Homunculus Vol #15

E chegamos ao fim!

Bom, sei que muita gente deve acompanhar o mangá pelo lançamento da panini, eu mesmo fazia dessa forma já que ela costumava até lançar os volumes antes dos próprios scanlators, mas dessa vez não foi assim e não consegui resistir, porra, volume final, a culpa não é minha. De qualquer jeito não vou deixar de comprar o mangá assim que estiver nas bancas e assim espero o mesmo de vocês, mostrar pra editoras que mangas mais adultos podem vender bem no Glorioso.

Bla bla bla SPOILERS

Homunculus sempre foi um mangá de altos e baixos, as vezes beirava a enrolação entediante, outras empolgava com surrealismo e simbolismos gritantes, mas sem sombra de duvida o volume final (pelo menos pra mim) fez compensar a maioria dos defeitos que Homunuculus teve durante sua trajetória, encerramento simplesmente brilhante. O vol 15 de homunculus é uma representação do fiel do que o mangá poderia ter de melhor e de tudo que ele TEVE de melhor.

Começamos exatamente de onde havíamos parados no vol 14, Nakoshi já havia “curado” o mendigo-ovo e pra surpresa dele (sério, por que?) a cabeça dele agora virou o mesmo ovo. Ainda em choque aparece o travesti-neurocirurgião Ito e, num clima bem bromance, explica que essas possessões de Humunculus de pessoas que ele trata são na verdade medalhas, uma manifestação da vontade do proprio Nakoshi que alguém trate seus defeitos, que alguém olhe para ele, o personagem sempre ajudou os outros, mas nunca foi para ajudar os outros, sempre foi como uma forma de auto-conhecimento, ninguém nunca tentou ajudar o Nakoshi e isso é mostrado através dessas medalhas.

Ainda abalado ele descobre que o mendigo que ele pensava ter curado cometeu suicídio, é a primeira vez que deparamos com algo assim no mangá, a impressão que sempre ficava é de que as pessoas com que o protagonista interagia tinham suas vidas melhoradas, mas o autor nos mostra que nada na vida é simples assim, deixando o leitor e o Nakoshi em total choque.

Pouco depois aparece sua ex-namorada, a única outra pessoa com que o protagonista tinha alguma identificação, alguém que nem ele, uma pessoa que pode ver os homunculus das pessoas. Muita coisa acontece, descobrimos (de forma totalmente bizarra) o verdadeiro rosto de ambos os personagens, descobrimos como os personagens se conheceram e como lambiam as feridas um dos outros (figura de linguagem né, sempre é bom deixar claro nesse mangá) mas o que mais gostei nessa cena foi o fato do Nakoshi ter dito claro e sinceramente o motivo dele ter largado a mulher: “Eu não queria namorar uma mulher feia”.

Simples assim, “seems legit” foi o que pensei, esse mangá sempre foi sobre isso, uma análise da fusão entre a personalidade e a aparência, a análise do homem ainda ser um animal, preso aos seus instintos mais primitivos, incapaz de ver alem da superfície, queremos que as pessoas olhem para nós, mas não podemos olhar para as pessoas, queremos mas não podemos, nada mais justo do que o protagonista agir dessa forma também. A surpresa veio no entanto com o retruque da então “antagonista”, Nakoshi não a largou porque não queria namorar ela, ele a largou porque não queria namorar a si mesmo, não queria ter um filho, não queria ver a si próprio replicado na cara de um descendente, não queria ver o passado que largou aparecendo na sua frente mais uma vez como uma assombração e uma maldição….

Mas a melhor parte do volume ainda estava por vir, após finalmente entender o que é “ver” as pessoas e assumir o compromisso de ver a Nanako para o resto da vida, Nakoshi prova que consegue ver o coração das pessoas  (de uma forma hilária diga-se de passagem ) ,convence sua ex de também realizar a trepanação (em uma cena tão surreal quanto a do Vol 12) e após alguns momentos vemos a cena mais bizarra de todo o mangá, o rosto de sua namorada vira o seu próprio rosto e sem nem se segurar uma única vez ele transa com ele mesmo com um corpo feminino. Mais uma vez o autor não poupa o leitor, a cena é descrita e retratada com todos os detalhes, chega a ser até desagradável…

No meio dessa confusão toda o leitor começa a pensar: ” mas o que isso significa”, alias, essa sensação é uma constante em Homunculus, é até um pouco contraditório, porque imersão implica na ausência desse tipo de pensamento, quando você está dentro do universo criado pelo autor você não quer pensar, você quer sentir. Em Homunculus no entanto isso não acontece, não que a imersão não exista, ela existe, e muito bem, mas como nós, de certa forma incorporamos o personagem (só ver a quantidade de quadros em primeira pessoa que o autor coloca) acabamos por incorporar os pensamentos dele também, é como se o Nakoshi estivesse no nosso lugar pensando ” o que isso significa”, é um tipo de imersão na historia totalmente diferente e eu acho um dos pontos mais positivos do mangá.

Mas enfim, o que significa a Nanako ter virado o Nakoshi? Acredito que a primeira resposta mais óbvia seria de que após a perfuração craniana ela virou um projeção dos sentimentos do personagem principal, ela era a coisa mais próxima dele, ela era única que conseguia ver homunculus,  ela era ele antes dele ser ele (pensem, faz sentido). Mas ela perdeu a habilidade, agora eles não tem mais uma conexão, agora que finalmente o Nakoshi consegue ver o coração das pessoas, a Nanako não está lá pra olhar pra ele, por isso que quando ela recebe a trepanação e passa a ver homunculus mais uma vez, eles finalmente se tornam um, tanto no sentido mental e metafórico quanto no sentido físico mais tarde ( olha a ” fusão entre a personalidade e a aparência” de novo aparecendo), e isso se mostra nessa alucinação vivida por ambos…..

PELO MENOS ERA ISSO QUE EU PENSAVA, até chegar a cena seguinte, nas próprias palavras do personagem:

“Not ‘monsters, not ‘hallucinations’, not ‘reality’, just ‘TRUTH’ “

Somente verdade, o mitomaníaco, após sua suposta revelação com a Nanako conseguiu largar das mentiras, largar das alucinações e largar das medalhas, ele não esta se vendo em todos porque simplesmente enlouqueceu (sem bem que sim, essa também é uma analise válida), ele está se vendo em todos porque ele finalmente consegue se ver em todos (pensem, faz sentido), a Nanako virou um com ele, mas ele virou um com todos,  ele assumiu o papel e o objetivo de vida de ‘ver’ as pessoas, sai por aí como psicólogo de rua e se pergunta:

“Am I in heaven or hell?”

Da mesma forma em que o próprio leitor se pergunta, “será que ele finalmente teve alguma epifania e encontrou o caminho, ou simplesmente enlouqueceu de vez?”. Olha ai, novamente o leitor dividindo os sentimentos com o protagonista na pele, isso é Homunculus! Sei que muita gente vai falar que tudo isso é forçado, mas não é, isso é…. é….ARGH,  É GENIAL!!!! PUTA QUE PARIU, melhor cena do mangá inteiro.

Enfim, pra mim o mangá poderia ter terminado aqui, mas o autor resolveu adicionar uma cena extra, fez um time-skip no qual, agora sim, o Nakoshi está enlouquecido de vez, não por que “ah ele é louco”, enlouqueceu pelo cansaço de não ter ninguém olhando pra ele, até que então surge o travesti-neurocirurgião mais uma vez pra tentar “ver” ele, só que o Nakoshi sabe que só alguém igual a ele pode “ver” ele, e tenta causar a trepanação no Ito(a), ate então aparecerem os policias chamados pelo próprio Ito e o Nakoshi corre para eles. Acho que só essa cena final eu não compreendi, porque ele parou a trepanação? Por que o Ito chamou os policiais? Se alguém tiver uma resposta deixe nos comentários 😀

Enfim, termina assim essa incrível série, acho que talvez ela se perdeu um pouco lá pra metade (todo o arco do homunculus do Ito foi bem “meh” e exagerada), mas desde o vol 12 pra cá, a melhora foi gritante e encerrou dignamente um ótimo mangá, um volume que será marcado por um bom tempo nas mentes de quem leu essa obra, um volume que merce a tag de GE-NI-AL.

18 Respostas para “Homunculus Vol #15

  1. Esse volume se resume a “choque”. Fiquei espantado do começo ao fim. Foi doentio e genial, e teve muito do que pensar mesmo. Aliás, como disse, o mangá inteiro é assim. Paramos diversas vezes pra pensar “será que eu entendi?”. Inclusive o post me ajudou a clarear a minha mente em alguns pontos. Quanto à cena final… Não consegui entender essa desistência. Será que ele desistiu de procurar alguém que o enxergasse? Bom, não seria o primeiro ponto não entendido do mangá.

    E estranho, eu achei o homunculus do Ito o ápice da primeira fase do mangá (de “monstros do dia”). Achei bem construído, e deu algum sentido ao Ito. Não conseguia entender o cara muito bem até então. Mas o mangá deslancha depois disso, chegando ao genial último volume, tapando alguns buracos e abrindo outros… Enfim, ótimo post.

    • Obrigado 😀

      Tava pensando agora, talvez ele correu para os policias quase como um instinto de tentar curar as pessoas, no final “ver” se tronou mais importante do que “ser visto” para ele.

      Bom, com certeza várias, assim como você disse, vario buracos foram deixados abertos, e quer saber, é melhor assim. Um final sem final, nada combina melhor com esse manga do que isso.

      Sobre o arco do Ito, eu gostei bastante, só não gostei do Ito, a conversa no Vol 9 em que o Naoshi costura o lho, é muito foda, mas depois, aquelas conversas nas sombras, achei muito entediante, mas teve pontos altos sim.

  2. Nada relacionado com o texto mas, você já leu Eden o que acha dele, queria saber se vale a pena ler ?

    • Se você estiver falando de Eden: It’s an Endless World!, acho EXCELENTE. Dei uma parada (estava no vol 8) porque é uma leitura um pouco pesada, mas é muito bom. Recomendo sem sombra de duvida, mas claro que tudo depende do tipo de história que você gosta.

      Eden tem bastante trama militar, desenvolvimento psicológico e muita ação. Se for do seu gosto, pode pular de cabeça.

  3. Acho que só essa cena final eu não compreendi, porque ele parou a trepanação? Por que o Ito chamou os policiais? Se alguém tiver uma resposta deixe nos comentários.”

    Na minha opinião, o que aconteceu foi que, na hora da trepanação, o Nakoshi errou a dose. DE NOVO. Da mesma forma como qdo ele fez a auto-trepanação.

    A Nanako desmaiou e não se recuperou. Pode ter morrido naquele quarto de hotel mesmo, já que a impressão que tenho, é que o Nakoshi não voltou mais lá, após ele ver que “ele é todos – todos são ele”. A transa com a única garota que viu o “verdadeiro” Nakoshi foi o suficiente para libertá-lo… infelizmente a custa dela mesma.

    O Ito deve ter sido forçado pela polícia a ir atrás do assassino da Nanako, mesmo q tal assassinato tenha sido um acidente. Por isso os pedidos de desculpa dele, e a polícia vindo junto.

    Bittersweet ending para uma ótima história. Espero que a Panini publique logo o último número para eu fechar minha coleção.

    • Ahhhhhhhhhhh, faz muito sentido essa teoria sua.
      Não posso afirmar ela com verdadeira, acho que o final ficou em aberto mesmo, mas não tinha pensado na possibilidade da Nanako ter morrido, isso certamente explicaria muita coisa, ótima análise, com certeza vou guardar isso.

      • Se lembra que começa a sangrar o curativo da Nanako? E ele não deve ter feito a limpeza e fechado devidamente o curativo. E olha que eu li numa tacada só e entendi xD

  4. Além dos policiais tem uma pessoa com um jaleco. Presumi que fosse um psiquiatra alí para interna-lo em um hospício.
    Os policiais estariam alí para segurar ele se resistisse.
    A teoria da Nanako ter morrido no hotel é boa também.., talvez se aplicaria a essa teoria de internação…

    Fui comprando os volumes de Homunculus mas deixei acumular uns meses sem ler…li o 14 e não resisti de ler o último também. Sabe se lá quando Panini vai lançar… mas vou esperar ansioso pois vai completar uma coleção e tanto!

    Homunculus foi sensacional!
    Será que uma adaptação para anime sem cortes seria uma boa?

    Ah, muito bom o review! Vou conhecer seu blog aqui também!
    Abraço!

    • Eu também entendi isso do final. O que eu penso é que o Ito decidiu cuidar dele já que ele parece que ficado “louco” depois de todas essas reviravoltas, e é diretamente culpa dele por tê-lo induzido a experiencia.

      Acredito que ele ter parado a perfuração no Ito não é nada de muito significativo, afinal o que se aproveitaria, naquele momento, de mais uma trepanação? Acho que só traria um final mais conturbado. Foram ultimas paginas ligeiramente tranquilas e que você pode imaginar qual o rumo de tudo depois daquilo.

      Homunculus é fantástico, é genial. Devorei as páginas dos volumes, lendo, interpretando, imaginando e me surpreendendo. Excelente!

  5. Vim aqui exatamente p/ ver se eu entendi o final. =P
    Na minha opinião (talvez mais para teoria) o Itou estava lá p/ ajudarem a prenderem o Nakoshi, isso explicaria os policiais. Por que ele seria preso? Pq talvez ele teria matado a Nanako com aquela trepanação (lembrem-se da cena em que ele sai do quarto e da um close na cabeça de nanako e vemos q nas bandagens dela está surgindo uma mancha de sangue, ou seja, ela ainda estava sangrando muito). P/ mim ainda isso é só uma suposição pq pela conversa do Itou com o Nakoshi dá para entender q o relacionamento dele com Nanako não deu certo.
    Se alguem tiver outra teoria eu gostaria muito de saber.

  6. Admito que não gostei do final de Homunculus, mas final totalmente aberto não é mesmo uma coisa que eu curto. Concordo, o final deveria ter sido no céu – ou inferno – do Susumu e só. Discordo sobre ter sido um mangá de altos e baixos porque eu simplesmente AMEI Homunculus do início ao (quase) fim. Inclusive é meu segundo mangá preferido, perde só para Blade of the Immortal. Vou comprar o último volume assim que sair, se é que vai sair. Teve cenas incríveis nesse volume 15. Mas achei o final mesmo bem triste com a loucura do Susumu, além da falta de sentido das últimas cenas…

  7. Cara, eu acho que ele virou um “coffe” igual do filme “Espera de um milagre”, ele desenvolveu um dom (meio que forçado devido a trepanação), agora ele pode ajudar as pessoas.

    E é provável que ele tenha sido preso justamente por tentar ajudar os outros, mas ninguém compreendeu isso.

    Terminei de ler hoje rs , sim estou atrasado.

  8. ola estou com muita dificuldade de achar volumes a partir do segundo principalmente em portugues alguem pode indicar algum site ??

  9. Cara, eu terminei de ler esse mangá agora e fiquei doido para ter com quem falar sobre isso. Na minha opinião ficou bem claro que ela morreu, depois da trepanação ele perguntou se ela via algo, ela respondeu que não, e o olhar dela não se movia, eu entendi que ela ficou sega. Também não senti que o final ficou em aberto, para mim estava bem claro que ele ficou meio biruta e abandonou a Nanako, que deve ter morrido sozinha se não tiver morrido naquele hotel mesmo. Logo, não surpreende o ito ter ido atrás dele com escolta. Eu adorei esse final mais “pé no chão”, mostrando as consequências das coisas pelas quais ele passou. Apesar de eu achar muito forçado a Nanako ser realmente a namorada dele, eu gostava muito dela, o fim que ela teve me deixou triste.

  10. Ah, e pelo que sei, esse mangá só foi traduzido pela Panini mesmo, eu lembro que na época (eu comecei a ler ele a uns anos, mas abandonei e terminei agora) eu mesmo estava fazendo a tradução, mas não levei a frente.

  11. Meu paIpite sobre a cena finaI é: Ito fica sabendo que a Nanako morreu no HoteI (Iembra da boIha de ar que passou por dentro deIa e saiu no buraco da trepanacão?, ao meu ver isso mata eIa.) Nakoshi vai embora após perceber que Nanako havia morrido, e os poIiciais não vieram atrás do Ito, mas sim porque estavam pra prender o Nakoshi. O Ito vem pedir descuIpas porque o que eIe comecou trouxe o Nakoshi de voIta à verdade, mas matou a Nanako (que era o Iugar pra onde o Nakoshi podia voItar, Iembra?) Então Nakoshi ficou como o mendigo que se enforca, sem ter voIta. Por isso que o Ito pede descuIpas pra eIe, porque tudo que eIe comecou Ievou o Nakoshi até aqueIe momento.

    Agora o úItimo quadro com eIe se reconhecendo nos poIiciais eu não consegui encaixar na minha teoria não rs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s