culto que existe no mangá Trigun. Em teoria, existem apenas dez dessas no mundo; e uma delas é possuída por Nicholas D. Wolfwood, o melhor (talvez o único bom) personagem do mangá todo. Aparentemente outras Punishers tem design levemente diferente, mas considerarei a arma específica de Wolfwood para esta posição.

Embora pareça desnecessariamente grande, a arma justifica seu formato: o seu braço mais comprido possui duas poderosas metralhadoras embutidas; o braço oposto a este, por sua vez, possui um lança-mísseis(!!). O anime e o mangá não tem um consenso quanto à usabilidade dos outros braços, e o autor é incompetente demais para fazer uma explanação mais lógica e completa de todas as funcionalidades da arma.

Como é dito no mangá, a Punisher é muito pesada, o que restringe um pouco sua usabilidade. Mas ainda assim, seu poderoso poder de fogo e, acima de tudo, sua capacidade estilística (tem um cara andando com uma cruz nas costas pelo deserto. Isso é estilo!), fizeram a Punisher conquistar a posição mais baixa deste Top 5-1.


4ª Posição – Derous Knife (Toriko)

Komatsu, chef de cozinha e parceiro de aventuras de Toriko, é um personagem com poder de luta nulo, e que sempre utilizou-se de facas convencionais para seu trabalho de cozinheiro. Em um dos arcos de história do mangá, que envolveu a busca pelo ingrediente Melk Stardust, a faca preferida de Komatsu quebrou-se e posteriormente foi reforjada pela herdeira do melhor afiador de facas do mundo.

Para essa reforja, foi utilizado o dente de um raro dragão, chamado Derous. O resultado? Com qualquer movimento simples de qualquer pessoa, aparentemente TUDO é cortado pela faca; não só objetos no alcance dela, como também por toda uma longa extensão onde o “corte” se expande. Komatsu, um ser humano sem qualquer força física extraordinária consegue cortar uma montanha com ela! UMA MONTANHA!

Esse poder de corte enorme e tão fácil de se usar é extraordinário e só não está mais acima neste top pois basicamente tudo no mangá é exagerado, e portanto o seu impacto cai um pouco. Mas ainda assim, sem dúvida alguma a Derous Knife é uma das mais simples e potentes armas já feitas.


3ª Posição – Espadas Claymore (Claymore)

Neste mangá, as guerreiras loiras da organização que age pelo mundo possuem uma espada e o título igual ao nome do mangá (Claymore, dã). A primeira vista, essas Claymores são espadas convencionais apenas com um design mais bonito e bem trabalho. Mas não se deixem enganar pela aparência simplória das mesmas; essas armas possuem apenas uma característica relevante, e só isso já as torna dignas de nota: elas são indestrutíveis.

Assim, embora as personagens do mangá não tenham descoberto de qual material são feitas, sabemos que absolutamente nada faz as espadas Claymore quebrarem, entortarem, racharem ou mesmo perderem o fio. Elas podem cortar qualquer coisa, contanto que a usuária da arma tenha a força necessária; e caso não tenha, a espada vai apenas resvalar e permanecer afiada.

Inclusive no mangá mesmo é notado que são espadas com capacidade muito acima da resistência dos adversários convencionais das guerreiras (uma ferramenta narrativa que será usada mais adiante no roteiro).

E isso tudo sem contar as diversas utilizações práticas de sobrevivência fora de lutas, como cortar madeira para uma fogueira, servir de lápide para guerreiras falecidas, ou apenas ser um encosto enquando as guerreiras sentam no chão. As claymores são as toalhas do mundo dos mangás.


2ª Posição – Graviton Beam Emitter (Blame!)

O protagonista de Blame!, Killy, é o portador desta poderosa arma. O Emissor de Raios Gravitacionais, em termos técnicos, emite um raio anti-gravitacional super condensado que repele qualquer coisa no seu raio de atuação. Em termos práticos, é isto que ele faz:

Um tiro atravessa qualquer coisa. QUALQUER COISA.

Ah, esse tiro é bonito e tudo mais, mas provavelmente é necessário uma arma gigante e desengonçada para gerar tal força, correto? Não! A maior vantagem da arma é seu tamanho: ela é uma pistola. E só.

E uma arma com tamanho poder destrutivo deve possuir alguma limitação, como um limite de tiros, correto? Não novamente! A pistola possui tiros infinitos, sem não necessita de nenhum tempo de recarga entre um tiro e outro.

Além disso, tirando duas ou três ocasiões bem específicas em que a arma não pôde ser utilizada, em todas as outras ela foi destruidora, e atravessou qualquer objeto sólido que postou-se em seu caminho. O único ponto contra a utilização da arma é seu recuo violentíssimo, semelhante àquela pequena arma do filme MIB, que é minúscula mas que cada tiro faz o atirador voar para trás.

Vale ressaltar que a pistola jamais precisou de manutenção por toda a obra, e é resistente a todos os tipos de ataques e danos externos, inclusive sobrevivendo a submersão em lava! E para efeitos meramente expositivos, é válido ressaltar também que a arma, em sua carga mais baixa, produz um raio que percorre 70 km de distância. Sim, só isso. Pouca coisa.


1ª Posição – Corrente de Andrômeda (Saint Seiya)

Mesmo o mangá sendo um jogo dos mil erros e todos sabermos que sua qualidade não é tão grande quanto o fator nostalgia faz algumas pessoas pensarem que é, ainda assim temos que considerar aqui todo o enorme poder atribuído pelo Kurumada às correntes da Armadura de Bronze de Andrômeda.

Para esta arma com uma usabilidade quase que inteiramente defensiva, é mais fácil listar em tópicos todas as habilidades e características presentes na corrente. Então temos:

Incrível durabilidade e capacidade de regeneração (talvez não tão durável quanto o lendário Escudo do Dragão, mas…);
Capacidade de detecção de ameaças e perigos, funcionando quase como um pêndulo de radiestesia (tipo a arma que o Lyserg usava em Shaman King), sempre reagindo ao perigo iminente, e muitas vezes apresentando o poder de detectar a localização dos inimigos;
– Natureza defensiva, que age para defender o usuário e atacar os adversários mesmo sem comando direto de seu dono;
– Capacidade de geração de um choque de pelo menos 10.000 volts (não sei o que o número em si significa, mas é grande!);
Capacidade de esticar-se por anos-luz (!), conseguindo inclusive penetrar no tecido do espaço-tempo para atingir distâncias enormes.

Em teoria, as correntes são a defesa perfeita e possuem um alcance praticamente infinito. O único problema delas é serem acompanhadas por uma armadura rosa e pelo Shun. No final das contas, talvez o grande feito das correntes tenham sido fazer o Shun estar no topo de algum top 5 na vida dele.



Posição -1 – Zanbatou (Rurouni Kenshin)

Quando surgem no mangá os boatos da existência do guerreiro Zanza, que carrega uma enorme espada, nós leitores ficamos impressionados. Também pudera: um personagem com o ideograma de “mau” nas costas carregando uma enorme espada é de fato uma imagem impactante. Mas aí Kenshin enfrenta Sanosuke e descobrimos que a espada tem mais problemas do que vantagens.

A Zanbatou é uma espada grande e, portanto, lerda, desajeitada, difícil de manipular, com uma limitação enorme de possíveis movimentos e, além de tudo, não possui fio! A inutilidade da espada é tanta que após ela ser quebrada pela primeira vez, Sanosuke passa a lutar exclusivamente com os punhos. A Zanbatou só vai fazer seu retorno bem adiante no mangá, e será apenas como alívio cômico.

Já quebrou

Além de ser uma arma belicamente inviável, a Zanbatou de Sanosuke está aqui também para representar toda uma categoria de armas: aquelas que são visualmente impressionantes, mas efetivamente inúteis. Especialmente espadas enormes. De uma forma geral, animes e mangás tentam tornar espadas gigantes em armas funcionais, acrescentando uma agilidade ilógica na movimentação das mesmas; mas a Zanbatou é honesta conosco e nos mostra qual é a verdadeira realidade das espadas gigantes. E por isso conquistou este local de “honra” neste top.

—————

E aí, leitor? Na sua opinião, quais são as armas poderosíssimas que ficaram faltando neste Top 5-1?

7 Respostas para “Top 5-1 – Armas Poderosas

  1. Foi um susto ver a corrente de andromêda em primeiro (por conta de tanto haterismo da série), mas eu concordo totalmente a posição que ela recebeu.

    Eu acho que faltou incluir a Dragonslayer do Gatts… mas talvez ela não tenha tanto atrativo assim para ser integrado na lista, se comparado as outras armas.

    • A Dragonslayer entra no patamar da Zanbatou. Adoro as 2 espadas mas tenho que concordar com o Estranho.

      A espada que Gatts manipula só consegue ganhar crédito por conta do próprio personagem que a manuseia (fora a lenda que ela carrega), agora se for parar pra analisar ela como uma arma realmente efetiva o resultado já é outro.

      • Mano, mas o é diferente, o Gutts sabe usar a DS. Espada de 1001 utilidades pra ele, já usou pra salto com vara, pra planar sobre corrente de vento, pra matar insecto, só falta ser grill essa maravilha.

        • Usou tbem como escudo… No caso da Dragonsalayer, ela e a arma perfeita para Gutts, já que ele luta com demônios e as vezes tem q matar muitos adversarios de uma vez só!

  2. Li o título e pensei de cara na pistola gravitacional do Kily, muito bom vê-la aí =) Mas como eu já pensava em comentar desde sempre, tive que procurar nos outros mangás que leio alguma que talvez fosse digna de estar nessa lista, e encontrei apenas uma: a espada revestida com um filme molecular que permite cortar praticamente qualquer coisa (em nível molecular) do protagonista de Until Death Do Us Part. Não parece grande coisa em vista de algumas armas dessa lista, mas considerando que esse é um mangá que pretende ter leis físicas em geral semelhantes às do nosso mundo, ela é bastante poderosa sim. E o arco atual da história (atual no scanlation né, não sei se o original já passou disso) trata justamente de superarmas feitas com metamateriais. Recomendo.

  3. A corrente de andrômeda na teoria é uma beleza, mas na hora das lutas é uma bosta igual todas as outras armaduras de bronze, eu acho. O resto concordo e acho da hora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s