Top 7 – One Shots

Literalmente tiro-único. Praticamente qualquer mangá famoso já fez um one-shot, afinal de contas esse é intuito, selecionar experimentalmente o que vai agradar o público…É bem o que o nome quer dizer mesmo, chance única, se foi bem parabéns, se não, que venha o próximo.

Maaaaaas, one-shots não são exclusivamente experimentais, assim como temos diretores de curta-metragens (temos?), temos mangákas que escrevem exclusivamente one-shots, ou mangás de capítulo único que não foram feitos para virarem series.

Sendo assim, apresento à vocês 7 (10 é muito mainstream né) one-shots undergrounds de alta qualidade, ou não, de obrigatória leitura para apreciadores de leitura rápida. Também são bons para ler naquele dia em que você tá com uma puta preguiça e não tem o que fazer.

Para não entrar em polêmicas, resolvi escolher somente one-shots que não viraram series.
7-Allumage

Escrito e desenhado por: Lynn Okamoto (Elfen Lied)
Uma garota com o sonho de se tornar atriz em hollywood acaba se tornando profissional, só que como dublê de ação. No entanto seu sonho continua firme e forte.
Um one-shot muito bom no conceito de desenvolver um idéia e terminar ela de forma boa em um capitulo só. Alias todos os mangas desta lista tem essa qualidade.
6- I am a piano
Escrito e desenhado por: Asumiko Nakamura
O maior problema de escrever um one shot, obviamente é o numero de páginas. Ter que desenvolver uma trama, criar laços com personagens, e finalizar com estilo, não é uma tarefa fácil já em situações normais, ainda mais em 16-40 páginas.
I am a piano consegue em 8, e consegue muito bem, e isso que eu odeio Shoujo.


5-Hello Baby

Escrito por: Masanori Morita
Desenhado por: Takeshi Obata (Death Note, RalGrad, Bakuman)
Gosto de Bakuman, mas digo seriamente que Takeshi Obata está sendo desperdiçado lá. Como é que alguém que faz isso pode fazer isso?
Hello Baby, pra mim, é a obra na qual Takeshi mostra o seu máximo. A história também é boa, com um inesperado twist final.
4- Present
Escrito e desenhado por: Boichi (Sun-Ken Rock, Hotel)
Uma garota confessa seu amor por seu professor, no entanto esta fica em coma.
Um oneshot perdido entre genêros, a autora te faz pensar pensar que é um drama/romance/ficção, no enentanto você acaba descobrindo que podia muito bem ser um suspense, também com o final totalmente inesperado.


3- The Enigma of Amigara Fault

Escrito e desenhado por: Junji Itou (Uzumaki, Gyo, Tomie)
Depois de um terremoto, são encontrados em uma montanha vários túneis no formato de siluetas humanas.
Já comentei sobre Junji Itou e sobre sua genialidade com terror/horror. Mais uma vez o cara se supera, não é uma obra tão completa, mas com certeza você terá uma nova visão de claustrofobia depois de ler(isso se você tiver coragem) The Enigma of Amigara Fault.
2-Island

Escrito e desenhado por: Naoshi Komi (Double Arts)
Uma cidade cercada por uma enorme parede e ninguém sai de lá há 400 anos. Duas meninas tem o sonho de um dia ir para o mundo exterior, mas o assunto é muito mais complicado que isso.
Arte simples, mas a simplicidade encaixa muito bem com a noção de pequeno/grande que a história quer passar.
Komi Naoshi é um desses autores que são famosos por seus oneshots, vale a pena conferir. A maioria nem é tão boa, mas pra quem gostou deste aqui, bem provavelmente vai gostar dos outros.


1-Hotel

Escrito e desenhado por: Boichi (de novo)
Sério é muito bom. Leia já!

8 Respostas para “Top 7 – One Shots

  1. Muito bom, aliás, seria legal se você citasse os autores. Allumage *_* Do meu querido Lynn Okamoto.Mangá muito bom e que tinha caído aqui no meu esquecimento. Foi bom relembra-lo e trazer ele de volta a superfície. Os outros também super recomendável, apesar de eu ainda não ter lido "Hotel".

  2. Segui as dicas…XDMuito obrigado.Acho que tem mais um monte de one shot bom, que eu não coloquei porque virou série.One Shot de Beelzebub é muito bom na minha opinião.Akuma Bengoshi Kukabara outro que valeria a pena ler.

  3. Tenho a nítida impressão de que One-Shot tem quase que obrigatoriamente ares de aventura ou de uma situação imprevista e urgentíssima.Pela forma como se desenvolve com menor detalhamento na fase de Apresentação e saltando logo ao Conflito e Complicação das situações nos contos.O primeiro "7-Allumage" também foi retratado pela 1ª comentarista deste post,Roberta Caroline,o qual duvido que não tenha lido no Elfen Lied Brasil.É um tipo de obra de alguma forma abrangente como os tais mangás e pode dar aquele refresco mental quando se quer entretenimento praticamente imediato.

  4. @AnonymousAcho que essa impressão seja causada devido ao foco das histórias no plot twist, são poucas páginas, não há muito pra se fazer em termos narrativos além disso, melhor introduzir rápido e encerrar rápido pra ter mais tempo pra desenvolver, assim que enxergo pelo menos.De qualquer jeito, acho que dentro desse pequeno padrão varios one-shots se dão muito bem, como você mesmo disse, um refresco, algo pra se ler entre um prato de 10 volumes e outro.

  5. Pingback: TOP 5-1 – One Shots Curtos | AoQuadrado²·

  6. Pingback: Mangá² #122 – Mangás Curtos | AoQuadrado²·

  7. Pingback: Mangá² #161 – Você, Mangás e a Nostalgia | AoQuadrado²·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s