Primeiras Impressões – Crimsons: Akai Koukaishatachi

É um battle shounen com peixes.

E é por isso que eu recomendo: Crimsons, Akai Koukaishatachi.

..

.

É, acho que vou ter que desenvolver um pouco mais isso.

Mais um daqueles mangás que encontrei sem querer, Crimsons: Akai Koukaishatachi (do ainda novato Takanori Kanno) começou sua publicação em 2011 pela “revista online” da Shogakukan, Club Sunday.

A premissa é simples, mas muito original ao mesmo tempo. Um grupo de salmões tem vivido escassamente em pequeno lago por gerações, até que um dia, devido à tirania de um salmão mais adulto, este grupo resolve se rebelar e fugir para o alto-mar (lugar do qual sabem muito pouco, somente que vieram de lá), onde histórias contam que encontrariam comida em abundância. Mas isso não será nada fácil e vários desafios irão surgir pelo caminho.

Não há muito o que falar, somente 6 capítulos foram lançados até agora, mas mesmo assim, do pouco que li, gostei bastante. Adorei a ousadia do autor de fazer algo assim, só na internet mesmo que algum editor liberaria a publicação de uma história sobre peixes, é uma pena, porque seria algo que poderia dar certo.. MESMO (talvez).

O bom é que alguns detalhes fazem deste mangá ser algo além de um Nemo-japonês. No começo e no fim de cada capítulo por exemplo, temos os niilistas/megalomaníacos/deprimentes pensamentos de uma pulga d’água. São duas com belas reflexões existenciais, coisas que talvez te farão realmente refletir sobre a vida, é um recurso que só seria cabível mesmo em uma publicação online, o que é ótimo, o autor está usando com o maior prazer o espaço que lhe foi dado.

Interessante também é que todo o mangá foi feito com a consulta de um Oceanólogo (ou alguma coisa assim, sei lá), então, tirando algumas liberdades poéticas (peixes não tem cara, nem conversam), os acontecimentos do mangá tem muita base verdadeira. Isso não te acrescenta em nada, mas, sei lá… mangá é cultura também.

O autor também sabe alternar de forma interessante entre o núcleo dos peixes e o núcleo de uma uma aluno apaixonada por seu professor e como o caminhos de todos se entrelaçam (só escrevendo isso agora foi que percebi o quão ridículo soa, mas acreditem, é legal).

Enfim, a publicação aparentemente é mensal e o scan que cuida não parece atrasar a obra, vamos ver e aguardar ansiosos para o que essa obra maluca nos guarda mais pra frente. Até lá, só fica a dica:

http://www.batoto.net/read/_/93762/crimsons_ch1_by_project-bite-me-scanlations

5 Respostas para “Primeiras Impressões – Crimsons: Akai Koukaishatachi

  1. Uma coisa bem legal que vi nesse manga, foi que, parece tudo um grande autismo dos peixes, que quando uma certa batalha acontece, eles aparecem de forma realista e não em sua “forma” shounen.

  2. Ótimo post, Judeu. Eu acompanho o mangá desde que começaram a traduzir e é bem bacana mesmo. A ideia é muito absurda, porém original. É algo bem divertido de se ler e tem futuro. As pulgas d’água filosofando no começo de cada capítulo são simplesmente hilárias!

  3. Pingback: 5 temas que tinham tudo para dar errado e surpreenderam (V. Underground) | Ao Quadrado²·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s