Dragon Head

Pegue o suspense e a tensão de The Drifting Classroom, exprema a fantasia e coloque um toque de realidade, adicione a arte de Junji Ito e retire o suspense cedo, deixe assar por 45 minutos e pronto você tem o seu Dragon Head.

Pouco se pode falar da história sem revelar Spoilers, mas basicamente se trata de um garoto que durante seu passeio escolar, o trem bala no qual estava descarrilhou, matando praticamente todos os seus passageiros, como se isso não fosse o bastante o trem tombou dentro de um túnel e agora o garoto esta preso lá dentro, sem ideia se um grupo de resgate virá ou não.
Com certeza as palavras que definem o mangá são Suspense e terror, é um típico mangá de sobrevivência só que com um toque um pouco mais real do que normalmente tem esse gênero, lembra muito The Drifting Classroom, nesse quesito de sobrevivência e sentir-se na pele do personagem.
O começo do mangá tem uma execução impecável, o desespero e a tensão dos personagens eram divididas em tom de igualdade com o leitor,  NA MINHA OPINIÃO, Dragon Head chega até a superar o seu “pai”, The Drifting Classroom, neste começo. No entanto este, infelizmente, não é nem metade do mangá e no que se trata ao restante da história, não posso mais dar tais elogios.
Apesar de alguns defeitos que já irei citar, Dragon Head é um manga interessante, acho que consegue tratar muito bem o desespero humano e mostrar o quão animais nós podemos ser, é só der um empurrãozinho que logo a civilização volta para os seu estado mais primitivo.
Ponto positivo também para a personagem Ako Seto, uma das sobreviventes do trem e que certamente entra para minha lista de personagens femininas fortes, algo muito raro de se ver em mangás.
O problema está, em que após pouco mais de 4 volumes é praticamente impossível não chegar a conclusão do que ocorreu para que as coisas chegarem àquela situação, no entanto o autor te trata como ignorante e continua fazendo suspense até o final sobre algo que você já sabe, fica uma sensação chata e o mangá acaba parecendo bem mais devagar.
Além desse anti-suspense, o final é muito despontante, primeiramente porque nós já sabemos o que vai acontecer, depois porque o personagem principal fica com longos discursos sobre humanidade e moral e bla bla bla. Quebrando todo o trabalho vizual feito até agora pra demonstrar isso…realmente um pena.
Sendo assim, se você gosta de suspense, historias de sobrevivência, não tem claustrofobia e REALMENTE ficou interessado mesmo após ver os defeitos.
Então eu te recomendo Dragon Head (mas só se já tiver lido The Drifting Classroom)

5 Respostas para “Dragon Head

  1. E aí! É legal ver como você faz recomendações boas em seu blog, mas você devia fazer mais recomendações de mangás que já estejam traduzidos para quem for ler, sem deixar de lado esses que "ainda não foram traduzidos mas um dia serão", pois alguns scanlators podem se interessar por essas suas recomendações.abraços o/

  2. Recomendado para quem já leu The Drifting Classroom? DELÍCIA!!Com certeza eu irei ler esse mangá, o colocarei na lista de leitura!

  3. A questão da sobrevivência é muito densa,por isso tão recorrente em qualquer tipo de obra pelo fato de desmascarar as criaturas e redimensionar as noções de moral e ética em prol de algo mais importante: a própria sobrevivência.Duas recomendações em uma: The Drifting Classroom(o primo rico) e Dragon Head(o primo pobre). ;]

  4. Talvez também seja algo muito abordado, por no fundo ser algo muito desejado.Um terremoto catastrófico ou um apocalipse zumbi são assustadores, mas acho que mais do que qualquer outra coisa é a chance de renascer que qualquer um quer, de pegar um rifle, invadir o supermercado e recomeçar a vida sem os erros do passado. Na superfície essa tema do retrocesso social é o mais abordado, mas acho que no fundo há certo desejo humano pela sobrevivência e pela catástrofe (acho).

  5. axo q vem um pco do instinto de liberdade das pessoas, a catastrofe le visiona um mundo novo onde tudo que representava a ordem e uma lista de regras a seguir se desmorona o ser humano se redescobriria atraves do seu instinto de sobrevivencia , sim um mundo novo com mto a explorar apesar de q na verdade seria so uma mudança de perspectiva…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s