3000 Leagues in Search of Mother

Não sou muito de fazer analise de animes, primeiramente porque é muito raro ter um que eu considere verdadeiramente underground, depois não vejo muitos animes, prefiro gastar meu tempo com mangás mesmo, e ainda por cima não entendo muito do assunto, não conheço estúdios, diretores, efeitos.

No entanto, guardo um carinho muito especial por essa animação em especial. Não tive a minha infância aqui no Brasil e onde morei 3000 Leagues in Search of Mother fez um sucesso gigante, sendo provavelmente o primeiro anime que vi na vida. Mesmo tendo essa emoção pelo anime não queria analisar nada ruim, então fui lá, pesquisei pelo download, revi tudo e digo com muito orgulho que a história de Marco é tão bonita e tocante quanto quando assisti , e acredito que seja assim mesmo sem os óculos da nostalgia.

 Haha o Tazunete Sanzenri  ( 3000 Leagues in Search of Mother), ou só Marco mesmo, é um anime de direção de Isao Takahata ( Grave of the Fireflies, Anne of Green Gables), foi exibido no final dos anos 70, começo dos anos 80 em 52 episódios, história baseada no conto italiano Cuore, só que amplamente estendida.

O anime se situa na Itália, mais especificamente na cidade de Gênova, em um período de grande depressão econômica. Nesta época vive o pobre, mas alegre, garoto Marco Rossi, que devido à depressão o trabalho de seu pai está levando a família à falência completa e para poder continuar sobrevivendo, sua mãe, Anna Rossi, viaja para a Argentina, em uma cena extremamente tocante, para trabalhar e enviar dinheiro para que o pai possa se reerguer.

Um ano se passa e todo mês Anna continua enviando para Marco cartas sobre sua estadia na Argentina, no entanto um dia as cartas param de chegar, Marco fica preocupado, mas seu pai continua muito ocupado com o trabalho e seu irmão está em Milão trabalhando em uma locomotiva. Sendo assim ele mesmo, acompanhado de seu simpático macaco de estimação Amedeo, resolve ir em uma jornada de Gênova na Itália até à Argentina, encontrar a sua mãe.

Como já falei, não entendo muito de animação, mas acho que até um leigo como eu, consegue entender que essa é uma animação razoável pra cima pros padrões da época, mas acho que mais do que a animação, o que impressiona é a pintura (?) do anime. Tudo tem um clima pincelado, como se tudo fosse um quadro antigo, desde as ruas de Gênova até o vasto mar, tudo é retrato com um clima bem agradável.
Não sei muito o que falar sobre a OST, já que não reparo muito nisso, mas acho que deve ter casado muito bem, já que as cenas alegres tinham um clima feliz, e as tristes me fizeram derramar lágrimas masculinas.

O que mais marca a história alias é tristeza, o coitado do Marco, mesmo sendo bom com todos e compreensível com a sua própria situação de pobreza, só se ferra. Mesmo saindo do seu objetivo e até mesmo passando fome, só pra ajudar outras pessoas, ele nunca ganha nada em troca, a situação é tão triste que os poucos momentos alegres que vemos são muito agradáveis, ficamos felizes até com coisas que na verdade são ruins se formos analisar mais a fundo, como o primeiro salário de Marco, que na verdade deveria estar estudando ao em vez de trabalhando.

Apesar de ter marcado a minha infância, Marco, com certeza não é um anime para crianças, há toda uma história sobre imigrantes e a vida pobre na Itália por trás do “garoto indo pra Argentina”, que certamente não vai ser entendida por uma criança e apesar de parecer irreal um garoto fazer uma viagem dessas, a história acaba sendo muito realista e coerente dentro da ficção que ela mesmo criou.

Acho que o anime irá agradar a praticamente qualquer um, o começo é um pouco vagaroso, principalmente até a decisão do Marco de ir até a Argentina, mas passando essa parte as coisas começam a pegar um ritmo bem mais rápido.
Não sei exatamente pra quem recomendar , se você já viu e gostou de alguma outra obra de Isao Takahata você certamente vai gostar de Marco, disso não tenho dúvida. Acho que qualquer pessoa que queira se emocionar com uma história verdadeiramente tocante, ou sair um pouco desse sufoco dos lançamentos da temporada e conhecer um anime antigo e de boa qualidade vai gostar de Marco.

De qualquer jeito, eu recomendo, sem nem sombra de dúvida, o anime que considero de maior importância para mim: 3000 Leagues in Search of Mother.
______

Deixo aqui pra vocês a abertura de Marco em hebraico, que foi a que marcou minha infância, e que na minha opinião é melhor do que a abertura japonesa.

4 Respostas para “3000 Leagues in Search of Mother

  1. "3000 Léguas à procura da mãe"Todas aberturas tem uma "pegada pop" adequadas a época e com um estilo do país,como nasversões alemã,latina,italiana,hebraica do YouTube.Ainda em comum o fato de serem melódicas e quase como se o instrumental a cantarolasse.A estória tem realmente pontos livres de compromisso com a realidade,como por exemplo a viagem internacional solitária de Marco já mencionada,porém tem um romântico ar "retrô".As maiores ressalvas devem ser o anacronismo da obra e a representatividade individual que a mesma causaria.

  2. Nossa o bom deste site é que está me mostrando animes e mangás muito diferentes do que estou acostumado, que são mais os shounens, shoujos e etc…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s