#TezukaDay: Ode to Kirihito

Polêmico, intrigante e por incrível que pareça, uma arte muito interessante: Ode to Kirihito de Osamu Tezuka.

O mangá trata sobre tantos temas que fica até difícil fazer uma sinopse, mas resumidamente é sobre uma doença que vagarosamente transforma as pessoas fisicamente até ficarem com feições parecidas com um de animal, a pessoa vai se modificando até morrer, ficando praticamente com o rosto de um cachorro. Inicialmente rara, a doença tem aparecido com uma frequência um pouco maior e até em outros lugares do mundo, nesse cenário, são tratados inúmeros temas, desdo o preconceito e o racismo até religião e medicina.

Nunca li muita coisa do Osamu Tezuka, tive a infelicidade de pegar Metrópolis (review de Across The Starlight) como meu primeiro mangá dele e sinceramente achei uma porcaria, não entendia o porque de todos idolatrarem ele como deus (ainda não entendo, mas isso não importa), aquilo não chegava nem perto de ser bom, só se adorassem ele por ter sido o primeiro, o pioneiro. O outro mangá que li dele foi  Dororo (analisado no blog Radix), com esse realmente me surpreendi, aquilo já era algo bem mais evoluído do que Metrópolis, aventura de um guerreio, temas muito interessantes e profundos, mas ainda assim não era o meu perfil ideal…

Mesmo não tendo lido muita coisa do Tezuka, sabia por curiosidade, que ele era um autor bastante diversificado, por isso foi que sugeri  (isso mesmo moçada, esse que vos fala foi quem teve a ideia inicial para o #TezukaDay) essa blogagem coletiva, cada blog poderia falar de um mangá que coubesse em seu perfil, sem ter se distorcer para poder caber no tema. Felizmente o blog não teria muita dificuldade pra escolher um mangá, afinal de contas, quase todas as obras do mangaka são desconhecidos, mas eu queria ir além, queria pegar um underground dentro do underground, peguei então um mangá Geika do autor, dessa forma escolhi dentre os vários que ele escreveu um que já me interessava faz um bom tempo, peguei Ode to Kirihito.

Desde o começo o mangá foi uma agradável surpresa pra mim, é claro que esperava algo mais adulto e maduro do que as outras duas obras que tinha lido, afinal de contas é Geika, mas o que li foi bem melhor do que esperava, acredito até que dava até pra fazer desse mangá a marca do blog, desde os primeiros capítulos Ode to Kirihito praticamente exalava de suas páginas Cult e Underground, desde os temas tratados até a arte e enquadramentos inusitados, logo de cara eu já havia percebido, esse é meu tipo de mangá.

Estou divagando aqui, vamos falar do mangá, apesar de parecer um tema quase que clichê, afinal toda essa sinopse é muito propensa ao tratamento de temas como racismo e preconceito (sendo os portadores da doença uma nova “raça”), Osamu Tezuka vai muito além. Dentro desse universo, somos apresentados a Osanai Kirihito, um dos médicos mais capazes tratando a doença, o problema é que ele discorda de seu chefe o Dr.Tatsugaura , Kirihito acredita que a doença é de origem endêmica, ao contrário do líder da pesquisa que está certo que é uma doença infecciosa, como vingança, Tatsugaura envia Kirihito para a vila e ele também acaba por contrair a doença (por favor isso não é Spoiler, qualquer um perceberia isso pelo andamento do enredo) .

O agora Doutor homem/cachorro, acaba por “n” motivos, tendo que viajar por todo o mundo, vistando os mais diferentes países e presenciando não só o preconceito com sua atual situação degenerada, mas também entre os próprios seres humanos, um com o outro, seja por cor ou origem geográfica. Como se não fosse o bastante, Kirihito também observa o primitivismo humano, e realiza que o homem, pressionado em situações extremas, pode se tornar um monstro bem pior do que o monstro que ele é fisicamente.

Bom, falar de racismo é chover no molhado também, tirando alguns extremistas, já se chegou ao consenso de que isso é errado, gosto mesmo é de ver o mundo pegar fogo e Tezuka faz isso também. Só para polemizar e causar o questionamento (só de sacanagem) o autor faz com que uma freira pegue a doença e se torne um monstro, e dentro desse, aparentemente simples cenário, o tema da religião é explorado com muita proeza. Só como um exemplo, um dos médios usa a religião como forma de manipular a freira e convence-la de ir em uma apresentação.

Vários outros temas são trabalhados no mangá, mas gostaria de falar da arte também, ela é bem típica de Geika, é diferente. Desde o estilo até os enquadramentos, tudo é bem maluco e ousado, mesmo sendo um mangá de mais de 40 anos, alguns efeitos utilizados eu nunca tinha visto antes. Essa sim foi a maior surpresa pra mim, já que até então, os mangá que tinha lido do Tezuka e mesmo outros que passava os olhos tinham uma arte muito, muito ruim, talvez não para padrões da época,. mas para mim, O Judeu Ateu, no ano de 2011 aquilo é uma porcaria. Em Ode to Kirihito felizmente não posso dizer a mesma coisa, tudo bem, claro que aquilo não é nenhum Vagabond da vida, e boa parte das páginas não fogem do padrão, mas certamente uma outra boa parte é muito interessante, alguns quadros impressionam pelos efeitos ousados e outros chegam a impressionar até pelo detalhismo mesmo, enfim, não esperava isso do autor.

Em resumo, Ode to Kirihito é um ótimo mangá, se você gosta de suspense médicos, temas maduros e polêmicos e artes inusitadas, então…

Eu te recomendo: Ode to Kirihito de Osamu Tezuka
____________________________________________________

Esse foi post faz parte de uma série de outros post realizados em forma de blogagem coletiva pela blogsfera brasileira, sobre o mangaka Osamu Tezuka. #TezukaDay

Caso queiram ler outros mangás adultos e desconhecidos de Osamu Tezuka, recomendo os seguintes textos:

– Elfen Lied – Barbara
– Mangás Cult – Tetsu no Senritsu
– Virtual Meinsanity – MW
– Visual Novel Brasil – Fuusuke 

Também seria interessante de se conferir esses textos que ficaram ótimos:

– Maximum Cosmo – Tezuka, para todas as idades
– Otakismo – Influencia do pop americano-na-obra de Osamu Tezuka
– Nahel Argama – Osamu Tezuka, O Pai do Anime
– Subete Animes – Astro Boy, o estudo de um fóssil
Mangatologia –  Table of Cast! – Tezuka Por Outros Autores

Caso se interesse, Não deixe de conferir também todos os outros blogs do #TezukaDay:

– Gyabbo! – Apollo’s Song
– Elfen Lied Brasil – Barbara
– Anikenkai – Phoenix 2772
– Planeta do Moe – A Princesa e o cavaleiro e o Teatro de Takarazuka
– Mais de oito mil – Don Dracula
– Blog do Graveheart – Buddha
– Folha Nerd – Parceria Tezuka x Maurício de Sousa
– Video Quest – Adolf
– Mundo do Coringa – Biografia 
– Special Days – Black Jack
– Radix – Dororo
– Netoin! – Fushigi na Merumo
– Moon Stitch – Angel’s Hill
– JBOX – Mangrafia
– OtakuYousai – Ma-chan no Nikkichou
– Visual Novel Brasil – JonhMaster – Influência no mercado
– Troca Equivalente – Influência da Grande Guerra nas obras de Tezuka
– Chuva de Nanquim – Pluto
– Otame – A Princesa e o Cavaleiro
– Across The Starlight – Metrópolis
– Mangatologia – Tezuka por outros autores

12 Respostas para “#TezukaDay: Ode to Kirihito

  1. Primeiramente Congratulations pela iniciativa mais que "Underground"!Ao trazer as obras de Tezuka em debate não só se formaliza um convite ao "retrô" comotambém se ganha uma reflexão de o "porquê" ele seria "vintage" já que seu traço arrendodado o torna grafico&razoavelmente anacrônico para o grande público o reverenciar como um "clássico".Paradoxalmente se nota tão lentamente quanto o avanço da doença que quanto mais o homem- no sentido de ser humano – se muta em animal mais ele se aproxima do status deser humano.Em contra-partida quanto mais o semelhante se esforça para ser mais humano mais ele perde a "humanidade" e vai ficando cada vez mais selvagem e irracional,características próprias dos animais que antagonizam sua essência.São grandezas na visão desta obra de Tezuka inversamente proporcionais.Falando também dos já referenciados enquadramentos-não sei se somente nesta obra- porémé uma forma minunciosa de "fotografar" quadro a quadro a evolução dos fatos que neste caso animalesco é impactante mesmo que seus "recursos" digamos "primários" o façam até ser subestimável.Enfim,é uma forma metafórica de retratar que o racismo e estendidamente o preconceito não é endêmico e vem da competitividade para com o outro,pois se quer "ser normal,mas de uma forma bem especial".Sentimentos paradoxais,sensações de superioridade e negações.

  2. Obrigado!Interessante também seria notar que parece esse tema de "animalização do ser humano" é uma constante nas obras mais adultas do Tezuka, só lendo o review de Barbaba do Elfen Lied e MW no Virtual Meinsanity, percebo que nessas obras também há uma certa animalização, em Barbara menos evidente, em Kirihito esfregando na sua cara e em MW de forma mais surreal (pelo menos foi a impressão que causou pelos reviews).Alias, até esqueci de mencionar isso no texto, mas aqui nessa obra, assim como em Black Jack entre outros, vemos o afeto que o Tezuka tem com a medicina, mesmo a doença não sendo plausível, vemos o ambiente hospitalar sendo construído de uma certa forma que ao SOA muito crível, vários termos médicos são usados também. Só achei interessante mencionar isso.No final das contas acho que consegui entende o "'porquê' ele seria 'vintage'", provavelmente não só por ser o primeiro, mas pelo conjunto de suas obras, não é a qualidade individual de seus mangás que faz o Tezuka ser um deus, mas sim toda a abrangência e tipos de mangás que ele conseguiu escrever, desde o Shoujo, passando pela ero-comédia até chegar no Geika.

  3. O motivo de Tezuka se interessar pela medicina consistiria em dar um 'embasamento científico' ao seu ponto de vista que se mixa/tange com o fantástico,o sobrenatural,o surreal etc.Isto claro a meu ver inicial.Seria interessante se eu conseguisse encontrar algo nas suas obras que mesclassem a Zoomorfização(ou Animalização)com a Personificação ou Prosopeia(ou Prosopopeia,no Brasil).Um paradoxo derivável,ora pois…

  4. Parece que não só ele tentava diferentes temáticas, como diferentes estilos, vendo as coisas que eu conheço e Ode, parecem coisas muito diferentes,o que é ótimo, afinal, Variedade é o tempero da vida.Legal ver a experimentação com posicionamento de quadros, isso é algo que sempre é bem vindo, tentando usar novas formas de fazer uma narrativa.

  5. Quando penso que nada mais me surpreenderia depois do post da @Beta-blood, no Elfen-lied, você me vêm com esta obra, totalmente experimental de Tezuka, na qual ele joga não apenas com as potêncialidades da mídia quadrinhos, mas tambem conduz uma série de temáticas que são caras ao autor, como raçismo, preconceito e fraternidade. Realmente foi uma escolha muito feliz a sua.As obra Gekigá de Tezuka são uma parte muito rica da imensa produção do autor e provavelmente a mais desconhecida, pois dela surgiram poucos grandes sucessos, a maioria obras muito longas, fazendo que muita coisa se perca. Grande iniciativa a sua de buscar um Tezuka mais Underground.

  6. @Lucas MedeirosMuito obrigado, realmente acredito que Ode to Kirihito seja uma das obras do Tezuka que seja menos Tezuka (se é que isso faz sentido). É bem experimental, ele brinca com quadros, não li tantas obras assim dele, mas parece que isso é bem raro em seus trabalhos.Acho que daqui em diante vou tentar pegar mais obras do estilo dele, se bem que vai ser difícil achar algo que não tenha sido comentado nesse #TezukaDay XD

  7. @O Judeu AteuEnfim devo ter terminado meu "#Tezuka Day" que devido ao meu ritmo menos voraz e desestressante de consumo se assimilou pra mim a uma "#Tezuka Week".Vendo pelo empenho dos blogs percebo um saldo bem positivo e quem sabe um sentimento intenso de orgulho de seu idealizador. 😉 E para mensurar a minha leitura me permiti publicar neste blog as minhas impressões sobre todos os textos que li desta "BRAZIL BLOGSPHERE".Então vamos a eles(logo abaixo)usando para isto sua lista indicativa,a do Shoujo Café e do Nahelargama = – Mangas Undergounds – #TezukaDay: Ode to Kirihito => paralelo entre animalidade & preconceito.- Maximum Cosmo – Tezuka, para todas as idades => inocência diferente de traço.-(adicional) – Maximum Cosmo – Kimba: o Leão Branco, de Osamu Tezuka => a datação eimportância de Kimba.- Otakismo – Influencia do pop americano-na-obra de Osamu Tezuka => Tipos e níveis deinfluência no pós-guerra do pop-americano em Tezuka e vice-versa.- Nahel Argama – Osamu Tezuka, O Pai do Anime => linha do tempo sobre a "custosa"e gratificante arte da animação.- Subete Animes – Astro Boy, o estudo de um fóssil => obra do "sensei" X "obra do "discípulo".Caso se interesse, Não deixe de conferir também todos os outros blogs do #TezukaDay:- Gyabbo! – Apollo’s Song => humano :um ser que necessita,mas não sabe amar.- Elfen Lied Brasil – Barbara => fagias(grego phagein, comer + -ia.Exprime a noção de ingestão ou hábito alimentar.)+latrias(latria, -ae, do grego latreía, -as, serviço a um mestre, adoração de uma divindade).- Anikenkai – Phoenix 2772 => esmiuçando o filme em que imortalidade e renascimento se encontram.- Planeta do Moe – A Princesa e o cavaleiro e o Teatro de Takarazuka => incoeso texto para explicar a origem do shounen e do shoujo pelas mãos de Tezuka,vale pelas refrências históricas.- Mais de oito mil – Don Dracula => irreverência & muito despeito.- Blog do Graveheart – Buddha => "iluminação" além da religião.- Folha Nerd – Parceria Tezuka x Maurício de Sousa => desejo inconcretizado(ainda) de crossover entre 2 ícones.- Video Quest – Adolf => "ciclo da guerra".- Mundo do Coringa – Biografia => biografia sucinta e coesa de Tezuka.- Special Days – Black Jack => Fundamentado amor à 1ªvista por Black Jack e Osamu Tezuka.- Radix – Dororo => Como Shounen também se tornou sobrenatural.- Netoin! – Fushigi na Merumo => perpetuando ideais de responsabilidade e maturidade.- Moon Stitch – Angel's Hill => resumo comentado da obra.- JBOX – Mangrafia – Resenha: Dororo Volumes 1 e 2 – Editora NewPOP => resenha e o acabamento & adaptação no Brasil.- OtakuYousai – Ma-chan no Nikkichou => 1ª publicação de Tezuka.- Visual Novel Brasil – JonhMaster – Influência no mercado => "humanização" do mito.-(adicional) – Fuusuke, A ero-comedia de Tezuka. – comédia de Tezuka?& humor não datado.- Troca Equivalente – Influência da Grande Guerra nas obras de Tezuka => biografia resumida.- Chuva de Nanquim – Pluto => "remake que homenageia Tezuka",Pluto.- Otame – A Princesa e o Cavaleiro => curto e complementar post sobre Tezuka e os shoujos.- Across The Starlight – Metrópolis => texto bem estruturado da introdução a conclusão da obra.- Mangatologia – Tezuka por outros autores => longo bate-papo pontuando a inluência de Tezuka.* Blogs adicionais:- euroquadrinhos.wordpress.com – Tonkaradani, a obra mais obscura de Osamu Tezuka.=> relata como esta obra repleta de 'crossovers' e outras se tornaram tão "obscuras".- virtual-meinsanity.blogspot- TezukaDay: MW => descrição desta "obra madura"baseada em dramas psicológicos e em pertinentes tabus.

  8. @O Judeu Ateu 'PT 2 – Conclusão'— Minha conclusão : "#Tezuka Day" foi um evento em que as origens do mangá se tornaram claríssimas e os devidos créditos dado a Osamu Tezuka.Os blogs bateram muito na tecla da suma importância da vida e obra de Tezuka e suas obras que deram origem a base de tudo que se tem hoje em cultura aúdio-visual(extendendo a premissa) japonesa.Fica-se hoje a ideia de que se não fosse sua perspectiva visionária apesar da altasimplicidade o mangá e a 'JAPOP(Cultura Pop Japonesa)' seria de um 'Underground' que fatalmente ninguém ligaria.Tezuka em certos aspectos ficou datado,todavia sua visão antes baseada principal e fortemente na cultura pop dos EUA tomou vida própria e se espalhou para quem quiser ou não perceber.Parabéns Tezuka!Parabéns "Animes Underground" e a todos os blogs participantes!Parabéns "O Judeu Ateu"! =]

  9. Hehehe, acho que pra todo mundo acabou por ser uma #TezukaWeek, eu mesmo ainda não terminei de ler todos os textos XP Alias, te parabenizo exatamente pela disposição de ler todos, e fico até lisongeado em ter essa sua visão de todos publicada exatamente aqui :)Enfim, vivo falando isso no twitter, mas eu acredito que quem mais ganhou com esse TezukaDay foi a própria Blogsfera BR, muitas obras que passariam somente no underground foram divulgadas para o público e principalmente lidas pelos blogueiros, certamente isso é algo que enrequicerá todos os escritores, a curto ou longo prazo.Interessante é que dando uma olhada nos comentários no YouTube do video do Video Quest, que sem querer ofender nem nada, mas é um público que normalmente é menos aprofundado no assunto (normalfags vai), li uma ESMAGADORA maioria de expectadores falando que achavam que Tezuka era só Astro Boy e historinha pra criança, acho interessante porque não imaginava que tanta gente tinha essa visão. Enfim, o VQ certamente foi um dos blogs que mais compriu com o papel de informar na minha opinião, dou meus sinceros parabéns a eles por terem escolhido uma obra tão adulta.Eu aqui no outro lado do mundo, novamente fui salvo, modestamente, pela minha incrível capacidade (ou sorte) de encontrar mangás bons. Acho que foi um dos que mais chamou a atenção por seu uma obra de Tezuka que menos parece ser uma obra de Tezuka, essa 2ª imagem que postei por exemplo, parece algo tirado de Soul Eater.Pra falar a verdade, minha causa inicial nem era divulgar Tezuka nem nada, queria mesmo era fazer uma blogagem coletiva decente e que unisse o fandom, certamente deu certo e espero mais blogagens do tipo no futúro. Mas o que quero dizer é que até mesmo eu acabei entrando na "causa do Tezuka" e tentei informar mais do mangaka para o público, isso também deu certo, em sua grande maioria, ouvi muita gente falando que queria mesmo ler Ode to Kirihito, fico muito feliz quando isso acontece. :DBom, que este seja o começa de uma nova era.Muito obrigado a você também.

  10. Hi!Bom,publiquei aqui para dar o devido crédito e feedback já que contou que foi o idealizador inicial,então quis dar um retorno condizente.E quanto aos comentários,a imensa maioria da blogosfera muitas vezes não demonstra ter propriedade no que diz.Já o ato em si da blogagem coletiva foi uma ideia que vai continuar a ecoar por aí para ser devidamente digerida e nutrir as mentes inquietas…Veremos. =}

  11. @ O Judeu AteuPor acaso achei este blog que também deu seu recado sobre o #Tezuka Day e só pra registrar deixo aqui minhas impressões como adendo ao comentário mais acima.Vlw! :- nbm2(nbm ao quadrado) ou n-gothic.blogspot.com(no endereço da página) => texto cheio de gírias falando de Tezuka e sua arte sem preconceito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s